Abrir menu principal

Alterações

Resgatando 20 fontes e marcando 1 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
| vizinhos = <small> '''Norte:''' [[Santa Rita do Sapucaí]];<br> '''Noroeste:''' [[Cachoeira de Minas]];<br> '''Oeste:''' [[Brazópolis]];<br> '''Sul:''' [[Piranguçu]];<br> '''Leste:''' [[Itajubá]];<br> '''Nordeste:''' [[São José do Alegre]]. </small>
| dist_capital = 436
| distritos = [[Olegário Maciel (Piranguinho)|Olegário Maciel]], Piranguinho (sede) e [[Santa Bárbara do Sapucaí]]<ref name="IBGE_Distritos">{{citar web |URL=https://sidra.ibge.gov.br/territorio#/N10/IN%20N6%203151008 |arquivourl=httphttps://archive.istoday/GUC8Q20190329224459/https://sidra.ibge.gov.br/territorio%23/N10/IN%20N6%203151008#/N10/IN%20N6%203151008 |arquivodata=2019-03-29 de março de 2019 |título=Piranguinho - Unidades territoriais do nível Distrito |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=9 de setembro de 2013 |acessodata=29 de março de 2019 |urlmorta=no }}</ref>
<!-- Características geográficas -->
| área = 124.803
O [[relevo (geografia)|relevo]] do município de Piranguinho é predominantemente ondulado. Em aproximadamente 75% do território piranguinhense há o predomínio de áreas onduladas, enquanto cerca de 5% é coberto por mares de morros e terrenos montanhosos e os 20% restantes são lugares planos.<ref name="cidadesnet.com"/> A [[altitude]] máxima encontra-se no Pico da Boa Vista, que chega aos {{fmtn|1399}} metros, enquanto que a altitude mínima está na [[foz]] do [[Ribeirão Vargem Grande]], com 902 metros. Já o ponto central da cidade está a 840 m.<ref name="cidadesnet.com"/>
 
O principal rio que passa por Piranguinho é o [[Rio Sapucaí]],<ref>{{citar web|URL=http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2013/01/aumento-de-nivel-dos-rios-deixa-cidades-em-estado-de-atencao.html |título=Aumento de nível dos rios deixa cidades em estado de atenção |autor=G1 |data=16 de janeiro de 2013 |acessodata=5 de setembro de 2013 |wayb=20130412085938}}</ref> porém o território municipal é banhado por vários pequenos rios e córregos, sendo os principais o [[Ribeirão dos Porcos]] e o [[Ribeirão Piranguinho]], fazendo parte da [[Rio Grande (Minas Gerais)|Bacia do Rio Grande]].<ref name="cidadesnet.com"/> A vegetação predominante no município é a [[Mata Atlântica]], sendo que o principal problema ambiental presente, segundo a prefeitura em 2010, era o assoreamento de corpos d'água. A cidade conta, entretanto, com Conselho Municipal de Meio Ambiente, criado em 2008 e de caráter paritário, Fundo Municipal de Meio Ambiente e realização de licenciamento ambiental de impacto local.<ref name="ODM_7">{{citar web |url=http://www.portalodm.com.br/relatorios/7-qualidade-de-vida-e-respeito-ao-meio-ambiente/mg/piranguinho |arquivourl=https://archive.today/20130913175820/http://www.portalodm.com.br/relatorios/7-qualidade-de-vida-e-respeito-ao-meio-ambiente/mg/piranguinho |arquivodata=2013-09-13 de setembro de 2013 |título=7 - qualidade de vida e respeito ao meio ambiente |autor=Portal ODM |data=2010 |acessodata=5 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref>
 
