Diferenças entre edições de "Marília Arraes"

86 bytes adicionados ,  00h49min de 27 de maio de 2019
sem resumo de edição
| imagem = Marírila Arraes em pré-canditatura em 2018.jpg
| título = [[Câmara dos Deputados do Brasil|Deputada Federal]] por [[Pernambuco]]
| mandato = [[1º de fevereiro]] de [[2019]] -<br/> até ''incumbenteatualidade''
| título2 = [[Vereadora]] do [[Recife]]
| mandato2 = 1º de janeiro de 2009 <br/> até [[31 de janeiro]] de [[2018]]2019 (3 mandatos consecutivos)''
| título3 = [[Secretária de Estado|Secretária de Juventude e Qualificação Profissional]] do [[Recife]]
| vice_título3 = [[Prefeito]]
| primeiro-cavalheiro =
| alma_mater = [[Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco]]
| partido = [[Partido Socialista Brasileiro|PSB]] {{Pequeno|(2005-2016)}} <br/> [[Partido dos Trabalhadores|PT]] {{Pequeno|(2016-atualidade)}}
| profissão = [[Advogada]]
| cônjuge = Felipe Francismar <small>(2012-2017)</small>
Desde agosto de 2014, a vereadora passou a atuar como oposição a gestão do Executivo municipal comandada pelo PSB. Em fevereiro de 2016, oficializou sua desfiliação da legenda – diante da falta de democracia interna e da mudança das convicções e ideologias do partido.
 
Logo em seguida Marília ingressa no [[Partido dos Trabalhadores]] (PT) de Pernambuco. A vereadora teve sua ficha de filiação abonada pelo ex-presidente [[Luiz Inácio Lula da Silva]], durante a festa dos 36 anos do PT, no Rio de Janeiro. O ato de filiação aconteceu no dia 3 de março de 2016, na Câmara dos Vereadores do Recife.
 
Em outubro de 2016, Marília disputou novamente as eleições municipais para continuar ocupando a casa legislativa com um mandato ativo de fiscalização, concorrendo ao seu terceiro mandato. Foi eleita com 11.872 votos, uma das maiores votações da atual legislatura e uma das mais expressivas entre os parlamentares do PT nas regiões Nordeste, Norte, Sul e Centro-Oeste. Assumiu a liderança da bancada de oposição na Casa José Mariano, reafirmando sua posição política e sua luta ao lado do povo recifense em busca de uma cidade melhor.
 
Comprometida com os ideais do partido, Marília esteve à frente do grupo de parlamentares e lideranças que coordenou toda a resistência contra o impeachment da ex-presidente [[Dilma Rousseff]].
 
Em 2018, foi convocada pela militância para disputar a pré-candidatura ao Governo do Estado. Chegou a liderar as pesquisas de intenção de voto, mas o projeto não foi efetivado em função de orientações nacionais do partido, que optou pela consolidação de uma aliança com outras legendas e o apoio à reeleição do então governador, [[Paulo Câmara]] (PSB).
 
Apoiada pela mesma militância e por inúmeros setores da sociedade civil, entrou na disputa por uma vaga na Câmara Federal. Venceu com uma expressiva votação (193. 108 mil  votos - a segunda parlamentar federal mais votada no Estado nas eleições de 2018). É a quinta mulher eleita deputada federal na história de Pernambuco.
6 200

edições