Diferenças entre edições de "Usuário(a):Ingredi123/Testes/Eleição municipal de Açailândia em 2016"

sem resumo de edição
m (Adaptação da sigla "PMDB" para "MDB" (sigla atual do partido). O artigo está ficando bom!)
 
 
==Antecedentes==
Juscelino Oliveira e Silva foi vereador de Açailândia de 2008 a 2012, e vice-prefeito de Gleide Lima Santos ([[Movimento Democrático Brasileiro (1980)|MDB]]) de 2012 até quando ela foi [http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/05/justica-determina-afastamento-de-prefeita-de-acailandia-ma.html afastada] do cargo em julho de 2015 pela acusação de uso indevido dos bens públicos. Após o afastamento, ele [https://atual7.com/noticias/politica/2015/05/acailancia-tj-ma-afasta-gleide-santos-e-manda-dar-posse-a-juscelino-oliveira/ assumiu] a posição até as eleições seguintes, onde viria a ser reeleito.
 
==Campanha==
Desde as primeiras pesquisas eleitorais, Juscelino Oliveira já possuía uma vantagem de [http://www.vermelho.org.br/noticia/287617-1 27 pontos percentuais] em relação ao segundo colocado. Houve também uma [http://www.vermelho.org.br/noticia/286160-1 caminhada] organizada por ele durante a campanha, que acabou mobilizando uma quantidade considerável de moradores da cidade vestidos com a camiseta do partido. A caminhada terminou com um discurso do político.
 
Em entrevista após reeleição, Juscelino [http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2016/videos/t/todos-os-videos/v/acailandia-ma-reelegeu-o-atual-prefeito/5348081/ declarou] para o [[G1 em 1 Minuto|G1]] que sua prioridade era "saúde, emprego e renda". Também mencionou que queria ver uma Açailândia "urbanizada, humanizada, com todos os programas sociais funcionando".
 
==Resultados==
 
==Análise==
Talvez por conta de já ter assumido a prefeitura de forma temporária devido ao afastamento da prefeita eleita de sua antiga chapa e possivelmente por carisma, Juscelino de Oliveira acabou ganhando as eleições de 2016 de Açailândia com folga. Desde o início do período eleitoral ele já era o candidato com maior intenção de voto, e como exemplificado no episódio da caminhada, com grande potencial de gerar mobilização, de forma que sua posterior reeleição com [http://g1.globo.com/ma/maranhao/eleicoes/2016/apuracao/acailandia.html quase 60% dos votos válidos] não foi uma grande surpresa.
 
==Ver também==
18

edições