Diferenças entre edições de "Universidade Federal de Santa Catarina"

29 bytes adicionados ,  15h14min de 14 de junho de 2019
sem resumo de edição
 
=== Durante o Governo Militar ===
Enquanto o campus se expandia com a construção de prédios como a Reitoria e a Escola de Engenharia, a política no país trazia mudanças. Em [[1964]], o [[Golpe de Estado no Brasil em 1964|Golpe Militar]] inicia a [[Ditadura militar no Brasil (1964–1985)|Ditadura no Brasil]], e já acontecem prisões de estudantes no mesmo ano. A UFSC passou a ter uma filial do [[Serviço Nacional de Informações|Serviço Nacional de Informações (SNI)]] na Reitoria, coletando informações sobre pessoas e possíveis mobilizações de estudantes e professores.<ref>{{citar web|url=http://desacato.info/filial-do-sni-funcionou-na-reitoria-da-ufsc-durante-a-ditadura/|titulo=Filial do SNI funcionava na UFSC na Ditadura|data=|acessodata=|publicado=Desacato|ultimo=|primeiro=}}</ref> Os Centros Acadêmicos existentes até então desaparecem e novas representações, chamadas Diretórios Acadêmicos, passam a existir, subordinados as autoridades universitárias.<ref>Decreto-lei nº 228, de 28 de fevereiro de 1967: Reformula a organização da representação estudantil e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília-DF, 28 fev. de 1964. Disponível em: <<nowiki>http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/126145/decreto-lei-228-67</nowiki>>. Acesso em: 31 ago. 2010.</ref>[[Ficheiro:Basketball-Feld der UFSC (22090113946).jpg|miniaturadaimagem|351x351px348x348px|O Centro de Desportos (CDS) da UFSC antes da revitalização de [[2018]].]]
Paralelamente, a UFSC se reestrutura: a ditadura também implementou a Reforma Universitária, surgindo os Centros de Ensino entre 1967 e 1969: os atuais Centros de Ciências Biológicas, de Comunicação e Expressão, de Física e Matemática e e o de Filosofia e Ciências Humanas formavam um único centro, o Centro de Estudos Básicos (CEB).<ref name=":0" /> Todos os alunos de todos os centros precisavam fazer disciplinas no CEB no inicio da graduação, gerando o apelido ''Básico'' que permanece até hoje no bloco A do CCE.<ref>{{citar web|url=http://www.cce.ufsc.br/historico/|titulo=CCE - Histórico|data=|acessodata=7 de outubro de 2017|publicado=CCE - UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>Decreto-lei n. 53, de 18 de novembro de 1966. Fixa princípios e normas de organização para as universidades federais e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília-DF, 21 Nov. 1966, p. 13.416. Disponível em: <<nowiki>http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=91485</nowiki>>. Acesso em: 24 ago. 2010.</ref> Durante a década seguinte, o CEB começa a se desmembrar, começando pelo Centro de Comunicação e Expressão já em 1969. Além do CEB, surgem o Centro Biomédico - que seria o futuro Centro de Ciências da Saúde - o Centro Tecnológico, o Centro Socioeconômico, o Centro de Educação, o Centro Agropecuário - o futuro Centro de Ciências Agrárias - e o Centro de Desportos. Esses dois últimos, porém, só surgem efetivamente em 1975 e 1976, ano em que a reforma é encerrada e os centros passam praticamente a mesma configuração atual.<ref name=":2" />
 
 
O 4º reitor da UFSC foi Ernani Bayer. Durante sua gestão, a UFSC recebeu do governo catarinense uma fazenda na Tapera para pesquisa e extensão: a Fazenda Experimental da Ressacada. Em 1984, a UFSC realiza a primeira eleição direta pra reitoria, e Rodolfo Joaquim Pinto da Luz se torna o 5º reitor. Ele também seria eleito o 8º reitor em 1996 e ainda seria reeleito em 2000, sendo o reitor com maior tempo no comando da UFSC, o único a ser reeleito e o único a assumir mais de uma gestão - três no total.
