Diferenças entre edições de "Emanuel (cantor)"

7 bytes adicionados ,  15h20min de 6 de junho de 2019
m
sem resumo de edição
(Resgatando 1 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
m
|modelos = <!-- Modelos favoritos do instrumento -->
}}
'''Américo do Sul Pinto da Silva Monteiro''' ([[Sabrosa]], [[Covas do Douro]], [[25 de Março]] de [[1957]]) conhecido artisticamente como '''Emanuel''',<ref>{{citar web |url=http://www.passmusica.pt/Passmusica/docs/Certidao%20de%20Lista%20de%20Associados%20GDA.ADG.pdf |obra= |formato=PDF |título=Lista de associados da Audiogest |acessodata=2 de Janeiro de 2014 |autorlink= |coautores= |data=25 de Julho de 2007 |publicado=Actividades Culturais / Ministério da Cultura |arquivourl=https://web.archive.org/web/20131224092836/http://www.passmusica.pt/Passmusica/docs/Certidao%20de%20Lista%20de%20Associados%20GDA.ADG.pdf |arquivodata=2013-12-24 |urlmorta=yes }}</ref> é um [[Vocalista|cantor]] [[Portugueses|português]].
 
É um dos mais populares cantores da chamada [[música pimba]], sendo aliás autor do ''hit'' "'''Pimba Pimba'''", de 1995, a partir do qual o termo passou a ser utilizado para rotular um género específico de [[música popular]] em Portugal.
Em 1998, revela a faceta de cantor romântico com o álbum “Felicidade (quando o telefone toca)” cuja aceitação permite alcançar mais discos de platina. A cinco de Outubro do mesmo ano, Emanuel recebe no Castelo de Ourém, o título de “D. Emanuel I, Rei da Música Popular Portuguesa” na presença de D. Duarte Pio de Bragança - o legítimo herdeiro do trono de Portugal. Os galardões e as homenagens continuaram: recebe em 1999 o título de “Embaixador da Música Portuguesa” em Nova Iorque (prémio atribuído pelas várias associações portuguesas espalhadas pelo mundo) e no ano seguinte é homenageado com um grande concerto no Cineteatro Tivoli (Lisboa), onde faz uma retrospectiva dos seus 25 anos de trabalho dedicados à música. A venda rápida dos bilhetes, tornou-o como o primeiro artista de cariz popular a lotar uma sala de prestígio da capital portuguesa.
 
Em 2001, é convidado como comentador no programa “Noites Marcianas” (SICDMF), em que demonstra a sua forma sincera de ser e uma clareza de espírito notável, cativando de imediato vários produtores de televisão, que o convidam para apresentar um programa seu.
Ainda nesse ano, é o principal produtor da banda sonora da telenovela “Anjo Selvagem” (TVI), cuja adesão do publico ultrapassou todos os recordes, tornando-a a única novela portuguesa no ar durante três anos. O tema principal ainda hoje é cantado por todo o país, tendo como intérpretes os Maxi. Por tudo isto, não seria de estranhar que, no final de 2002, Emanuel volte a ser o responsável da canção do genérico e de temas específicos de duas personagens da telenovela “Sonhos Traídos” (TVI).