=== Clima ===
O [[clima]] piranguinhense é caracterizado, segundo o [[Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística]], como [[clima tropical|tropical]] mesotérmico mediano [[Clima tropical úmido|úmido]] (tipo Cwa segundo [[Classificação climática de Köppen-Geiger|Köppen]]),<ref name="vetmedunivienna">{{citar web |url=http://koeppen-geiger.vu-wien.ac.at/pics/kottek_et_al_2006.gif |arquivourl=https://www.webcitation.org/62twqml5g?url=http://koeppen-geiger.vu-wien.ac.at/pics/kottek_et_al_2006.gif |arquivodata=2 de novembro de 2011 |titulo=World Map of the Köppen-Geiger climate classification |autor=World Map of the Köppen-Geiger climate classification |publicado=Institute for Veterinary Public Health |acessodata=5 de setembro de 2013 |urlmorta=no }}</ref> tendo temperatura média anual de 15,9&nbsp;°C com [[inverno]]s secos e frios e [[Verão|verões]] chuvosos e amenos.<ref>{{citar web |url=http://www.brasil.gov.br/sobre/geografia/mapas/clima |arquivourl=https://www.webcitation.org/62twu0PtQ?url=http://www.brasil.gov.br/sobre/geografia/mapas/clima |arquivodata=2 de novembro de 2011-11-02 |título=Clima |autor=Portal Brasil |data=6 de janeiro de 2010 |acessodata=5 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref><ref>{{citar web |url=http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/mapas/GEBIS%20-%20RJ/BrasilClimas.jpg |arquivourl=https://www.webcitation.org/62twzLUBt?url=http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/mapas/GEBIS%20-%20RJ/BrasilClimas.jpg |arquivodata=2 de novembro de 2011-11-02 |título=Brasil - Climas |autor=Biblioteca IBGE |acessodata=5 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref> O mês mais quente, janeiro, tem temperatura média de {{fmtn|19.0|°C}}, sendo a média máxima de {{fmtn|23.5|°C}} e a mínima de {{fmtn|14.6|°C}}. E o mês mais frio, julho, de {{fmtn|11.7|°C}}, sendo {{fmtn|17.6|°C}} e {{fmtn|5.9|°C}} as médias máxima e mínima, respectivamente. [[Outono]] e [[primavera]] são estações de transição.<ref name="Clima" />
 
A precipitação média anual é de {{fmtn|1504.9}} [[Milímetro|mm]], sendo julho o mês mais seco, quando ocorrem apenas {{fmtn|17.6|mm}}. Em dezembro, o mês mais chuvoso, a média fica em {{fmtn|276.7|mm}}.<ref name="Clima" /> Nos últimos anos, entretanto, os dias quentes e secos durante o inverno têm sido cada vez mais frequentes, não raro ultrapassando a marca dos {{fmtn|28|°C}}, especialmente entre julho e setembro. Em julho de 1998, por exemplo, a precipitação de chuva em Piranguinho não passou dos {{fmtn|0|mm}}.<ref>{{citar web|url=http://snirh.ana.gov.br/Aplicativos/grafico/graficoChuva.php?tipo=Chuvas&estacao=1942027&ano=2010&mes=8&xtela=1024&ytela=738 |arquivourl=http://www.webcitation.org/62tyFW23a |arquivodata=5 de setembro de 2013 |título=Chuvas - Médias Diárias – 07/1998 |autor=Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) |publicado=[[Agência Nacional de Águas]] (ANA) |acessodata=5 de setembro de 2013}}</ref>
No ano de 2010 a cidade tinha {{fmtn|2408}} [[domicílio]]s particulares permanentes. Desse total, {{fmtn|2387}} eram casas, 20 eram apartamentos e um era habitação em casa de vila ou em condomínio. Do total de domicílios, {{fmtn|1758}} são imóveis próprios ({{fmtn|1699}} já quitados e 59 em aquisição); 314 foram alugados; 327 foram cedidos (171 cedidos por empregador e 156 cedidos de outra forma) e nove foram ocupados de outra maneira.<ref name="IBGE_Domicílios"/> Parte dessas residências conta com água tratada, [[energia elétrica]], [[Águas residuais|esgoto]], [[Resíduos sólidos|limpeza urbana]], [[Rede de telefonia fixa|telefonia fixa]] e [[Rede de telefonia celular|telefonia celular]]. {{fmtn|1516}} domicílios eram atendidos pela [[Água potável|rede geral de abastecimento de água]] (62,95% do total); {{fmtn|2404}} (99,83%) possuíam banheiros para uso exclusivo das residências; {{fmtn|2310}} (95,93% deles) eram atendidos por algum tipo de serviço de coleta de lixo; e {{fmtn|2404}} (99,83%) possuíam abastecimento de energia elétrica.<ref name="IBGE_Domicílios">{{citar web|url=http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/csv.php?tabela=result_univer_censo2010&codmun=315100&nomemun=Piranguinho |título=Censo Demográfico 2010: Características da População e dos Domicílios: Resultados do Universo |autor=Cidades@ - IBGE |data=2010 |acessodata=6 de setembro de 2013}}</ref>
 
