Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
=== O Grande Expurgo ===
{{Artigo principal|Grande Expurgo}}
 
{{multiple image |align=right |direction=vertical
Em 1928 iniciou um programa de [[industrialização]] intensiva e de [[coletivização]] da [[agricultura]] soviética ([[plano quinquenal]]), impondo uma grande reorganização social e provocando a [[Carestia|fome]] - [[genocídio]] na [[Ucrânia]] ([[Holodomor]]), em 1932-1933. Esta fome foi imposta ao povo ucraniano pelo regime soviético, tendo causado um mínimo de 4,5 milhões de mortes na Ucrânia, além de 3 milhões de vítimas noutras regiões da U.R.S.S..<ref>{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=Bp31GmfH-6YC&printsec=frontcover&dq=The+Harvest+of+Sorrow&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwiP08etg9rTAhXEvZAKHWeaCo0Q6AEIIzAA|título=The Harvest of Sorrow: Soviet Collectivization and the Terror-famine|ultimo=Conquest|primeiro=Robert|data=1987-01-01|editora=Oxford University Press|lingua=en|isbn=9780195051803}}</ref> Nos [[década de 1930|anos 1930]] consolidou a sua posição através de uma política de modernização da indústria. Como arquitecto do sistema político soviético, criou uma poderosa estrutura militar e de policiamento. Mandou prender e deportar opositores, ao mesmo tempo que cultivava o [[culto da personalidade]] como arma ideológica.
{{multipleimagem imagemúltipla |align=rightleft |direction=vertical
|image1=Dekulakisation in the USSR V 3.jpg|width2=230|caption2=[[Coletivização]], como parte da [[Deskulakização]]. Um desfile com os cartazes: "Vamos liquidar os [[Kulaks]] como classe" e "Tudo pela luta contra os [[sabotagem|sabotadores]] da agricultura."
|image2=Sergei Kirov and Joseph Stalin, 1934.jpg|width3=230|caption3=Sergei Kirov e Stalin em 1934.
}}
Em 1928 iniciou um programa de [[industrialização]] intensiva e de [[coletivização]] da [[agricultura]] soviética ([[plano quinquenal]]), impondo uma grande reorganização social e provocando a [[Carestia|fome]] - [[genocídio]] na [[Ucrânia]] ([[Holodomor]]), em 1932-1933. Esta fome foi imposta ao povo ucraniano pelo regime soviético, tendo causado um mínimo de 4,5 milhões de mortes na Ucrânia, além de 3 milhões de vítimas noutras regiões da U.R.S.S..<ref>{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=Bp31GmfH-6YC&printsec=frontcover&dq=The+Harvest+of+Sorrow&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwiP08etg9rTAhXEvZAKHWeaCo0Q6AEIIzAA|título=The Harvest of Sorrow: Soviet Collectivization and the Terror-famine|ultimo=Conquest|primeiro=Robert|data=1987-01-01|editora=Oxford University Press|lingua=en|isbn=9780195051803}}</ref> Nos [[década de 1930|anos 1930]] consolidou a sua posição através de uma política de modernização da indústria. Como arquitecto do sistema político soviético, criou uma poderosa estrutura militar e de policiamento. Mandou prender e deportar opositores, ao mesmo tempo que cultivava o [[culto da personalidade]] como arma ideológica.
 
A ação persecutória de Stalin, supõe-se, estendeu-se mesmo a território estrangeiro, uma vez que o [[assassinato]] de [[Leon Trótski]], então exilado no [[México]] é creditado a ele. Por mais que Trótski tomasse todas as providências para proteger-se de agentes secretos, [[Ramón Mercader]], membro do [[Partido dos Comunistas da Catalunha]], foi para o México e conseguiu ganhar a confiança do dissidente, para executá-lo com um golpe de [[picareta]]. No momento do assassinato, Trótski escrevia uma [[biografia]] reveladora sobre Stalin.<ref name=":0" /> Esta seria uma das motivações para o crime, uma vez que o dirigente soviético desejava ocultar seu passado pré-revolucionário (ver: [[divergências entre Stalin e Trotsky]]).<ref name=":0" />
 
121 889

edições