Diferenças entre edições de "Aloísio de Castro"

143 bytes adicionados ,  17h43min de 31 de maio de 2019
m
Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta15)
m (wp:BOT: A adicionar {{Controle de autoridade}}. Solicitado em https://pt.wikipedia.org/w/index.php?&diff=53167262)
m (Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta15))
 
|assinatura =
}}
'''Aloysio de Castro'''<ref name="ABL"/> ([[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], {{dtlink|lang=br|14|6|1881}} — Rio de Janeiro, {{dtlink|lang=br|7|10|1959}}) foi um [[médico]] [[Neurologia|neurologista]] e [[Poesia|poeta]] [[brasil]]eiro.<Ref name="Dec.ufcg">{{citar web|url=http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/ABLACast.html|titulo=Aloísio de Castro |acessodata=01/11/2017|autor=dec.ufcg.edu.br}}</ref>
{{citar web|url=http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/ABLACast.html|titulo=Aloísio de Castro|acessodata=01/11/2017|autor=dec.ufcg.edu.br|arquivourl=https://web.archive.org/web/20171107030759/http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/ABLACast.html|arquivodata=2017-11-07|urlmorta=yes}}
</ref>
 
Filho de [[Francisco de Castro]]<Ref name="Dec.ufcg"/> e de Maria Joana Monteiro Pereira de Castro. Formou-se pela [[Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro]] em 1903, defendendo a tese "Das desordens da marcha e seu valor clínico". Foi diretor do Instituto Sanitário Federal (1894-1897), professor de clínica propedêutica (1891) e diretor (1901) da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Membro da Academia Nacional de Medicina e presidente da Academia Brasileira de Letras. Como poeta publicou As Sete dores e as sete alegrias da Virgem, em 1929 (in: Dicionário Enciclopédico Koogan - Larrousse.
230 297

edições