Diferenças entre edições de "Calabar: o Elogio da Traição"

Sem alteração do tamanho ,  00h45min de 23 de maio de 2019
alterar palavra por sinônimo visando garantir coesão.
(alterar palavra por sinônimo visando garantir coesão.)
A [[censura]] do [[Ditadura militar no Brasil|regime militar]] deveria aprovar e liberar a obra em um ensaio especialmente dedicado a isso. Depois de toda a montagem pronta e da primeira liberação do texto, veio a espera pela aprovação final. Foram três meses de expectativa e, em [[20 de outubro]] de [[1974]], o general [[Antônio Bandeira]], da [[Polícia Federal]], sem motivo aparente, proibiu a peça, proibiu o nome Calabar do título e proibiu que a proibição fosse divulgada.
 
O prejuízo para os autores e para o ator [[Fernando Torres (ator)|Fernando Torres]], produtores da montagem, foi enormegrande.
 
Seis anos mais tarde, uma nova montagem estrearia, desta vez, liberada pela [[censura]].
Utilizador anónimo