Diferenças entre edições de "Casa da Suplicação"

1 221 bytes adicionados ,  11h16min de 1 de abril de 2007
sem resumo de edição
 
Por alvará de [[13 de Maio]] de [[1813]], o Princípe Regente D. João, para diminuir as despesas da Fazenda Real e simplificar a administração da justiça cível e criminal, reduziu para 60 o número de ministros com exercício efectivo na Casa da Suplicação.
 
====Bibliografia====
* 1 - ALBUQUERQUE, Martim de - O Regimento Quatrocentista da Casa da Suplicação. Paris: Fundação Calouste Gulbenkian, [[1982]].
* 2 - ALBUQUERQUE, Martim de - Para a História da Legislação e Jurisprudência em Portugal. Coimbra: [[1983]].
* 3 - AZEVEDO, Pedro de - Ano e meio de vida do Arquivo dos Feitos Findos, in Anais das Bibliotecas e Arquivos, [[1915]].
* 4 - Colecção Chronologica de várias leis, provisões e regimentos d"El Rei D. Sebastião para servir de appendix à nova edição das que coligira Francisco Correia em 1570. Coimbra: Real Imprensa da Universidade, [[1819]].
* 5 - LEÃO, Duarte Nunes de - Leis Extravagantes e repertório das Ordenações, fac-simile. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, [[1984]].
* 6 - Ordenações Afonsinas, fac-simile. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, [[1984]].
* 7 - Ordenações Manuelinas, fac-simile. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, [[1984]].
* 7 - Ordenações Filipinas, fac-simile. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, [[1984]].
* 8 - "Regimento da Casa da Suplicação". In Systema ou Colecção de Regimentos Reaes. Lisboa: Officina Patriarcal de Francisco Luiz Ameno, M.DCCLXXXIX. vol. V, p. 1. ([[1789]])
 
 
[[Categoria: Governo de Portugal]]
Utilizador anónimo