Abrir menu principal

Alterações

Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
[[Nação|Nações]] que comprovada ou supostamente possuem [[Arma nuclear|armas nucleares]] são por vezes referidas como '''clube nuclear'''. Existem atualmente nove [[Estado]]s que conseguiram detonar armas nucleares. Cinco são considerados '''"estados com armas nucleares"''' (EAN), um estatuto reconhecido internacionalmente pelo [[Tratado de Não-Proliferação Nuclear]] (TNP). Em ordem de aquisição de armas nucleares, estes países são: os [[Estados Unidos]], [[Rússia]] (Estado sucessor da [[União Soviética]]), o [[Reino Unido]], [[França]] e [[República Popular da China|China]].
 
Desde que o TNP entrou em vigor em [[1970]], três estados que não faziam parte do Tratado têm realizado [[Teste nuclear|testes nucleares]], nomeadamente [[Índia]], [[Paquistão]] e [[Coreia do Norte]]. A Coreia do Norte assinou o TNP, mas retirou-se do tratado em [[2003]]. [[Israel]] também é amplamente acreditado como um país dotado de armamento nuclear, mas se recusa a confirmar ou negar essa condição.<ref>{{Citar web|url=http://www.guardian.co.uk/israel/Story/0,,1970616,00.html |título=Calls for Olmert to resign after nuclear gaffe Israel and the Middle East &#124; Guardian Unlimited |publicado=Guardian |data= |acessodata=2009-05-15}}</ref> O estatuto dessas nações não é formalmente reconhecido por organismos internacionais, já que nenhum deles faz parte do TNP. A [[África do Sul]] chegou a desenvolver armas nucleares,<ref name="sahistory">[[South African History Online]], ''From peaceful nuclear research to building the Bomb'' [http://www.sahistory.org.za/article/peaceful-nuclear-research-building-bomb <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref> mas em [[1991]] o então presidente do país, [[Frederik Willem de Klerk|Frederik de Klerk]] ordenou o desmantelamento de todas as bombas.<ref>{{Citar web|url=http://www.alem-mar.org/cgi-bin/quickregister/scripts/redirect.cgi?redirect=EFZlEkkyElYusOkaYQ|titulo=Além Mar - Energia nuclear: África atómica|acessodata=2016-09-16|obra=www.alem-mar.org}}</ref><ref>{{Citar web|url=http://www.envolverde.com.br/ips/inter-press-service-reportagens/licoes-do-desmantelamento-nuclear-da-africa-do-sul/|titulo=Lições do desmantelamento nuclear da África do Sul - Envolverde|data=2013-01-11|acessodata=2016-09-16|arquivourl=https://web.archive.org/web/20160917090845/http://www.envolverde.com.br/ips/inter-press-service-reportagens/licoes-do-desmantelamento-nuclear-da-africa-do-sul/|arquivodata=2016-09-17|urlmorta=yes}}</ref>
 
Em [[2005]], o [[Agência Internacional de Energia Atómica|Conselho de Governadores da AIEA]] classificou o [[Irã]] como um país em não conformidade com o TNP<ref>[http://www.iaea.org/Publications/Documents/Board/2005/gov2005-77.pdf "Implementation of the NPT Safeguards Agreement in the Islamic Republic of Iran"], IAEA Board of Governors, September 2005.</ref><ref>[http://www.iaea.org/Publications/Documents/Board/2006/gov2006-14.pdf "Implementation of the NPT Safeguards Agreement in the Islamic Republic of Iran"], IAEA Board of Governors, February 2006.</ref> em uma rara decisão sem consenso.<ref>{{Citar web|url=http://www.asil.org/insights/2005/09/insights050929.html |título=ASIL Insight - Iran’s Resumption of its Nuclear Program: Addendum |publicado=Asil.org |data= |acessodata=2009-05-15}}</ref>
216 558

edições