A responsável pelo serviço de abastecimento de energia elétrica é a [[Companhia Energética de Minas Gerais]] (Cemig). Segundo a empresa, em 2003 havia {{fmtn|2636}} consumidores e foram consumidos {{fmtn|5060514}} [[KWh]] de energia.<ref name="cidadesnet.com"/> O serviço de coleta de esgoto é feito pela própria prefeitura, enquanto que o abastecimento de água da cidade é feito pela [[Companhia de Saneamento de Minas Gerais]] (Copasa),<ref name="cidadesnet.com"/> sendo que em 2008 havia {{fmtn|1980}} unidades consumidoras e eram distribuídos em média {{fmtn|859}} m³ de água tratada por dia.<ref>{{citar web|URL=http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/csv.php?tabela=saneamentobasico&codmun=315100&nomemun=Piranguinho |título=Pesquisa Nacional de Saneamento Básico - 2008 |autor=Cidades@ - IBGE |data=2008 |acessodata=6 de setembro de 2013}}</ref> Desde 1913 há abastecimento água e energia elétrica em Piranguinho.<ref name="Prefeitura_História" /> O código de área ([[Discagem direta a distância|DDD]]) de Piranguinho é 035<ref>{{citar web |url=http://dddcidade.com.br/piranguinho/ |título=DDD |autor=DDD Cidade |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130906193533 }}{{Ligação inativa|1={{subst:DATA}} }}</ref> e o [[Código postal|Código de Endereçamento Postal]] (CEP) vai de 37508-000 a 37509-999.<ref name="Correios_CEP">{{citar web|URL=http://www.buscacep.correios.com.br/sistemas/buscacep/buscaFaixaCep.cfm |título=Busca Faixa CEP |autor=Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos |acessodata=6 de setembro de 2013}}</ref> No dia 12 de janeiro de 2009 o município passou a ser servido pela [[Portabilidade de números telefónicos|portabilidade]], juntamente com outros municípios com o mesmo DDD. A portabilidade é um serviço que possibilita a troca da operadora sem a necessidade de se trocar o número do aparelho.<ref>{{citar web|url=http://www.otempo.com.br/capa/economia/portabilidade-chega-aos-ddds-34-e-35-1.249608 |título=Portabilidade chega aos DDDs 34 e 35 |autor=Ana Paula Pedrosa |data=12 de janeiro de 2009 |publicado=O Tempo |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130906193545}}</ref>
 
Entre 2006 e 2008, houve registro de um [[homicídio]] (ocorrido em 2007),<ref>{{citar web |url=http://www.sangari.com/mapadaviolencia/tabelas2011/HTN.xls |título=Número e taxas (em 100 mil) de homicídio nos municípios com 10.000 habitantes ou mais |autor=Sangari |data=2011 |acessodata=6 de setembro de 2013 |formato=xls |arquivourl=https://www.webcitation.org/query?url=http%3A%2F%2Fwww.sangari.com%2Fmapadaviolencia%2Ftabelas2011%2FHTN.xls&date=2011-02-28 |arquivodata=2011-02-28 |urlmorta=yes }}</ref> duas mortes por [[suicídio]] (também em 2007)<ref>{{citar web |url=http://www.sangari.com/mapadaviolencia/tabelas2011/STN.xls |título=Número e taxas (em 100 mil) de suicídio nos municípios com 10.000 habitantes ou mais |autor=Sangari |data=2011 |acessodata=6 de setembro de 2013 |formato=xls |arquivourl=https://www.webcitation.org/query?url=http%3A%2F%2Fwww.sangari.com%2Fmapadaviolencia%2Ftabelas2011%2FSTN.xls&date=2011-02-28 |arquivodata=2011-02-28 |urlmorta=yes }}</ref> e dez óbitos por acidentes de trânsito (todos ocorridos entre 2007 e 2008).<ref>{{citar web |url=http://www.sangari.com/mapadaviolencia/tabelas2011/TTN.xls |título=Número e taxas (em 100 mil) de Óbitos Ac.Transporte nos municípios com 10.000 habitantes ou mais |autor=Sangari |data=2011 |acessodata=6 de setembro de 2013 |formato=xls |arquivourl=https://www.webcitation.org/query?url=http%3A%2F%2Fwww.sangari.com%2Fmapadaviolencia%2Ftabelas2011%2FTTN.xls&date=2011-02-28 |arquivodata=2011-02-28 |urlmorta=yes }}</ref>
 
