Diferenças entre edições de "Constituição portuguesa de 1976"

86 bytes adicionados ,  12h42min de 10 de maio de 2019
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de Sofia123456789soueu, com Reversão e avisos
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de Sofia123456789soueu, com Reversão e avisos)
|data_ratificado = {{dtlink|25|4|1976|idade}}
|local_documento = [[Lisboa]]<br>{{POR}}
|escriteescritor = [[Assembleia Constituinte (Portugal)|Assembleia Constituinte]]
|signatários = Componentes da Assembleia Constituinte Portuguesa
|propósito = [[Constituição]] nacional.
A '''Constituição da República Portuguesa''' de [[1976]] é a atual [[constituição portuguesa]]. Foi redigida pela [[Assembleia Constituinte (Portugal)|Assembleia Constituinte]] eleita na sequência das primeiras [[Eleição|eleições]] gerais livres no país em [[25 de Abril]] de [[1975]], 1.º aniversário da [[Revolução dos Cravos]]. Os seus [[deputado]]s deram os trabalhos por concluídos em [[2 de Abril]] de [[1976]], data da sua aprovação, tendo a Constituição entrado em vigor a 25 de Abril de 1976. Na sua origem, a Constituição tinha um forte pendor [[Socialismo|socializante]], arrefecido porém nas sucessivas [[Revisão constitucional (Portugal)|revisões constitucionais]] que adequaram Portugal aos princípios da [[economia de mercado]] vigentes na [[União Europeia]].
 
Até ao momento, a Constituição de 1976, é a mais longa [[constituição]] portuguesa que alguma vez entrou em vigor, tendo mais de 32 000 palavras (na versão atual). Estando há 40 anos em vigor e tendo recebido 7 revisões constitucionais (em 1982, 1989, 1992, 1997, 2001, 2004 e 2005), a Constituição de 1976 já sofreu mais revisões constitucionais do que a [[Carta Constitucional portuguesa de 1826|Carta Constitucional de 1826]], a [[constituição]] portuguesa que mais tempo esteve em vigor: durante 72 anos (a qual, com cerca de 10.7 000 páginaspalavras na versão original, recebeu somente 4 revisões).
 
== Estrutura ==
45 830

edições