Abrir menu principal

Alterações

sem resumo de edição
:''Este artigo é sobre a Ogdóade no Antigo Egito. Para o conceito de Ogdóade no Gnosticismo, veja [[Ogdóade (gnosticismo)]].''
{{sem notas|data=fevereiro de 2011| angola=| arte=| Brasil=| ciência=| geografia=| música=| Portugal=| sociedade=|1=Este artigo ou secção|2=|3=|4=|5=|6=}}
'''Ogdóade''' era na [[mitologia egípcia]] um agrupamento de oito divindades. ''Ogdóade'' é um termo com origem [[língua grega|grega]]; na [[língua egípcia]] dizia-se ''Hemenu''.
 
A Ogdóade de Hermópolis tornou-se a ogdóade mais importante do [[Antigo EgiptoEgito]]. Esta ogdóade reunia quatro divindades masculinas e quatro divindades femininas. Os deuses eram quatro casais: [[Nun]] e [[Naunet]], [[Huh]] e [[Hauet]], [[Kuk]] e [[Kauket]] e, finalmente, [[Amon]] e [[Amaunet]]. O último casal variou em alguns períodos, podendo ser substituído por Tenemu e Tenemuit, Niau e Niaut ou Gereh e Gerhet.
 
Note-se que o nome das deusas era apenas a versão feminina do nome do deus. "Nun" significa [[água]], Huh, o espaço infinito, "Kuk", trevas e Ámon, o oculto ou o ar. A partir destes quatro elementos primordiais tudo se tinha originado.