Diferenças entre edições de "Congresso de Viena"

12 bytes removidos ,  18h30min de 7 de abril de 2019
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:14d:9089:11d8:8cfe:b4ba:2d15:c6c8, com Reversão e avisos
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:14d:9089:11d8:8cfe:b4ba:2d15:c6c8, com Reversão e avisos)
[[Portugal]] é representado por três Ministros [[Plenipotenciários]]: D. [[Pedro de Sousa Holstein]], [[Conde de Palmela]], [[António de Saldanha da Gama]], diplomata destacado na Rússia, e D. [[Joaquim Lobo da Silveira]], diplomata destacado em Estocolmo.<ref>{{Citar web |url=https://idi.mne.pt/pt/relacoesdiplomaticas/2-uncategorised/702-congresso-de-viena.html |titulo=Congresso de Viena, Ministério dos Negócios Estrangeiros, Portugal |acessodata=2016-07-04 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20160816123634/https://idi.mne.pt/pt/relacoesdiplomaticas/2-uncategorised/702-congresso-de-viena.html |arquivodata=2016-08-16 |urlmorta=yes }}</ref>
 
A Rússia com P antes do R[[Prússia]] foi representada pelo príncipe [[Karl August von Hardenberg]], o seu Chanceler e o diplomata e acadêmico [[Wilhelm von Humboldt]].
 
O [[Reino Unido]] foi inicialmente representado pelo seu Secretário dos Negócios Estrangeiros, o Visconde de Castlereagh; após fevereiro de [[1815]] por [[Arthur Wellesley, 1° Duque de Wellington|Arthur Wellesley]], [[Duque de Wellington]]; nas últimas semanas, após Wellington ter partido para dar combate a Napoleão, pelo Conde de Clancarty.<ref name="Castlereagh">"[Castlereagh, during his stay in The Hague, in January 1813] induced the Dutch to leave their interests entirely in British hands." On page 65 of Nicolson (1946).</ref>