Diferenças entre edições de "Medicina"

38 bytes adicionados ,  13h22min de 9 de abril de 2019
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 179.54.108.5 para a última revisão de Stuckkey, de 13h11min de 20 de março de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
{{ver desambig|a comuna italiana|Medicina (Bolonha)}}
{{Info/Objeto/Wikidata}}
[[Imagem:Encircled Rod of Asclepius.svg‎|right|thumb|O [[bordão de Esculápio]] ou [[Bordão de Esculápio|caduceu de Asclépio]] é o símbolo da medicina.]]
 
A '''medicina''' é uma das muitas áreas do conhecimento ligada à manutenção e restauração da [[saúde]]. Ela trabalha, num sentido amplo, com a prevenção e cura das [[doença]]s humanas e animais num contexto [[médico]].
 
 
== Conceito de medicina ==
 
Medicina, derivada do latim ''ars medicina'', significa a arte da cura.
 
 
== História da Medicina ==
 
{{Artigo principal|História da medicina}}
 
[[Imagem:Medicine aryballos Louvre CA1989-2183.jpg|thumb|200px||Médico tratando um paciente. Museu do [[Louvre]], [[Paris]], [[França]].]]
 
 
=== História da Medicina no Brasil ===
 
A [[Academia Nacional de Medicina]] é uma instituição médica centenária, fundada no Brasil em [[1829]] pelo Dr. [[Joaquim Cândido Soares de Meireles]] sob o nome de Sociedade de Medicina. Posteriormente foi chamada Academia Imperial de Medicina. Recentemente foi presidida pelo Dr. Neves Manta. Há 100 membros titulares que ingressam na instituição mediante apresentação de teses científicas. Numa de suas dependências, um pequeno Museu mostra, por exemplo, o primeiro estetoscópio chegado ao Brasil.
[[Ficheiro:Carta de exame que aprova Antônio de Magalhães Portilho para exercer a arte da cirurgia.jpg|miniaturadaimagem|255x255px|Carta de exame para exercer a arte da cirurgia no Brasil, 1820. [[Arquivo Nacional (Brasil)|Arquivo Nacional.]]]]
 
=== Portugal ===
 
Em [[Portugal]] o curso de medicina é oferecido a nível de [[pós-graduação]] ''[[Stricto sensu|strictu sensu]]'', sendo nececessário como pré-requito, antes o indivíduo ter se graduado em alguma [[licenciatura]] (3 a 4 anos) em áreas que envolvem a saúde como [[biologia]], [[enfermagem]], [[farmácia]], entre outras e após se ingressar no [[mestrado]] em medicina (3 anos) ou fazer o mestrado integrado em medicina que permite o ingresso em uma licenciatura (3 anos) que vai envolver matérias básicas de biologia geral e saúde e após isso, o mestrado (3 anos) em si que é o curso capacitador. <ref>{{citar web|url=https://www.dges.gov.pt/pt/pagina/concurso-especial-para-acesso-medicina-por-licenciados-0|titulo=Concurso Especial para Acesso a Medicina por Licenciados|data=|acessodata=19-02-2018|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=https://www.uc.pt/fmuc/ensino/mim|titulo=Mestrado Integrado em Medicina|data=|acessodata=19-02-2018|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
=== Brasil ===
 
No Brasil o curso de medicina é oferecido em forma de graduação (6 anos) sendo o [[ensino médio]] o único pré-requisito para o ingresso no curso.<ref>{{citar web|url=http://www.uemg.br/cursos.php?id=152|titulo=Medicina|data=|acessodata=19-02-2018|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
=== Estados Unidos e Canadá ===
Nos Estados Unidos e Canadá, assim como em portugal o curso de medicina também é uma pós-graduação ''strictu sensu,'' sendo que que antes do indivíduo se ingressar na [[pós-graduação]] em medicina (MD) ou medicina osteopática (DO), deve ter feito graduações que envolvam conteúdos das áreas de [[Ciência|ciências]] que na maioria das vezes são graduados em [[biologia]], [[química]], [[física]], entre outros desde que contenham o mínimo de matérias biológicas equivalentes exigidas.<ref>{{citar web|url=https://www.cma.ca/En/Pages/becoming-a-physician.aspx|titulo=Becoming a physician|data=|acessodata=19-02-2018|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
 
Nos Estados Unidos e Canadá, assim como em portugal o curso de medicina também é uma pós-graduação ''strictu sensu,'' sendo que que antes do indivíduo se ingressar na [[pós-graduação]] em medicina (MD) ou medicina osteopática (DO), deve ter feito graduações que envolvam conteúdos das áreas de [[Ciência|ciências]] que na maioria das vezes são graduados em [[biologia]], [[química]], [[física]], entre outros desde que contenham o mínimo de matérias biológicas equivalentes exigidas.<ref>{{citar web|url=https://www.cma.ca/En/Pages/becoming-a-physician.aspx|titulo=Becoming a physician|data=|acessodata=19-02-2018|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
== Ciências médicas e profissões médicas no Brasil ==
 
[[Imagem:Surgeons at Work.jpg|thumb|200px|A medicina ajuda a manter e restaurar a saúde das pessoas.]]
 
