Abrir menu principal

Alterações

 
== Questão Bangu x arbitragem ==
O [[Bangu Atlético Clube|Bangu]] entrou com recurso, pois alegava erros da arbitragem que teriam prejudicado o time, como o gol de cabeça do goleiro [[Eduardo Allax|Eduardo]], anulado de forma discutível na semifinal do torneio que terminou na prorrogação em 0 xa 0. O árbitro, Reinaldo Ribas, alegou que houve toque de mão na área, e ainda expulsou o goleiro. Irritados com a decisão, os jogadores do Bangu partiram para cima do juiz, que ainda expulsou Cleberson e Hélder, por reclamação. Em seguida, deixaram o gramado do [[Estádio do Maracanã|Maracanã]], a pedido do então presidente Rubens Lopes. Dirigentes do ''Alvirrubro'' mostraram uma imagem do lance, e garantiram que não havia irregularidade. UmPelo repórtererro dacometido, [[SuperReinaldo RádioRibas Tupi]]foi tambémexcluído alegoudo que o golquadro de Eduardoárbitros erada válidoFERJ. Pelo erro[[Rubens cometidoLopes]], Reinaldovice-presidente Ribasde foi excluídofutebol do quadroBangu deera árbitrosvice-presidente da FERJ e assumiria o cargo de presidente posteriormente.
 
Pela briga entre a federação e as TVs, esse foi o único lance mostrado, com as pessoas que não foram ao jogo não tendo acesso a todas as imagens da partida.
 
No dia 14 de abril de 2009, finalmente o campeonato teve seu desfecho, onde o Fluminense foi mantido como o legítimo campeão pelo TJD/RJ, por 8 votos a 0.<ref>{{Citar web|url=http://esporte.ig.com.br/futebol/2009/04/14/sete+anos+depois+fluminense+e+confirmado+como+campeao+carioca+de+2002+5532921.html|título=Sete anos depois, Fluminense é confirmado como campeão carioca de 2002|língua=|autor=|obra=|data=14 de abril de 2009|acessodata=14 de abril de 2009}}</ref> O [[Entrerriense Futebol Clube|Entrerriense]] foi a equipe rebaixada do campeonato ao somar apenas 11 pontos em 22 partidas.