Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
}}
 
A '''dinastia Qing''' ([[Língua manchu|manchu]]: ''daicing gurun''; [[Língua chinesa|chinês]]: 清朝; [[pinyin]]: ''qīng cháoe''; [[Wade-Giles]]: ''ch'ing ch'ao''; [[Língua mongol|mongol]]: ''Манж Чин Улс''), Também '''Império do Grande Qing''' ou '''Grande Qing''' foi a última dinastia imperial da [[China]], governando por 268 anos (de 1644-1912) com uma breve restauração abortiva em 1917. Foi precedida pela [[dinastia Ming]] e sucedida pela [[República da China (1912-1949)|República da China]]. A dinastia foi fundada pelo clã Aisin Gioro.
 
Esta dinastia teve início quando os [[Manchúria|manchus]] invadiram o norte da [[China]] em [[1644]] e derrotaram a [[dinastia Ming]]. Desta região, os manchus expandiram a dinastia para a China propriamente dita e os territórios circundantes da [[Ásia]] central, estabelecendo o Império do Grande Qing (em [[pinyin]]: ''Dà Qīng Dìguó'').<ref>{{citar web|url=http://portuguese.cri.cn/chinaabc/chapter14/chapter140111.htm|título=Dinastia Qing|autor=China ABC|acessodata=11 de fevereiro de 2012}}</ref>
384

edições