 
== Faculdades de medicina no Brasil ==
 
Após abrir os portos do Brasil às nações amigas de Portugal, D. João VI assinou, em 18 de fevereiro de 1808, o documento que mandou criar a Escola de Cirurgia da Bahia (Atual [[UFBA]]) e deu início ao ensino da medicina no país.<ref name="ufba"/> No mesmo ano, a [[Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro|Faculdade de Medicina da UFRJ]] foi criada pelo príncipe regente D. João, por Carta Régia, assinada em 5 de novembro de 1808, com o nome de ''Escola de Anatomia, Medicina e Cirurgia'' e instalada no Hospital Militar do Morro do Castelo.<ref name="ufrj"/>
 
 
== Distribuição de médicos no Brasil ==
 
A desigualdade na distribuição de médicos no Brasil acompanha outros abismos sociais existentes no país. Apesar de haver um médico para cada 549 brasileiros - índice superior ao recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de um para cada mil pessoas -, sete em cada 10 profissionais habilitados para atuar no país trabalham nas regiões Sul e Sudeste. Com isso, enquanto no Rio de Janeiro há um profissional para cada 289 habitantes, no outro extremo, os maranhenses dispõem de um médico para cada 1.848 pessoas. Os dados são de um novo balanço do Conselho Federal de Medicina (CFM).
 
 
== Distribuição de médicos em Portugal ==
 
Em 2016, Portugal tem 49 152 médicos inscritos na Ordem e 29 642 a trabalhar para os serviços públicos. Portugal já teve 191 médicos por 100 mil habitantes, em 1980. Em 2014 tem 442.<ref>{{Citar web |url=http://visao.sapo.pt/actualidade/portugal/2016-10-27-Faltam-ou-nao-medicos-em-Portugal- |titulo=Faltam, ou não, médicos em Portugal? |publicado=Visão}}</ref>
 
 
== Especialidades médicas ==
 
{{Anexo|Lista de especialidades médicas}}
 
[[Imagem:Encircled Rod of Asclepius.svg‎|right|thumb|O [[bordão de Esculápio]] ou [[Bordão de Esculápio|caduceu de Asclépio]] é o símbolo da medicina.]]
 
No Brasil, para ser um especialista, o médico deve realizar uma [[residência médica]] e prestar um concurso junto a associação médica da especialidade, que é reconhecido pela Associação Médica Brasileira e homologado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), sem o qual ele é apenas médico, sem especialidade. Até para ser considerado Clínico, o médico deve fazer Residência em Clínica Médica, com duração mínima de 2 anos.<br />
 
=== Especialização ===
 
* [[Pediatria]] é a especialidade médica dedicada à assistência à criança e ao adolescente, nos seus diversos aspectos, sejam eles preventivos ou curativos.
* [[Urologia]] é uma especialidade cirúrgica da medicina que trata do trato urinário de homens e mulheres e do sistema reprodutor dos homens.
 
=== Especialidades diagnósticas e de imagem ===
 
* [[Anatomia Patológica]]: É uma especialidade médica responsável pela realização de diagnósticos de várias doenças, inclusive do câncer, por meio de estudo ao microscópio de amostras de células ou tecidos. Os médicos patologistas são os profissionais responsáveis pelos diagnósticos, gerando laudos que orientam tratamentos, estabelecem prognósticos, garantem a qualidade do atendimento médico e são indispensáveis às campanhas e ações preventivas. No Laboratório de Patologia ou de Anatomia Patológica todos os procedimentos são realizados por médicos patologistas e seus auxiliares. Estes profissionais detêm conhecimento altamente especializado para o diagnóstico de doenças, incluindo o câncer, a partir de estudo de materiais obtidos por aspirações, esfregaços, biópsias e cirurgias. Em cada exame o médico patologista seleciona, de forma individual, as amostras para estudo microscópico, não havendo a possibilidade de automatização por máquinas. Exames anatomopatológicos (biópsias, peças cirúrgicas), Exames imuno-histoquímicos e Exames citopatológicos (preventivos, punções, líquidos orgânicos) são procedimentos médicos e devem ser rigorosamente analisados por médicos patologistas ou por médicos citopatologistas, para que sejam executados de forma confiável.
* [[Bioestatística]] é a aplicação de [[estatística]] ao campo [[biologia|biológico]] e médico. Ela é essencial ao planejamento, avaliação e interpretação de todos os dados obtidos em pesquisa na área biológica e médica. É fundamental à [[epidemiologia]] e à [[Medicina baseada em evidências]].
 
== Ver também ==
 
* [[Ética médica]]
* [[Ciências da saúde]]
Utilizador anónimo