[[Ficheiro:Florianopolis UFSC praça.JPG|esquerda|miniaturadaimagem|312x312px348x348px|Praça da Cidadania no Campus Trindade, com o Centro de Comunicação e Expressão (CCE) ao fundo.|alt=]]
 
=== Anos 90 e século XXI: consolidação e expansão ===
Em 1992, é inaugurada a Praça da Cidadania, com projeto paisagístico de [[Roberto Burle Marx|Burle Marx]], feito ainda na década de 1960.<ref name=":3">{{citar web|url=http://noticias.ufsc.br/2016/06/ufsc-na-midia-predio-da-reitoria-e-praca-da-cidadania-devem-ser-tombados-como-patrimonio-historico/|titulo=UFSC na Mídia: Prédio da Reitoria e Praça da Cidadania devem ser tombados como patrimônio histórico|data=22 de junho de 2016|acessodata=7 de outubro de 2017|publicado=Notícias da UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref> Ela é parte de um projeto de humanização da cidade universitária, que também gera uma série de monumentos que existem no campus ainda hoje.<ref name=":2" /> Nas décadas de 1990 e 2000, a universidade já está bem consolidada no campus Trindade, com bairros urbanos no entorno, recebendo estudantes de várias partes do país. Os cursos se expandem, seja em novos cursos ou instalações físicas para os que já existem, principalmente nas pós-graduações. O ensino a distância começa em 1995, com o Laboratório de Ensino a Distância.<ref name=":14" />
 
Em maio de 2004 é inaugurado o [[Centro de Cultura e Eventos da UFSC|Centro de Cultura e Eventos]], que, por ter sido uma obra problemática e demorada, recebeu o apelido de ''Elefante Branco'' - apesar de hoje ser bastante usado para eventos, shows e formaturas.<ref name=":4">{{citar web|url=https://portaldailha.com.br/cineresenha/guarnieri-o-documentario-sobre-gianfrancesco/|titulo=Guarnieri – O documentário sobre Gianfrancesco|data=7 de outubro de 2017|acessodata=21 de julho de 2017|publicado=Portal da Ilha|ultimo=Amaral|primeiro=Fernanda}}</ref><ref name=":5">{{citar web|url=https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/3-semana-da-danca-reune-oficinas-e-espetaculos-gratuitos-na-ufsc.ghtml|titulo=3ª Semana da Dança reúne oficinas e espetáculos gratuitos na UFSC|data=|acessodata=7 de outubro de 2017|publicado=G1|ultimo=|primeiro=}}</ref>[[Ficheiro:UFSCtock - Dia 3.jpg|miniaturadaimagem|348x348px|Show na Praça da Cidadania durante o [[UFSCtock]], festival cultural realizado no Campus Trindade entre 2009 e 2014.]]
 
Em 2007, surge o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais, o REUNI, e a UFSC entra no programa, angariando recursos para iniciar a expansão para fora de Florianópolis. Em 2009, três unidades da UFSC passam a funcionar em Curitibanos, Joinville e Araranguá. Enquanto o oeste de SC recebe uma universidade própria, a [[Universidade Federal da Fronteira Sul|UFFS]], que recebe o apoio da UFSC para a instalação,<ref>{{citar web|url=https://www.uffs.edu.br/institucional/a_uffs/a_instituicao/historia/historia|titulo=Histórico da UFFS|data=|acessodata=7 de outubro de 2017|publicado=UFFS|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.uffs.edu.br/institucional/reitoria/diretoria_de_comunicacao/noticias/intensificada-a-instalacao-dos-campi-da-uffs|titulo=Intensificada a instalação dos campi da UFFS|data=|acessodata=|publicado=UFFS|ultimo=|primeiro=}}</ref> surge uma proposta para a federalização da [[Fundação Universidade Regional de Blumenau|FURB]], de Blumenau, como parte da UFSC ou como uma federal própria.<ref name=":8">{{citar web|url=http://noticias.ufsc.br/2012/10/movimento-para-furb-federal-realiza-manifestacao-na-ufsc-2/|titulo=Movimento para Furb Federal realiza manifestação na UFSC|data=|acessodata=|publicado=Notícias da UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref name=":9">{{citar web|url=http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2012/08/parceria-entre-ufsc-e-furb-dara-origem-a-terceira-universidade-federal-de-sc-3868777.html|titulo=|data=|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref> Após anos de discussões e entraves burocráticos, a universidade conclui que a federalização seria bastante complicada para se realizar, mas mantém a ideia de ter um campus na cidade, iniciando suas atividades em 2013.<ref name=":10">{{citar web|url=http://cotidiano.sites.ufsc.br/campus-da-ufsc-em-blumenau-nao-tera-participacao-da-furb/|titulo=Campus da UFSC em Blumenau não terá participação da FURB|data=22 de abril de 2013|acessodata=7 de outubro de 2017|publicado=Cotidiano UFSC|ultimo=Thomé|primeiro=Brenda}}</ref><ref name=":11">{{citar web|url=http://www.blumenau.sc.gov.br/secretarias/gabinete-do-prefeito/gapref/prefeitura-comemora-tres-anos-de-instalacao-da-ufsc-em-blumenau86|titulo=Prefeitura comemora três anos de instalação da UFSC em Blumenau|data=|acessodata=|publicado=Prefeitura de Blumenau|ultimo=|primeiro=}}</ref>
[[Ficheiro:UFSCtock - Dia 3.jpg|miniaturadaimagem|373x373px|[[UFSCtock]], festival cultural realizado no Campus Trindade entre 2009 e 2014.]]
