Diferenças entre edições de "Herman José"

17 bytes adicionados ,  13h03min de 9 de maio de 2019
m
→‎Processo Casa Pia: Adição de fonte.
(Voltei a publicar a secção relativa ao Processo Casa Pia, por ter encontrado fontes que verificam o conteúdo desta secção.)
m (→‎Processo Casa Pia: Adição de fonte.)
Herman José foi desde o primeiro minuto um defensor ruidoso do apresentador [[Carlos Cruz]] na sequência da sua detenção no âmbito do [[Processo Casa Pia]]<ref name=":1" />.
 
A 29 de Dezembro de 2003, depois de uma muito comentada notificação a horas de entrar no ar em direto no seu programa HERMANSIC, é constituído arguido no âmbito do mesmo processo<ref>{{Citar web|titulo=Jovem relatou que foi abusado por Herman José|url=https://www.dn.pt/dossiers/sociedade/casa-pia/noticias/interior/jovem-relatou-que-foi-abusado-por-herman-jose--1611017.html|obra=www.dn.pt|acessodata=2019-05-09|lingua=pt}}</ref><ref>{{Citar web|titulo=Casa Pia: Testemunha acusou Herman José de abuso sexual|url=https://www.publico.pt/2005/10/10/sociedade/noticia/casa-pia-testemunha-acusou-herman-jose-de-abuso-sexual-1235209|obra=PÚBLICO|acessodata=2019-05-09|lingua=pt|ultimo=Lusa}}</ref>. Em finais de 2003, o [[Ministério Público de Portugal|Ministério Público]], sem nunca facultar a data nem os dados constantes da acusação, propõe ao artista o arquivamento provisório da acusação contra o pagamento de 10.000 euros a uma organização de solidariedade, proposta que este recusa liminarmente, optando por ir a julgamento. Tornada pública a acusação, esta referia ''"um crime de abuso sexual a adolescente"'' alegadamente ocorrido na madrugada de sexta-feira 8 para sábado 9 de Fevereiro de 2002 nas traseiras do seu restaurante de Alcântara, num carro preto e grande<ref name=":3" />. Na abertura do Jornal da Noite da SIC depois de ter sido tornada pública a acusação, [[Rodrigo Guedes de Carvalho]] dá a notícia de que na data da acusação, o artista se encontraria no Brasil ao serviço do canal fazendo a cobertura do Carnaval desde o Rio de Janeiro, na companhia dos seus colegas [[Maria Rueff]], [[Ana Bola]], [[Nuno Lopes]], [[Maria Vieira]] e [[Joaquim Monchique]]<ref name=":2">{{Citar web|titulo=Juíza coloca Herman José fora do processo|url=https://www.dn.pt/dossiers/sociedade/casa-pia/noticias/interior/juiza-coloca-herman-jose-fora-do-processo-1609110.html|obra=www.dn.pt|acessodata=2019-05-09|lingua=pt}}</ref>. Durante a semana a que se refere a acusação é tornada pública a sua estadia numa suite do [[Copacabana Palace]] pela própria direção do hotel. Aberta a instrução do processo e depois de apresentadas as provas, a juíza Ana Teixeira e Silva ''(falecida a 13 de Abril de 2016)'' manda arquivar a acusação<ref name=":3">{{Citar web|titulo=Casa Pia: Paulo Pedroso, Herman José e Francisco Alves não vão a julgamento|url=https://tvi24.iol.pt/portugal/europa/casa-pia-paulo-pedroso-herman-jose-e-francisco-alves-nao-vao-a-julgamento|obra=tvi24|data=2005-11-09|acessodata=2019-05-09|lingua=pt}}</ref>. O [[Ministério Público de Portugal|Ministério Público]] recorreu da decisão para o Tribunal da Relação, mas viu confirmada a não-pronúncia do humorista<ref name=":3" /><ref name=":2" />.
 
=== Atualidade ===