Abrir menu principal

Alterações

 
===Reaparição como a grande figura do Rio das Velhas===
Em [[1700]] nova mente reapareceu nas Minas, com a intenção de negociar com o governo o arquivamento do seu processo em troca da revelação dos locais onde existiriam as jazidas de [[ouro]] do [[rio das Velhas]] e da serra do Sabarabuçu. Apresentou, assim, ao governador da Capitania de [[São Paulo (estado)|São Paulo]] e [[Minas Gerais]], [[Artur de Sá e Menezes]] amostras desse ouro, regressando a seguir para a região do rio das Velhas, (atual [[Sabará]]) em companhia de seus genros [[Antônio Tavares]] e [[Francisco de Arruda]].
 
A Provisão Régia de [[6 de março]] de [[1700]] nomeou-o Guarda-mor desse distrito do Rio das Velhas, «esperando que o governador Artur de Sá e Menezes viesse reparti-lo pessoalmente em abril de [[1701]]. As guardas-morias eram as únicas autoridades necessárias e com razão de ser, pois nas Minas a primeira propriedade nelas constituída nenhuma outra origem teve senão a título de datas minerais. Tendo Borba Gato subido em [[1699]] e supondo Artur de Sá e Menezes que estivesse para o [[Quinta do Sumidouro|Sumidouro]], arraial já existente na zona, e de fundação sua, explica-se a confusão do Rio das Velhas com o Sumidouro, nome certo e dominante naquelas paragens. Por esta e outras provisões se deduz que as minas dos Cataguases eram as da região adentro da [[Itaverava]], únicas conhecidas; as de Miguel Garcia e do Ribeirão do Carmo.
Utilizador anónimo