=== Saúde e educação ===
Em 2009, o município possuía quatro estabelecimentos de saúde entre hospitais, [[Departamento de emergência|pronto-socorros]], [[Posto de saúde|postos de saúde]] e [[Odontologia|serviços odontológicos]], sendo todos públicos, pertencentes à rede municipal e integrantes do [[Sistema Único de Saúde]] (SUS).<ref name="IBGE_Saúde">{{Citar web|url=http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/csv.php?tabela=assismed&codmun=315100&nomemun=Piranguinho |título=Serviços de Saúde 2009 |autor= Cidades@ - IBGE |data=2009 |acessodata=6 de setembro de 2013}}</ref> Em 2012, 98,4% das crianças menores de 1 ano de idade estavam com a carteira de vacinação em dia.<ref name="ODM_4">{{citar web |url=http://www.portalodm.com.br/relatorios/4-reduzir-a-mortalidade-infantil/mg/piranguinho |arquivourl=https://archive.today/20130913175958/http://www.portalodm.com.br/relatorios/4-reduzir-a-mortalidade-infantil/mg/piranguinho |arquivodata=2013-09-13 de setembro de 2013 |título=4 - reduzir a mortalidade infantil |autor=Portal ODM |data=2010 |acessodata=6 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref> Em 2011 foram registrados 105 nascidos vivos,<ref name="ODM_Perfil">{{citar web |url=http://www.portalodm.com.br/relatorios/mg/piranguinho |arquivourl=https://archive.today/20130913180144/http://www.portalodm.com.br/relatorios/mg/piranguinho |arquivodata=2013-09-13 de setembro de 2013 |título=Perfil municipal |autor=Portal ODM |data=2010 |acessodata=6 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref> sendo que o índice de [[mortalidade infantil]] neste ano foi de 9,5 óbitos de crianças menores de cinco anos de idade a cada mil nascidos.<ref name="ODM_4"/> Em 2010, 20,0% do total de mulheres grávidas eram de meninas que tinham menos de 20 anos.<ref name="ODM_5">{{citar web |url=http://www.portalodm.com.br/relatorios/5-melhorar-a-saude-das-gestantes/mg/piranguinho |arquivourl=https://archive.today/20130913180208/http://www.portalodm.com.br/relatorios/5-melhorar-a-saude-das-gestantes/mg/piranguinho |arquivodata=2013-09-13 de setembro de 2013 |título=5 - melhorar a saúde das gestantes |autor=Portal ODM |data=2010 |acessodata=6 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref> {{fmtn|1718}} crianças foram pesadas pelo [[Programa Saúde da Família]], sendo que 0,1% do total estavam desnutridas.<ref name="ODM_1">{{citar web |url=http://www.portalodm.com.br/relatorios/1-acabar-com-a-fome-e-a-miseria/mg/piranguinho |arquivourl=https://archive.today/20130913180207/http://www.portalodm.com.br/relatorios/1-acabar-com-a-fome-e-a-miseria/mg/piranguinho |arquivodata=2013-09-13 de setembro de 2013 |título=1 - acabar com a fome e a miséria |autor=Portal ODM |data=2010 |acessodata=6 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref>
 