 
=== Acontecimentos recentes ===
Em 2012, a 11ª reitora da UFSC é empossada: Roselane Neckel é a primeira mulher a dirigir a instituição.<ref>{{citar web|url=http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2015/10/roselane-neckel-nao-conseguimos-mostrar-tudo-que-fizemos-pela-ufsc-4883778.html|titulo=Roselane Neckel: "Não conseguimos mostrar tudo que fizemos pela UFSC"|data=21 de outubro de 2016|acessodata=7 de outubro de 2017|publicado=Diário Catarinense|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
Duas semanas após a operação da PF, Cancellier se suicidou em um shopping do Centro de Florianópolis, para o choque da comunidade universitária e da cidade. Amigos e familiares afirmam que ele estava deprimido com a prisão e as consequências - ele foi impedido de entrar na universidade e afastado do cargo - e se dizia injustiçado.<ref>{{citar web|url=http://veja.abril.com.br/brasil/suicidio-de-reitor-da-ufsc-inflama-polemica-sobre-prisoes-pela-pf/|titulo=Suicídio de reitor da UFSC inflama polêmica sobre prisões pela PF|data=3 de outubro de 2017|acessodata=7 de outubro de 2017|publicado=Veja|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://noticias.ufsc.br/2017/10/entidades-manifestam-pesar-com-o-falecimento-do-reitor-da-ufsc-luiz-carlos-cancellier-de-olivo/|titulo=Manifestações de pesar com o falecimento do reitor da UFSC Luiz Carlos Cancellier de Olivo|data=2 de outubro de 2017|acessodata=|publicado=Agecom/Notícias da UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref>
Após isso, o Conselho Universitário se reuniu e decidiu que a vice-reitora, Alacoque Erdmann, assumiria a reitoria e daria sequência a gestão. Porém, após o chefe de gabinete da reitoria afastar o [[corregedor]] da UFSC - que teve grande participação na Ouvidos Moucos, apesar da operação não ser o motivo do afastamento - Alacoque desfaz a ordem, levando ele e os pró-reitores a se demitir em protesto, pressionando a reitora. Em meio a crise, Alacoque se afasta em licença médica e o Conselho se reúne mais uma vez: agora, a decisão foi de realizar uma nova eleição até abril de [[2018]]. O [[Decano (educação)|decano]] do Conselho, Ubaldo César Balthazar, foi nomeado reitor interino até a eleição, vencida pelo próprio.<ref>{{citar web|url=http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2017/11/ufsc-tem-ate-abril-de-2018-para-eleger-nova-reitoria-9979486.html|titulo=UFSC tem até abril de 2018 para eleger nova reitoria|data=1 de novembro de 2017|acessodata=2 de novembro de 2017|publicado=Diário Catarinense|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.deolhonailha.com.br/florianopolis/noticias/comunidade-universitaria-escolhe-ubaldo-cesar-balthazar-para-reitor-da-ufsc.html|titulo=Comunidade universitária escolhe Ubaldo César Balthazar para reitor da UFSC|data=|acessodata=|publicado=De Olho na Ilha|ultimo=|primeiro=}}</ref>[[Ficheiro:Se cortar, a UFSC vai parar.jpg|miniaturadaimagem|350x350px|Ato do dia 15 de maio de 2019 contra os cortes na