Abrir menu principal

Alterações

→‎Membros: Correção de erro.
A maioria dos membros da ''Commonwealth'' são antigas colônias do [[Império Britânico]], com apenas três exceções, [[Moçambique]], [[Ruanda]] e [[Namíbia]]. Namíbia, ex-colônia do [[Império Alemão]], se tornou membro em [[1990]], após sua independência da [[África do Sul]], esta sim, ex-colônia britânica. Moçambique foi [[Colónia (possessão)|colónia]] do [[Império Português]] e se tornou membro em [[1995]], graças ao apoio dos seus vizinhos, que foram colônias britânicas. Em [[2009]] foi a vez do Ruanda, antiga colônia [[Bélgica|belga]], a se tornar membro. Nem todas as ex-colônias do [[Reino Unido]] fazem parte da comunidade. O [[Zimbábue]] saiu da ''Commonwealth'' em [[2003]],<ref>{{citar web |url=http://news.bbc.co.uk/2/hi/africa/3299277.stm |título=Zimbabwe quits Commonwealth |editor=[[BBC News]] |data=8 de dezembro de 2003 |acessodata=11 de janeiro de 2016}}</ref> e a [[Gâmbia]] saiu completamente em [[2013]].
 
Outros países, como a [[Austrália]] e o [[Canadá]], continuam reconhecendo o [[monarca britânico]] como [[chefe de Estado]], representado por um [[governador-geral]] e usam a palavra ''Commonwealth'' como título do seu estado. Tais países, os [[reinos da Comunidade de Nações]], são 16, como segue: [[Antígua e Barbuda]], [[Austrália]], [[Bahamas]], [[Barbados]], [[Belize]], [[Canadá]], [[Granada (país)|Granada]], [[Jamaica]], [[Nova Zelândia]], [[Papua-Nova Guiné]], [[Reino Unido]], [[São Cristóvão e Névis]], [[Santa Lúcia]], [[São Vicente e Granadinas]], [[Ilhas Salomão]] e [[Tuvalu]].
 
== Ver também ==
82

edições