Diferenças entre edições de "Demónio"

1 byte adicionado ,  23h18min de 6 de abril de 2019
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 177.13.227.195 para a última revisão de EnaldoSS, de 01h28min de 31 de dezembro de 2018 (UTC))
Etiqueta: Reversão
Na maioria das religiões cristãs, os demônios, ou [[espírito]]s imundos, são anjos caídos que foram expulsos do [[terceiro céu]] (a presença de [[Deus]]) ({{citar bíblia|Apocalipse|12|7|9}}).
 
Popularmente, acredita-se que o chefe dos fiatinhos
Popularmente, acredita-se que o chefe dos demônios, [[Lúcifer]], era um [[querubim]] da guarda [[Unção|ungido]] ([[Ezequiel 28]] e {{citar bíblia|Isaías|14|13|14}}) que, ao desejar ser igual a Deus, foi expulso do [[Paraíso]]. É certo que há passagens na [[Bíblia]] que falam de seres caindo do céu, porém não são sobre Satanás e usam linguagem figurativa. Somente por uma leitura descuidada destes textos pode, alguém, chegar à história popular relativa à origem de Satanás.<ref name="ref2">{{Citar web|url = http://www.estudosdabiblia.net/1999439.htm|título = A origem de Satanás|acessodata = 26.jun.2012}}</ref>
 
Porém, quando foi expulso do Céu, a Bíblia nos relata que Lúcifer (conhecido, depois da expulsão, como [[diabo]] e [[satanás]], também referido em Apocalipse como "dragão" ou "antiga serpente", fazendo uma referência ao Livro do [[Gênesis]]) trouxe, consigo, um terço dos anjos de Deus ({{citar bíblia|Apocalipse|12|4}}). Não encontra-se, na Bíblia cristã, qualquer referência ao quantitativo de anjos que acompanharam Lúcifer, mas o livro do Apocalipse diz que o número de anjos a serviço do Criador são "milhares de milhares e milhões de milhares" ({{citar bíblia|Apocalipse|5|11}}).
Utilizador anónimo