Diferenças entre edições de "I Reis"

161 bytes adicionados ,  15h53min de 22 de abril de 2019
Resgatando 3 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
(Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta10))
(Resgatando 3 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
Assim, o livro trata do apogeu do reino de Israel, sua divisão em dois países entre as doze tribos após a morte de Salomão, a perversão moral tanto dos governantes quanto do povo que abandonaram a fé num único Deus para praticarem a [[idolatria]] aos deuses pagãos, mencionando os feitos do [[profeta]] [[Elias (profeta)|Elias]] em seu ministério.
 
O livro contém uma teologia da autoridade política: o rei deve ser fiel a Deus ([https://web.archive.org/web/20091211201237/http://www.paulus.com.br/BP/_P8M.HTM 1Rs 2,3]) e governar com sabedoria e justiça, servindo ao povo ([https://web.archive.org/web/20091211212521/http://www.paulus.com.br/BP/_P8W.HTM 1Rs 12,7]), que pertence unicamente a Deus ([https://web.archive.org/web/20100226201537/http://www.paulus.com.br/BP/_P8N.HTM 1Rs 3,8-9])<ref name=pastoral>[http://www.paulus.com.br/BP/_P8K.HTM Primeiro e Segundo Reis] {{Wayback|url=http://www.paulus.com.br/BP/_P8K.HTM |date=20091220213032 }}, acessado em 22 de julho de 2010</ref>.
 
==Visão panorâmica==
226 962

edições