Diferenças entre edições de "Euclides Bueno Miragaia"

39 bytes adicionados ,  01h39min de 15 de abril de 2019
Resgatando 0 fontes e marcando 1 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
m (Robô: Alteração da categoria redirecionada História de São Paulo para História do estado de São Paulo)
(Resgatando 0 fontes e marcando 1 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
Em [[1955]], teve os seus restos mortais foram trasladados [[Obelisco_de_São_Paulo|Monumento e Mausoléu ao Soldado Constitucionalista de 1932]], no [[Parque do Ibirapuera]], construído em homenagem a Revolução Constitucionalista, aos ''[[mártir|mártires]]'' da Revolução e aos soldados constitucionalistas. O seu túmulo, na sua cidade natal, ainda é preservado e ostenta o desenho da [[bandeira]] de [[São Paulo (estado)|São Paulo]].<ref name=":0" />
 
Após a tragédia que marcou suas vidas, os seus país, José Miragaia e Emília Bueno Miragaia, mudaram-se para [[Birigüi]] onde um dos irmãos de Euclides, Joaquim Miragaia chegou a jogar no conhecido time [[Bandeirante Esporte Clube|Bandeirante de Birigüi]], do qual posteriormente se tornou diretor. Sua prima Vicentina Miragaia Mendes (a Jaú) foi jogadora da seleção feminina de [[basquetebol]] de [[1951]].<ref name=":1">{{Citar periódico|titulo=Euclides Miragaia, um desconhecido|jornal=Folha da Região|url=http://www.folhadaregiao.com.br/2.633/euclides-miragaia-um-desconhecido-1.71011}}{{Ligação inativa|1={{subst:DATA}} }}</ref>
 
==Homenagens==
226 962

edições