Diferenças entre edições de "David Cameron"

201 bytes adicionados ,  14h07min de 9 de abril de 2019
Resgatando 2 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
m (Foram revertidas as edições de 191.253.3.225 para a última revisão de 189.18.165.74, de 19h07min de 4 de abril de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
(Resgatando 2 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
|projecto =
}}
'''David William Donald Cameron''' ([[Londres]], [[9 de outubro]] de [[1966]]) é um [[político]] [[Reino Unido|britânico]] que serviu como [[primeiro-ministro do Reino Unido]] entre [[11 de maio]] de [[2010]] e [[13 de julho]] de [[2016]]. Também foi líder do [[Partido Conservador (Reino Unido)|Partido Conservador]] de 2005 a 2016.<ref>{{citar web |url=http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/politics/4502656.stm |lingua=en |titulo=The David Cameron story |autor =Brian Wheeler |publicado=BBC News |data=06/12/2005 |acessodata=24 de junho de 2016 |arquivourl=httphttps://web.archive.org/web/20051212082753/http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/politics/4502656.stm |arquivodata=132005-12-12 de|urlmorta=no julho de 2016}}</ref><ref name="três">{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u729265.shtml |titulo=David Cameron se apresentou como "Tony Blair" dos conservadores |publicado=BBC Brasil + Folha de S.Paulo |data=03/05/2010 |acessodata=24 de junho de 2016 |arquivourl=http://archive.is/pSww |arquivodata=17 de dezembro de 2012}}</ref><ref name="quatro">{{citar web |url=http://www.redeangola.info/britanicos-votam-para-sair-da-ue-e-cameron-demite-se/ |titulo=Britânicos votam para sair da UE e Cameron demite-se |publicado=Rede Angola |data=24/06/2016 |acessodata=24 de junho de 2016 |arquivourl=http://archive.is/ceTEu |arquivodata=24 de junho de 2016}}</ref> É visto como um ''one-nation Tory'', da [[Centro-direita|ala moderada]] do seu partido, defendendo o [[livre mercado]], a redução do tamanho do governo em favor da iniciativa privada e algumas [[Liberalismo social|políticas sociais]].<ref>{{citar web|URL=https://www.forbes.com/sites/noahdapontesmith/2015/06/02/is-david-cameron-really-a-one-nation-conservative/#15dd699f7c3b|título=Is David Cameron Really A One-Nation Conservative?|publicado=Forbes|acessodata=29 de março de 2019}}</ref>
 
== Família ==
[[Ficheiro:David Cameron announces resignation.jpg|miniaturadaimagem|David Cameron anunciando sua renúncia, em 24 de junho de 2016.]]
 
Em 23 de junho de 2016, o povo do Reino Unido [[Referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia em 2016|votou em um referendo]] pela saída do país da [[União Europeia]]. Cameron fez extensa campanha contra a proposta de saída e, após fracassar, anunciou que renunciaria ao cargo de primeiro-ministro em outubro de 2016, quando acontecera a Conferência do Partido Conservador.<ref name="Brexit">{{citar web|URL=http://edition.cnn.com/2016/06/24/politics/david-cameron-resignation-brexit/index.html|título=David Cameron falls on his sword as gamble backfires|publicado=[[CNN]]|acessodata=24 de junho de 2016}}</ref><ref>{{citar web|URL=http://www.dn.pt/mundo/ao-vivo/interior/dentro-ou-fora-britanicos-decidem-o-seu-futuro-na-ue-5245585.html|título=Cameron demite-se depois de os britânicos votarem para sair da UE|publicado=DN.pt|acessodata=24 de junho de 2016|arquivourl=https://web.archive.org/web/20160624104600/http://www.dn.pt/mundo/ao-vivo/interior/dentro-ou-fora-britanicos-decidem-o-seu-futuro-na-ue-5245585.html|arquivodata=2016-06-24|urlmorta=yes}}</ref>
 
Cameron é saudado por revitalizar e modernizar o Partido Conservador britânico e também por estabilizar a economia do país e controlar a dívida pública nacional. Ao mesmo tempo ele também recebeu muitas críticas, de [[Esquerda e direita (política)|ambos os lados do espectro político]], que o acusavam de oportunismo político e [[elitismo]] social.<ref>{{citar jornal|último = Taylor |primeiro = Matthew |título= Under the Green Oak, an old elite takes root in Tories |jornal=The Guardian |data=12 de agosto de 2006 |url =http://www.guardian.co.uk/politics/2006/aug/12/uk.conservatives |acessodata=12 de julho de 2016 |local=Londres}}</ref> Durante seu governo ele apareceu várias vezes entre os dez primeiros colocados na lista da revista ''[[Forbes]]'' das [[Lista das pessoas mais poderosas segundo a revista Forbes|pessoas mais poderosas do mundo]].<ref>{{citar jornal|título= The World's Most Powerful People|url=http://www.forbes.com/sites/davidewalt/2015/11/04/the-worlds-most-powerful-people-2015/|jornal= Forbes|data= Novembro de 2015|acessodata=12 de julho de 2016}}</ref>
230 298

edições