Diferenças entre edições de "Planalto do Tibete"

1 037 bytes adicionados ,  18h51min de 22 de abril de 2019
sem resumo de edição
 
O '''planalto do Tibete''' é um [[planalto]] vasto e elevado situado na [[Ásia Oriental]], abrangendo a maior parte da [[Região Autónoma do Tibete]], além de outras províncias chinesas, assim como outros países, como [[Índia]], [[Nepal]], [[Myanmar]], e etc.<ref>''Illustrated Atlas of the World'' (1986) Rand McNally & Company. ISBN 528-83190-9 pp. 164-5</ref><ref>''Atlas of World History'' (1998 ) HarperCollins. ISBN 0-7230-1025-0 pg. 39</ref><ref>{{citar web |url=http://dannyreviews.com/h/Tibetan_Empire.html |título=The Tibetan Empire in Central Asia |acessodata=06 de dezembro de 2012 |autor=Christopher Beckwith |coautores= |data= |ano= |mes= |formato= |obra= |publicado=dannyreviews.com |páginas= |língua= |língua2=en |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Este planalto ocupa uma superfície de aproximadamente 2,5 milhões de km<sup>2</sup>, com uma elevação média de 4000 metros, porém a região conhecida como Changtang facilmente ultrapassa os 5000 metros de altitude, sendo praticamente inabitável. Chamado ''teto do mundo'', é o maior e mais elevado planalto do mundo. A sua formação deve-se à colisão ocorrida entre a [[placa Indiana]] e a [[placa euroasiática]] durante o período [[Cenozóico]] (há cerca de 55 milhões de anos), um processo que todavia prossegue.
Na cultura popular, Zhang Qianyi compôs uma canção que diz respeito ao planalto tibetano, chamada 青藏高原 (pinyin: ''Qīngzàng Gāoyuán''), que se tornou popular nas vozes de Han Hong e de [[Vitas]].
==Controvérsia==
 
Acredita-se que o planalto tibetano tenha se formado devido à colisão das placas indiana e eurasiana há 50 milhões de anos. Mas um estudo sugeriu que o Tibete pode não ter sido um planalto o tempo todo e talvez tivesse montanhas altas e vales profundos - topografia e clima foi boa o suficiente para o crescimento de plantas subtropicais. Foram encontrados fósseis de [[palmeira]]s com 25 milhões de anos a partir dos sedimentos da bacia Lunpola por Tao Su do Jardim Botânico Tropical Xishuangbanna da [[Academia Chinesa de Ciências]]. Os pesquisadores acreditam que o planalto poderia ter cerca de 2,3 quilômetros de altura e ter grandes lagos cercados de vegetação subtropical e vales profundos. Até 2019, acreditava-se que a elevação do Tibet deveria ter sido de 4 quilômetros, quase tão alta quanto hoje.<ref>[https://www.techexplorist.com/palm-fossils-suggest-tibet-high-mountains-deep-valleys/21690/ Palm fossils suggest Tibet had high mountains and deep valleys] por Dinesh C Sharma (2019)</ref>
{{Referências}}
{{commonscat|Tibetan_Plateau}}