Diferenças entre edições de "Thibaw Min"

175 bytes adicionados ,  19h47min de 26 de maio de 2019
Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
m (traduzindo nome/parâmetro nas citações, outros ajustes usando script)
(Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
Thibaw nasceu na capital [[Mandalay]] <ref name=cb-19/> e estudou por um breve período em um monastério budista. Seu pai [[Mindon Min]] fez dele príncipe do Estado de Thibaw (agora Hsipaw, no norte de [[Mianmar]]), de onde adquiriu o seu nome. Foi coroado em 1 de outubro de 1878,<ref name=enotes>[http://www.enotes.com/topic/Thibaw_Min www.enotes.com]</ref> graças à sua madrasta Rainha Hsinbyumashin e a vários funcionários-chave. Ele era casado com duas de suas meias-irmãs,<ref name=cb-19/> tendo a mais jovem, Supayalat, exercido uma grande influência sobre si.<ref name=ma>[http://www.massviolence.org/Min-Thibaw www.massviolence.org].</ref>
 
No momento de sua coroação, a [[Baixa Birmânia]] estava há 30 anos nas mãos dos britânicos, o que representava uma humilhação para a monarquia, e ele não fazia segredo de seu desejo de recuperá-la.<ref name=enotes/> As relações com a Grã-Bretanha deterioraram-se no início da década de 1880, quando Thibaw começou a comerciar com os franceses.<ref name=egle>[{{Citar web |url=http://www.e-gli.com/thibaw-min/ |titulo=German Language Institute] |acessodata=2012-01-22 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20150103220416/http://www.e-gli.com/thibaw-min/ |arquivodata=2015-01-03 |urlmorta=yes }}</ref>
 
Elas pioraram mais, um pouco antes de 1885, por causa de um incidente conhecido como "A grande questão de sapatos", quando um tribunal birmanês insistiu em que os funcionários britânicos tirassem os sapatos ao entrar no palácio real.<ref name=enotes/> As autoridades britânicas recusaram cumprir com tal disposição e foram banidas de Mandalay.<ref name=egle/> Finalmente, em 1885, Thibaw apelou aos seus compatriotas para libertarem a Baixa Birmânia do jugo britânico.<ref name=enotes/>
230 297

edições