educação e em defesa da universidade.]]Mesmo com uma situação financeira que nunca foi de recursos abundantes, a UFSC experimentou, em especial na [[década de 2000]], um longo período de expansão de cursos, novos campi e de sua estrutura física. Recentemente, porém, a universidade tem passado por sucessivos cortes de recursos financeiros, que ganharam destaque na mídia nos últimos anos. Apesar deles terem começado ainda no [[Governo Dilma Rousseff|governo Dilma]] e se aprofundado na [[Governo Michel Temer|gestão de Temer]]<ref>{{citar web|url=https://g1.globo.com/educacao/noticia/veja-o-impacto-do-corte-de-verbas-em-universidades-e-institutos-federais-de-14-estados.ghtml|titulo=Veja o impacto do corte de verbas em universidades e institutos federais de 14 estados|data=28/07/2017|acessodata=30/05/2019|publicado=[[G1]]|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://andes-ufsc.org.br/corte-de-dilma-chega-ao-ministerio-da-educacao-pasta-extingue-secretaria-e-demite-funcionarios/|titulo=Corte de Dilma chega ao Ministério da Educação; Pasta extingue secretaria e demite funcionários|data=05/12/2019|acessodata=30/05/2019|publicado=ANDES UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref>, o contingenciamento atual anunciado pelo [[Governo Jair Bolsonaro|governo Bolsonaro]] foi o mais sentido, levando o reitor Ubaldo a afirmar que poderia interromper as atividades no segundo semestre de 2019 por falta de dinheiro.<ref>{{citar web|url=https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2019/05/07/corte-orcamentario-ira-interromper-funcionamento-da-ufsc-em-agosto-diz-direcao.ghtml|titulo=Corte orçamentário irá interromper funcionamento da UFSC em agosto, diz direção|data=|acessodata=|publicado=[[G1]]|ultimo=|primeiro=}}</ref> Estudantes, professores e entidades realizam, desde os anúncios do corte e desta afirmação da reitoria, grandes protestos de rua em defesa da universidade e outras atividades buscando aproximar a população e faze-la compreender melhor a importância e a contribuição da UFSC para a sociedade.<ref>{{citar web|url=https://www.nsctotal.com.br/noticias/protestos-contra-cortes-mobilizam-alunos-e-professores-em-cidades-de-sc|titulo=Protestos contra cortes mobilizam alunos e professores em cidades de SC|data=|acessodata=|publicado=NSC Total|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2019/05/30/estudantes-fazem-atos-a-favor-da-educacao-em-sc.ghtml|titulo=Estudantes fazem atos a favor da educação em SC|data=|acessodata=|publicado=[[G1]]|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=https://noticias.ufsc.br/2019/05/ufsc-na-praca-aproxima-populacao-da-ciencia-e-pesquisa-universitaria/|titulo=UFSC na Praça aproxima população da pesquisa universitária|data=16/05/2019|acessodata=|publicado=Notícias da UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref>
[[Ficheiro:Se cortar, a UFSC vai parar.jpg|miniaturadaimagem|369x369px|Ato do dia 15 de maio de 2019 contra os cortes na educação e em defesa da universidade.]]
