Diferenças entre edições de "Courtney Love"

959 bytes adicionados ,  22h37min de 7 de abril de 2019
Resgatando 6 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
(Resgatando 6 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
== Carreira musical ==
=== Projetos iniciais: 1981–1988 ===
Love começou diversos projetos musicais na década de 1980. Primeiro, ela formou uma banda chamada Sugar Babydoll, e depois foi, brevemente, vocalista da banda [[Faith No More]],<ref name="vh1"/><ref>{{citar web |url=http://faithnomore.ipower.com/bio.shtml |publicado=Faithnomore.ipower.com |autor= |título=Faith No More biography |língua=inglês |obra= |data= |acessodata=26 de junho de 2013}}</ref> mas, de acordo com Roddy Bottum, o grupo procurava por uma "energia masculina", e por isso, Love foi expulsa da banda, mas apesar disso, ela continuou amiga de Bottum. Love mais tarde criou a banda Pagan Babies ao lado de [[Kat Bjelland]],<ref>Interview with Kat Bjelland. Edited by Liz Evans. ''Women, Sex and Rock'N'Roll: In Their Own Words''. Rivers Orum Press/Pandora List, 1994</ref> [[Jennifer Finch]] e Janis Tanaka em 1985. Love foi baixista da banda [[Babes in Toyland (banda)|Babes in Toyland]] em 1987, mas foi expulsa um tempo depois.<ref>{{citar web |url=http://arts.enotes.com/contemporary-musicians/babes-toyland-biography |autor= |obra= |título=Babes in Toyland Biography |língua=inglês |publicado=Arts.enotes.com |data= |acessodata=10 de fevereiro de 2010 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20070228080237/http://arts.enotes.com/contemporary-musicians/babes-toyland-biography |arquivodata=2007-02-28 |urlmorta=yes }}</ref>
 
=== Hole: 1989–2002 ===
Em fevereiro de 1995, Hole fez um show acústico na MTV, e continuou a sair em turnê, que acabou em setembro de 1995, na premiação MTV Video Music Awards (VMA), onde tocaram "Violet", e foram indicados na categoria de melhor vídeo por "Doll Parts".
 
Em 1997, a banda lançou uma compilação, ''[[My Body, the Hand Grenade]]'', e, em setembro de 1998, lançaram seu terceiro álbum, ''[[Celebrity Skin]]'', que marcou uma transformação no estilo da banda e de Love.<ref name="int" /> Ela afirmou ter se inspirado em [[Neil Young]], [[Fleetwood Mac]] e [[My Bloody Valentine (banda)|My Bloody Valentine]] enquanto compunha para o álbum.<ref name="int">{{Citar álbum |título=The Interview|artista=Hole |ano=1998 |formato=CD |publicado=Geffen|idpublicação=PRO-CD-1232}}</ref><ref>{{citar livro |páginas= |língua= |edição= |local= |autor= |titulo=Hole: Celebrity Skin (songbook) |data=1 de março de 1999 |editora=Cherry Lane Music |isbn=978-1-57560-137-3}}</ref> ''Celebrity Skin'' foi bem recebido pelos críticos, recebeu um certificado de multi-platina, e foi chamado de "melhor álbum do ano" pelas revistas ''Spin'', ''Village Voice'', entre outras.<ref>{{citar web |url=http://www.celebrityhollywoodnews.com/erlandson-also-declared-that-patty/ |autor= |obra= |título=Erlandson also declared that Patty |língua= |publicado=Celebrity Hollywood News |data=10 de outubro de 2008 |acessodata=10 de fevereiro de 2010 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20110708130827/http://www.celebrityhollywoodnews.com/erlandson-also-declared-that-patty/ |arquivodata=2011-07-08 |urlmorta=yes }}</ref>
 