Na área da educação, o [[Índice de Desenvolvimento da Educação Básica]] (IDEB) médio entre as escolas públicas de Piranguinho era, no ano de 2011, de 4,9 (numa escala de avaliação que vai de nota 1 a 10), sendo que a nota obtida por alunos do 5º ano (antiga 4ª série) foi de 5,6 e do 9º ano (antiga 8ª série) foi de 4,2; o valor das escolas públicas de todo o Brasil era de 4,0.<ref name="ODM_2">{{citar web |url=http://www.portalodm.com.br/relatorios/2-educacao-basica-de-qualidade-para-todos/mg/piranguinho |arquivourl=https://archive.today/20130913180349/http://www.portalodm.com.br/relatorios/2-educacao-basica-de-qualidade-para-todos/mg/piranguinho |arquivodata=2013-09-13 de setembro de 2013 |título=2 - educação básica de qualidade para todos |autor=Portal ODM |data=2010 |acessodata=6 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref> O município contava, em 2012, com aproximadamente {{fmtn|1839}} matrículas nas instituições de ensino da cidade.<ref name="IBGE_Educação"/> Segundo o IBGE, neste mesmo ano, das seis escolas do ensino fundamental, uma pertencia à rede pública estadual, três à rede pública municipal e uma era escola particular. Dentre as duas instituições de ensino médio, uma pertencia à rede pública estadual e uma à rede particular.<ref name="IBGE_Educação"/>
 
Em 2010, de acordo com dados da amostra do censo demográfico, da população total, {{fmtn|2418}} habitantes frequentavam [[creche]]s e/ou escolas. Desse total, 37 frequentavam creches, 198 estavam no ensino pré-escolar, 215 na classe de [[alfabetização]], 28 na alfabetização de jovens e adultos, {{fmtn|1102}} no ensino fundamental, 395 no [[ensino médio]], 58 na educação de jovens e adultos do ensino fundamental, 128 na educação de jovens e adultos do ensino médio, 16 na especialização de [[nível superior]], 204 em cursos superiores de [[graduação]] e 37 cursavam [[mestrado]]. {{fmtn|5197}} pessoas não frequentavam unidades escolares, sendo que 731 nunca haviam frequentado e {{fmtn|4867}} haviam frequentado alguma vez.<ref>{{citar web|URL=http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/csv.php?tabela=censo2010_educ&codmun=315100&nomemun=Piranguinho |título=Censo Demográfico 2010: Resultados da Amostra - Educação |autor=Cidades@ - IBGE |data=2010 |acessodata=6 de setembro de 2013}}</ref> No mesmo ano, 22,4% das [[criança]]s com [[faixa etária]] entre sete e quatorze anos não estavam cursando o ensino fundamental. A taxa de conclusão, entre jovens de 15 a 17 anos, era de 57,2% e o percentual de alfabetização de jovens e adolescentes entre 15 e 24 anos era de 99,3%. A distorção idade-série entre alunos do ensino fundamental, ou seja, com com idade superior à recomendada, era de 18,8% para os anos iniciais e 26,2% nos anos finais e, no ensino médio, a defasagem chegava a 24,0%.<ref name="ODM_2"/>
[[Ficheiro:Estatua Piranguinho MG.JPG|thumb|direita|upright|Estátua na entrada de Piranguinho representando o [[pé de moleque]], inaugurada em junho de 2012, durante a VII Festa do Maior Pé De Moleque do Mundo.]]
[[Ficheiro:Igreja de Santa Isabel - Piranguinho, Minas Gerais.jpg|thumb|direita|upright|Fachada da Igreja de Santa Isabel, construída em 1945.]]
Para estimular o desenvolvimento socioeconômico local, a prefeitura de Piranguinho, juntamente ou não com instituições locais, passou a investir mais no segmento de festas e eventos.<ref name="IBGE_Eventos">{{citar web |url=http://www.ibge.gov.br/munic2005/ver_tema.php?tema=t8_5&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |título=Principais festas populares |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2005 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907003600 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130907003600/http://www.ibge.gov.br/munic2005/ver_tema.php?tema=t8_5&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |arquivodata=2013-09-07 |urlmorta=yes }}</ref> Os principais eventos são o [[Carnaval]], organizado em fevereiro ou março, com desfiles dos [[Bloco de carnaval|blocos carnavalescos]] formados por grupos da cidade, [[Marchinha de Carnaval|marchinhas]], concursos e shows com bandas regionais;<ref name="Carnaval">{{citar web|URL=http://www.minasgerais.com.br/eventos/4528-piranguinho-piranguifolia/ |título=Piranguifolia |autor=Secretaria de Turismo de Minas Gerais |data=4 de março de 2011 |acessodata=11 de fevereiro de 2013 |wayb=20130907003624}}</ref> as [[festa junina|festas juninas]], em junho ou julho, que são realizadas anualmente e em algumas edições atraem cerca de 8 mil pessoas durante os dias dos eventos, sendo uma das mais conhecidas da região e contando com shows com bandas locais, exposições e barracas de alimentação com comidas típicas e tradicionais, em grande parte produzidas na própria cidade;<ref>{{citar web|URL=http://www.acemprol.com/o-pe-de-moleque-gigante-e-atracao-nas-festas-juninas-t10131.html |título=O Pé-de-moleque gigante é atração nas festas juninas |autor=Acemprol |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907003657}}</ref><ref name="MG_Eventos">{{citar web|URL=http://www.minasgerais.com.br/wp-content/uploads/2013/09/Calendario-de-Eventos-2-SEMESTRE-2013.pdf |título=Calendário de eventos turísticos em Minas Gerais 2013 |autor=Secretaria de Turismo de Minas Gerais |data=12 de agosto de 2013 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907003721}}</ref> a Festa de [[Isabel (Bíblia)|Santa Isabel]], na semana de seu dia, 4 de julho, com shows musicais, barracas com comidas típicas, [[procissão|procissões]] e missas;<ref name="MG_Eventos"/> a Festa de [[Santa Ifigênia]], em setembro;<ref name="IBGE_Eventos"/> e as comemorações de [[Natal]], durante o mês de dezembro.<ref name="MG_Eventos"/>
 