Após isso, o Conselho Universitário se reuniu e decidiu que a vice-reitora, Alacoque Erdmann, assumiria a reitoria e daria sequência a gestão. Porém, após o chefe de gabinete da reitoria afastar o [[corregedor]] da UFSC - que teve grande participação na Ouvidos Moucos, apesar da operação não ser o motivo do afastamento - Alacoque desfaz a ordem, levando ele e os pró-reitores a se demitir em protesto, pressionando a reitora. Em meio a crise, Alacoque se afasta em licença médica e o Conselho se reúne mais uma vez: agora, a decisão foi de realizar uma nova eleição até abril de [[2018]]. O [[Decano (educação)|decano]] do Conselho, Ubaldo César Balthazar, foi nomeado reitor interino até a eleição, vencida pelo próprio.<ref>{{citar web|url=http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2017/11/ufsc-tem-ate-abril-de-2018-para-eleger-nova-reitoria-9979486.html|titulo=UFSC tem até abril de 2018 para eleger nova reitoria|data=1 de novembro de 2017|acessodata=2 de novembro de 2017|publicado=Diário Catarinense|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.deolhonailha.com.br/florianopolis/noticias/comunidade-universitaria-escolhe-ubaldo-cesar-balthazar-para-reitor-da-ufsc.html|titulo=Comunidade universitária escolhe Ubaldo César Balthazar para reitor da UFSC|data=|acessodata=|publicado=De Olho na Ilha|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
Mesmo com uma situação financeira que nunca foi de recursos abundantes, a UFSC experimentou, em especial na [[década de 2000]], um longo período de expansão de cursos, novos campi e de sua estrutura física. Recentemente, porém, a universidade tem passado por sucessivos cortes de recursos financeiros, que ganharam destaque na mídia nos últimos anos. Apesar deles terem começado ainda no [[Governo Dilma Rousseff|governo Dilma]] e se aprofundado na [[Governo Michel Temer|gestão de Temer]]<ref>{{citar web|url=https://g1.globo.com/educacao/noticia/veja-o-impacto-do-corte-de-verbas-em-universidades-e-institutos-federais-de-14-estados.ghtml|titulo=Veja o impacto do corte de verbas em universidades e institutos federais de 14 estados|data=28/07/2017|acessodata=30/05/2019|publicado=[[G1]]|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://andes-ufsc.org.br/corte-de-dilma-chega-ao-ministerio-da-educacao-pasta-extingue-secretaria-e-demite-funcionarios/|titulo=Corte de Dilma chega ao Ministério da Educação; Pasta extingue secretaria e demite funcionários|data=05/12/2019|acessodata=30/05/2019|publicado=ANDES UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref>, o contingenciamento atual anunciado pelo [[Governo Jair Bolsonaro|governo Bolsonaro]] foi o mais sentido, levando o reitor Ubaldo a afirmar que poderia interromper as atividades no segundo semestre de 2019 por falta de dinheiro.<ref>{{citar web|url=https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2019/05/07/corte-orcamentario-ira-interromper-funcionamento-da-ufsc-em-agosto-diz-direcao.ghtml|titulo=Corte orçamentário irá interromper funcionamento da UFSC em agosto, diz direção|data=|acessodata=|publicado=[[G1]]|ultimo=|primeiro=}}</ref> Estudantes, professores e entidades realizam, desde os anúncios do corte e desta afirmação da reitoria, grandes protestos de rua em defesa da universidade e outras atividades buscando aproximar a população e faze-la compreender melhor a importância e a contribuição da UFSC para a sociedade.<ref>{{citar web|url=https://www.nsctotal.com.br/noticias/protestos-contra-cortes-mobilizam-alunos-e-professores-em-cidades-de-sc|titulo=Protestos contra cortes mobilizam alunos e professores em cidades de SC|data=|acessodata=|publicado=NSC Total|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2019/05/30/estudantes-fazem-atos-a-favor-da-educacao-em-sc.ghtml|titulo=Estudantes fazem atos a favor da educação em SC|data=|acessodata=|publicado=[[G1]]|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=https://noticias.ufsc.br/2019/05/ufsc-na-praca-aproxima-populacao-da-ciencia-e-pesquisa-universitaria/|titulo=UFSC na Praça aproxima população da pesquisa universitária|data=16/05/2019|acessodata=|publicado=Notícias da UFSC|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
== Organização ==
 
== Campus Florianópolis ==
[[Ficheiro:Hdr Ufsc (44427860).jpeg|miniaturadaimagem|384x384px360x360px|A Cidade Universitária, em Florianópolis.]]
 
=== Campus Reitor João David Ferreira Lima (Trindade) ===
Também conhecido como Campus Trindade ou Cidade Universitária, este é o principal campus da UFSC, concentrando os principais órgãos administrativos e diversos órgãos suplementares de apoio. Nesse campus ficam dez dos onze centros de ensino da universidade em Florianópolis: o Centro de Ciências da Saúde (CCS), o Centro Tecnológico (CTC), o Centro Socioeconômico (CSE), o [[Centro de Ciências Jurídicas da UFSC|Centro de Ciências Jurídicas (CCJ)]], o Centro de Ciências da Educação (CED), o Centro de Desportos (CDS), o Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), o [[Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Santa Catarina|Centro de Ciências Biológicas (CCB)]] e o Centro de Física e Matemática (CFM).
