Abrir menu principal

Alterações

[[Imagem:Movinggrate.jpg|thumb|300px|esquerda|Interior de um forno de incineração.]]
 
Deste processo resultam como produtos finais a [[energia térmica]] (que é transformada em [[energia eléctricaelétrica]] ou [[vapor]]), [[águas residuais]], [[gases]], [[cinzas]] e [[escória]]s. Os gases resultantes da incineração têm de sofrer um tratamento posterior, uma vez que são compostos por substâncias consideradas tóxicas ([[chumbo]], [[cádmio]], [[mercúrio (elemento químico)|mercúrio]], [[crómio]], [[arsénio]], [[cobalto]] e outros [[metais pesados]], [[ácido clorídrico]], [[óxidos de azoto]] e [[dióxido de enxofre]], [[dioxina]]s e [[furano]]s, [[clorobenzeno]]s, [[clorofenol|clorofenóis]] e [[Partido Comunista Brasileiro|PCB]]s).
 
Um incinerador gera também emissões de [[dióxido de carbono]], agente causador do [[efeito estufa]]. Como parte do processo, fazem-se necessários equipamentos de limpeza de gases, tais como [[separador ciclônico|precipitadores ciclônicos]] de partículas, [[precipitadores eletrostáticos]] e lavadores de gases.
 
O [[efluente]] gerado pelo arrefecimento das escórias e pela lavagem dos gases, terá de sofrer um tratamento adequado uma vez que, de acordo com a legislação da [[União Europeia]], é considerado um [[resíduo perigoso]]. Com a queima dos resíduos, é possível aproveitar [[energia]] térmica gerada transformando-a em energia eléctrica que será posteriormente "comprada" pela Rede Nacional de Distribuição. Por estes motivos, havendo assim valorização do resíduo, a Incineração surge imediatamente acima da [[Deposição química em fase vapor|deposição]] em [[aterro]] controlado, segundo a Hierarquia de Gestão de Resíduos.
 
== Coincineração ==