Diferenças entre edições de "Yves Montand"

2 bytes removidos ,  15h06min de 19 de abril de 2019
m
sem resumo de edição
(ajustes)
m
Seu [[nome de batismo]] era Ivo Livi e embora nascido na [[Itália]], ele foi o [[ator]] que melhor encarnou o mito do homem francês. Considerado menos bonito que [[Alain Delon]] mas mais simpático e carismático, Montand provou que além de um ótimo [[cantor]] era também um bom ator.
 
Comunista inicialmente e depois defensor da liberdade e contra qualquer ditadura, Montand foi parceiro constante do diretor [[Costa-Gavras]] com quem fez cinco filmes, entre eles "[[Z (filme)|Z]]", "[[Estado de Sítio (filme1972)|Estado de Sítio]]" e "[[A Confissão]]".
 
Estreou como ator em [[1946]] com o diretor [[Marcel Carné]] no filme "[[As Portas da Noite]]", mas se destacou também em "[[O Salário do Medo]]" de [[Henri-Georges Clouzot]] em [[1952]]; "[[Adorável Pecadora]]" ao lado de [[Marilyn Monroe]] de [[1960]]; "[[Paris Está em Chamas]]" de [[René Clement]] em [[1966]] e "[[Viver por Viver]]" de [[Claude Lelouch]] em [[1967]].
* 1970 - ''[[Num dia claro de verão|On a Clear Day You Can See Forever]]''
* [[1971 no cinema|1971]] - ''[[La folie des grandeurs]]
* [[1972 no cinema|1972]] - ''[[Estado de Sítio (filme1972)|Estado de Sítio]]''
* [[1973 no cinema|1973]] - ''[[Vincent, François, Paul...e os Outros]]''
* [[1975 no cinema|1975]] - ''[[Police Python 357]]''
640 747

edições