Antes do lançamento de ''Celebrity Skin'', Love desenhou, ao lado da [[Fender]], uma guitarra de baixo preço da [[Squier]] chamada de Vista Venus.<ref>{{citar web |url=http://drownsoda.free.fr/vistavenus.htm |autor= |obra= |título=Fender Squier Vista Venus |língua= inglês |publicado=Drown Soda |data= |acessodata=10 de fevereiro de 2010}}</ref>
 
=== Carreira solo: 2003–2009 ===
Enquanto Hole estava tendo desentendimentos, Love começou uma banda feminina chamada Bastard no outono de 2001, que contava com Patty Shemel, Louise Post (da banda [[Veruca Salt]]) e Gina Crosley. Apesar de uma demo ter sido gravada, a banda nunca lançou nada.<ref>{{citar web |último=Weston |primeiro=Colin |url=http://www.drownedinsound.com/articles/1018 |obra= |título=Sort The 'Bastard' Out |língua=inglês |publicado=Drownedinsound.com |data=4 de maio de 2001 |acessodata=10 de fevereiro de 2010 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20081006102819/http://www.drownedinsound.com/articles/1018 |arquivodata=2008-10-06 |urlmorta=yes }}</ref><ref>{{citar web |url=http://www.juicemagazine.com/COREYPARKS.html |autor= |obra= |título=Corey Parks |língua= |publicado=Juicemagazine.com |data= |acessodata=10 de fevereiro de 2010}}</ref>
 
Em 2002, Love começou a compor um álbum ao lado de [[Linda Perry]], intitulado ''[[America's Sweetheart]]''. Ela assinou com a Virgin Records, e inicialmente o gravou na França, mas foi forçada pela gravadora a gravar todas as músicas de novo no verão de 2003.<ref name="foxnews" /> ''America's Sweetheart'' foi lançado em fevereiro de 2004, e recebeu críticas mistas. O álbum vendeu 86 mil cópias em três meses, com os singles "Mono" e "Hold On To me".
Em 17 de junho de 2009, a revista NME afirmou que o Hole ia voltar. Erlandson, ex-guitarrista da banda, afirmou para a revista ''Spin'' que, contratualmente, nenhuma reunião poderia acontecer sem seu envolvimento, e que qualquer coisa lançada por Love seria um álbum solo, não do Hole. Love respondeu a esses comentários no twitter, dizendo: "ele está louco. Hole é minha banda, minha marca registrada".<ref>CourtneyLoveUK (verified account) Twitter posting (2009-06-18).</ref>
 
''[[Nobody's Daughter]]'' foi lançado mundialmente como um álbum do Hole em 27 de abril de 2010. A nova formação da banda contava com Micko Larkin (guitarra), Shawn Dailey (baixo) e Stu Fisher (bateria). ''Nobody's Daughter'' continha uma grande quantidade de material escrito para o que seria o segundo álbum de Love, incluindo as canções "Pacific Coast Highway", "Letter to God", "Samantha" e "Never Go Hungry", que foram produzidas por Larkin. O primeiro single do álbum foi "Skinny Little Bitch", que foi a canção alternativa mais tocada nos rádios março de 2010.<ref>{{citar web |url=http://www.courtney-love.org/skinny-little-bitch-most-added-song-on-alternative-radio |publicado=Courtney-love.org |título=Skinny Little Bitch, most added song on alternative radio |língua=inglês |data=15 de março de 2010 |acessodata=4 de novembro de 2010 |primeiro=Mel |obra= |arquivourl=https://web.archive.org/web/20101229215211/http://www.courtney-love.org/skinny-little-bitch-most-added-song-on-alternative-radio |arquivodata=2010-12-29 |urlmorta=yes }}</ref>
 