A cidade possui uma tradição muito forte na produção e comércio do [[pé de moleque]]. Assim, anualmente ocorre a "Festa do Maior Pé de Moleque do Mundo", unindo as tradicionais festas juninas de Minas Gerais com a produção do doce, que é considerado [[patrimônio cultural imaterial]] do estado. O principal atrativo da festa é justamente o maior pé de moleque do mundo, que é feito com parceria das diversas barracas e restaurantes da cidade que produzem o doce. Em 2012, na sua sétima edição, foi feito um doce de pé de moleque com 17 metros de comprimento e 800 quilos.<ref>{{citar web |url=http://www.guiacuca.com.br/evento/festa-do-maior-pe-de-moleque-do-mundo-2012 |título=Guia Cuca - Festa do Maior Pé de Moleque do Mundo 2012 |autor=Guia Cuca |data=17 de junho de 2012 |acessodata=11 de fevereiro de 2013 |wayb=20120308231040 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20120409230515/http://www.guiacuca.com.br/evento/festa-do-maior-pe-de-moleque-do-mundo-2012 |arquivodata=2012-04-09 |urlmorta=yes }}</ref><ref>{{citar web|url=http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2012/06/maior-pe-de-moleque-do-mundo-chega-17-metros-e-800-quilos.html |título=G1 - Pé de moleque gigante chega a 17 metros e 800 quilos em Piranguinho |autor=G1 |data=18 de junho de 2012 |acessodata=11 de fevereiro de 2013 |wayb=20160304043812}}</ref>
 
