Abrir menu principal

Alterações

Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
O principal detrito do mares são os objetos de plástico, afetando todas as regiões oceânicas com bilhões de toneladas de objetos diversificados a boiar pela superfície ou se depositando no fundo marinho. O plástico é um material onipresente na civilização contemporânea, e o encontramos sob as mais variadas formas. Por conseguinte, é também um dos mais descartados no ambiente como lixo, muito do qual não recebe destinação correta e acaba indo parar nos mares, carregados por rios, enchentes, negligência humana, e outras maneiras. O plástico é um material que se degrada lentamente; conforme o tipo, pode permanecer mais de 600 anos visivelmente no ambiente antes de se decompor em fragmentos microscópicos, misturando-se ao [[plâncton]] e finalmente infiltrando toda a [[cadeia alimentar]] oceânica.<ref name="Pincetich"/><ref name="United"/><ref name="Sheavly"/><ref name="Greenpeace"/>
 
O plástico interfere nos ciclos naturais do oceano soterrando criaturas que vivem no fundo, bloqueando parte da superfície quando boia em grandes maciços, liberando substâncias tóxicas, sendo confundido com alimento por várias espécies de animais, mas, sendo indigerível, causa obstruções no seu [[tubo digestivo]], matando-os ou ferindo-os. Cerca de 100 mil tartarugas, aves, focas e outros grandes animais marinhos são mortos anualmente por plástico, mas esses números são muito maiores somando-se outras criaturas. Um dos objetos plásticos mais daninhos são as [[sacola de plástico|sacolas de compras]], usadas aos bilhões em todo o mundo.<ref name="Pincetich">Pincetich, Chris
; Shore, 
Teri &
 Steiner, Todd. [http://seaturtles.org/downloads/STRP_BanPlasticBagReportAB1998.pdf ''A 
Ban 
on
 Plastic 
Bags
 Will Save the Lives of California’s Endangered 




Leatherback
 Sea 
Turtles''] {{Wayback|url=http://seaturtles.org/downloads/STRP_BanPlasticBagReportAB1998.pdf |date=20121205112519 }}. Sea 
Turtle 
Restoration
 Project</ref><ref name="United"/><ref name="Greenpeace"/> Um levantamento realizado em praias da Espanha, França e Itália revelou em média a existência de 1.935 objetos diversos por quilômetro quadrado da faixa costeira. 77% deles eram de plástico, e destes, 93% eram sacolas.<ref name="Marine">"Marine Debris". In: Madan, Sangeeta & Madan, Pankaj. ''Global Encyclopaedia of Environmental Science, Technology and Management''. Global Vision Publishing House, 2009, p. 504</ref> Outra pesquisa analisou em 1998 os objetos flutuantes no [[oceano pacífico|Pacífico Norte]] e constatou que 89% deles eram de plástico.<ref name="United"/> A maioria dos outros estudos indica uma incidência majoritária do plástico.<ref name="Jeftic"/><ref name="Marine"/><ref name="Greenpeace"/>
 
=== Materiais de pesca ===
216 545

edições