Abrir menu principal

Alterações

m
sem resumo de edição
Esta manobra permaneceu assombrosa durante anos aos olhos dos [[historiador]]es, sendo considerada um dos maiores erros dos alemães na guerra. Rundstedt declarou mais tarde que a decisão havia sido de [[Adolf Hitler]], uma decisão política baseada em sua crença de que os britânicos estariam mais aptos a aceitar um acordo de paz caso suas tropas expedicionárias fossem poupadas da destruição completa na [[Europa]] [[continente|continental]].
 
Em [[18 de julho]] de [[1940]], após a grande vitória [[Alemanha Nazi|nazista]] na França, [[Holanda]] e [[Bélgica]], ele foi promovido a [[marechal-de-campo]] pelo [[Führer]] e passou a fazer parte do grupo de planejamento da [[Operação Leão Marinho]], que se destinava à invasão da [[Grã Bretanha]]. Com o adiamento contínuo da operação devido à resistência aérea dos britânicos contra os ataques da [[Luftwaffe]], Rundstedt assumiu o comando das tropas de ocupação e se dedicou a fortificar as [[costa]]s dos países ocupados.
 
=== Operação Barbarossa ===