Em uma entrevista, Love afirmou que ela havia mantido um celibato por cinco anos enquanto trabalhava no álbum: "eu precisava colocar toda minha energia nesse álbum. Tipo, toda ela, e [sexo e amor] podem te distrair".<ref name="fuseotr" />
Em outubro de 2012, Love contou a revista ''Rolling Stone'' que ela havia desistido da alcunha do Hole e que iria retomar sua carreira solo. Ela afirmou que havia acabado de gravar uma nova canção, chamada "This is War", produzida por [[James Iha]].<ref name="war" /> Love também gravou uma canção chamada "Rio Grande", um dueto com [[Michael Stipe]],<ref>{{citar web |url=http://www.spin.com/articles/johnny-depp-tom-waits-courtney-love-iggy-pop-pirates-album |publicado=Spin.com |obra=Spin |título=Johnny Depp Ropes Tom Waits, Courtney Love, Iggy Pop for Pirate-Themed Album |língua=inglês |data=5 de dezembro de 2012 |acessodata=22 de março de 2013 |autor=McGovern, Kyle}}</ref> e também um dueto com [[Fall Out Boy]], na canção "Rat a Tat".<ref>{{citar web |url=http://www.mtv.com/news/articles/1704151/fall-out-boy-courtney-love-save-rock-roll.jhtml |publicado=Mtv.com |título=Fall Out Boy Joined By Courtney Love On 'Save Rock And Roll' |língua=inglês |data=22 de março de 2013 |acessodata=22 de março de 2013 |autor=Kaufman, Gil |obra=[[MTV]]}}</ref>
 
Em 29 de dezembro de 2012, Love fez um show acústico surpresa no Electric Room de Nova York,<ref>{{citar web |url=http://grungereport.net/?p=19775 |publicado=Grungereport.net |obra=Grunge Report |título=Courtney Love performs impromptu acoustic set in New York |língua= |autor=Buchanan, Brett |data=30 de dezembro de 2012 |acessodata=19 de janeiro de 2013 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130118211414/http://grungereport.net/?p=19775 |arquivodata=2013-01-18 |urlmorta=yes }}</ref> e, em janeiro de 2013, se apresentou no Star Bar de Park City, Utah, no Sundance Film Festival.<ref>{{citar web |url=http://www.marketwatch.com/story/courtney-love-to-perform-live-during-sundance-2013-01-18 |publicado=Marketwatch.com |obra=Market Watch |data=18 de janeiro de 2013 |acessodata=19 de janeiro de 2013 |autor= |título=Courtney Love to perform live during Sundance |língua= |arquivourl=https://web.archive.org/web/20131105180207/http://www.marketwatch.com/story/courtney-love-to-perform-live-during-sundance-2013-01-18 |arquivodata=2013-11-05 |urlmorta=yes }}</ref>
 
Em 10 de maio de 2013, foi anunciado que Love faria uma turnê solo pelos Estados Unidos.<ref name="2013tour">{{citar web |url=http://exclaim.ca/News/courtney_love_extends_north_american_tour_adds_vancouver_date |publicado=Exclaim.ca |obra=Exclaim |título=Courtney Love Extends North American Tour, Adds Vancouver Date |língua=inglês |autor=Adams, Gregory |data=21 de maio de 2013 |acessodata=23 de maio de 2013}}</ref><ref>{{citar web |autor= |título=Courtney Love announces solo tour dates |língua= |url=http://www.987fm.com/articles/rock-news--104648/courtney-love-announces-solo-tour-dates-11277037/ |publicado=987fm.com |obra=98.7fm |acessodata=13 de maio de 2013 |data=10 de maio de 2013}}</ref> Inicialmente, a turnê divulgaria o novo álbum de Love, mas, consequentemente, virou uma apresentação de seus maiores sucessos, porque Love decidiu lançar o álbum somente em dezembro de 2013,<ref>{{citar web |url=http://www.newsday.com/entertainment/music/courtney-love-on-a-small-tour-hits-brooklyn-huntington-1.5514155 |publicado=Newsday.com |obra=Newsday |título=Courtney Love, on a small tour, hits Brooklyn, Huntington |língua=inglês |autor=Gamboa, Glenn |data=18 de junho de 2013 |acessodata=25 de junho de 2013}}</ref> seguido de uma turnê mundial. Ela afirmou que não pretende cantar nenhum material novo até que seu álbum seja lançado.
226 962

edições