Abrir menu principal

Alterações

 
===Os agentes econômicos===
 
[[Ficheiro:Ruy Barbosa tentando equilibrar as finanças.jpg|thumb|[[Charge]] retratando [[Ruy Barbosa]], então [[Ministério da Fazenda (Brasil)|ministro da Fazenda]], tentando equilibrar as finanças do país.]]
 
*Rentistas: detentores do grande capital nacional, que vão atrás da melhor rentabilidade para si. No Brasil do final do século XIX, eram predominantemente [[coronelismo|grandes latifundiários]], ex-traficantes e proprietários de escravos, comerciantes (principalmente os que enriqueceram com as exportações monocultureiras de [[Café]] e [[Algodão]]), altos funcionários públicos, políticos e advogados com influência na definição de políticas públicas. Mantinham basicamente seus recursos entesourados no país, com os mais sofisticados aplicando no mercado internacional, principalmente na [[Euronext Paris|Bourse Parisiense]], na [[Bolsa de Valores de Londres|City Londrina]] e em [[Wall Street]];
*Financistas: operadores e [[banqueiro]]s de investimento que atuam para o grande capital rentista, e que tem contato com o grande capital internacional, tendo aprendido novas formas de engenharia financeira. No Brasil daquela época, a figura mais ilustre era o [[Francisco de Paula Mayrink|conselheiro Mayrink]];
3 977

edições