=== Instituições ===
Piranguinho conta com um conselho de preservação do patrimônio, criado em 2002 e de caráter consultivo, deliberativo, normativo e fiscalizador.<ref>{{citar web |url=http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_2&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |título=Conselho municipal de cultura e de preservação do patrimônio |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2012 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907003902 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130907003902/http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_2&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |arquivodata=2013-09-07 |urlmorta=yes }}</ref> Dentre os espaços culturais, destaca-se a existência uma [[biblioteca]] mantida pelo poder público municipal, dois estádios ou ginásios poliesportivos, também mantidos pelo município, clubes e associações recreativas, um arquivo público municipal e [[centro cultural]] destinado a atividades artístico-culturais, segundo o IBGE em 2005 e 2012.<ref>{{citar web |url=http://www.ibge.gov.br/munic2005/ver_tema.php?tema=t8_2&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |título=Equipamentos culturais |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2005 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907003920 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130907003920/http://www.ibge.gov.br/munic2005/ver_tema.php?tema=t8_2&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |arquivodata=2013-09-07 |urlmorta=yes }}</ref><ref>{{citar web |url=http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_3&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |título=Equipamentos culturais e meios de comunicação |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2005 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907003937 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130907003937/http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_3&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |arquivodata=2013-09-07 |urlmorta=yes }}</ref>
 
Também há existência de manifestações tradicionais populares, grupos de [[teatro]], [[dança]], [[música]] e [[capoeira]], [[Banda musical|banda]]s, [[Coro (música)|corais]], blocos carnavalescos e instituições com foco ao [[desenho]] e [[pintura]], de acordo com o IBGE em 2012.<ref>{{citar web |URL=http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_5&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |título=Grupos artísticos |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2012 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907004024 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130907004024/http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_5&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |arquivodata=2013-09-07 |urlmorta=yes }}</ref> O [[artesanato]] também é uma das formas mais espontâneas da [[expressão cultural]] piranguinhense, sendo que, segundo o IBGE, as principais atividades artesanais desenvolvidas em Piranguinho são a culinária típica, trabalhos com [[madeira]] e construção de produtos envolvendo [[reciclagem|materiais recicláveis]].<ref>{{citar web |url=http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_4&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |título=Principais atividades artesanais |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2012 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20130907004012 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20130907004012/http://www.ibge.gov.br/munic2012/ver_tema.php?tema=t6_4&munic=315100&uf=&nome=Piranguinho |arquivodata=2013-09-07 |urlmorta=yes }}</ref>
 
=== Atrativos arquitetônicos ===
Piranguinho faz parte do [[Caminhos do Sul de Minas]], que foi criado em 26 de março de 2006 pela Secretaria de Estado de Turismo com o objetivo de estimular o turismo na região.<ref>{{citar web |URL=http://www.turismo.mg.gov.br/images/stories/circuitos/lista-circuitos.pdf |arquivourl=https://www.webcitation.org/6GYuYfjSZ?url=http://www.turismo.mg.gov.br/images/stories/circuitos/lista-circuitos.pdf |arquivodata=2013-05-12 de maio de 2013 |título=Circuitos Turísticos de Minas Gerais |autor=Secretaria de Turismo de Minas Gerais |data=28 de novembro de 2011 |acessodata=6 de setembro de 2013 |urlmorta=noyes }}</ref> Alguns dos principais atrativos concretos do município são a ponte entre Piranguinho e [[Itajubá]], que foi construída no final do século XIX, inicialmente como ponte ferroviária da [[Viação Férrea Sapucaí|Estrada de Ferro Sapucaí]]; a estação ferroviária do distrito de [[Olegário Maciel (Piranguinho)|Olegário Maciel]], que apesar de ter sido desativada na década de 1970 ainda preserva sua arquitetura original da década de 1890; a Praça Coronel Bráz, com seus jardins arborizados, sendo onde situa-se a Igreja Matriz de Santa Isabel, construída em 1945, e o Monumento Abraço, instalado em maio de 2006 em homenagem aos primeiros moradores de Piranguinho; o Marco Zero da cidade, próximo ao local onde tiveram início as obras da ferrovia, às margens do [[Ribeirão dos Porcos]]; e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, construída em 1875 e tombada como patrimônio histórico municipal em 2003.<ref name="Prefeitura_Atrativos">{{citar web|URL=http://www.piranguinho.mg.gov.br/portal1/municipio/ponto_turistico.asp?iIdMun=100131599 |título=Pontos Turísticos |autor=Prefeitura |data=9 de setembro de 2005 |acessodata=6 de setembro de 2013 |wayb=20080629001740}}</ref>
 
== Ver também ==
216 559

edições