 
O campus conta com diversos espaços de lazer, com grandes áreas gramadas e corrégos, a Praça da Cidadania, o laguinho do RU e o bosque do CFH, dentre outros espaços. A manutenção é feita pela Prefeitura Universitária (PU). Entretanto, o campus, aberto, acaba tendo problemas de insegurança, e medidas tem sido tomadas como o fechamentos das entradas para carros a noite e nos fins de semana. O campus também recebe diversos eventos acadêmicos e culturais, além de pacientes para o hospital, sendo considerado um dos principais polos geradores de tráfego de Florianópolis.<ref>{{citar web|url=http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2013/07/ufsc-instala-portoes-nas-tres-entradas-principais-e-reforca-cercamento-do-campus-de-florianopolis-4210721.html|titulo=UFSC instala portões nas três entradas principais e reforça cercamento do campus de Florianópolis|data=|acessodata=|publicado=Diário Catarinense|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=http://desacato.info/cessao-de-terras-da-ufsc/|titulo=Cessão de Terras da UFSC|data=|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>[[Ficheiro:Prédio da Reitoria - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).JPG|thumb|384x384px360x360px|Prédio da Reitoria da UFSC, no Campus Reitor João David Ferreira Lima.]]
==== Reitoria e Reitoria II ====
O Prédio da Reitoria fica na Praça da Cidadania e é onde ficam os gabinetes do reitor e do vice-reitor, algumas pró-reitorias e é também onde se reúne o Conselho Universitário. É também o principal ponto de protestos e atos na universidade, dada sua localização central. Chama a atenção no prédio um grande mosaico feito pelo artista plástico [[Rodrigo de Haro]], também responsável pelas pinturas no hall.<ref>{{citar web|url=http://dceven.ufsc.br/mosaico-predio-da-reitoria/|titulo=Mosaico Prédio da Reitoria|data=|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref name=":3" /><ref name=":6" /> Em 2012, a UFSC adquire um prédio próximo ao CCJ, o Edifício Santa Clara, que foi renomeado como Reitoria II, com o objetivo de reorganizar unidades administrativas do campus.<ref>{{citar web|url=http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2013/06/conselho-da-ufsc-veta-compra-de-predio-no-valor-de-r-33-milhoes.html|titulo=Conselho da UFSC veta compra de prédio no valor de R$ 33 milhões|data=|acessodata=|publicado=G1|ultimo=|primeiro=}}</ref><ref>{{citar web|url=https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/ufsc-divulga-laudos-que-justificam-preco-de-compra-do-edificio-santa-clara|titulo=UFSC divulga laudos que justificam preço de compra do edifício Santa Clara|data=|acessodata=|publicado=Notícias do Dia|ultimo=|primeiro=}}</ref>
{{Artigo principal|Centro de Cultura e Eventos da UFSC}}
O Centro de Cultura e Eventos foi construído na década de 2000 para abrigar uma grande quantidade de eventos anuais, além de uma grande quantidade de serviços terceirizados. É conhecido pela comunidade universitária pejorativamente como "[[Elefante branco|Elefante Branco]]", apelido dado na época da construção que permanece até hoje, apesar do local agora ser bastante usado pelos estudantes. Há uma praça de alimentação com diferentes opções de lanches, o museu patrimonial, duas livrarias - uma delas a Livraria da UFSC - uma loja da Grife da UFSC que vende produtos feitos pela COEPAD (Cooperativa de Pais e Amigos dos Portadores de Deficiência), uma loja de eletrônicos e uma loja de [[miscelânea]] da AAHU (Associação dos Amigos do Hospital Universitário), todos localizados no andar térreo. Os dois pavimentos superiores são destinados a eventos, com salas e auditórios.<ref name=":4" /><ref name=":5" /><ref>{{citar web|url=http://dceven.ufsc.br/centro-de-cultura-e-eventos/conheca-o-centro-de-cultura-e-eventos/|titulo=Conheça o Centro de Cultura e Eventos|data=|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
[[Ficheiro:Aussicht vom AIESEC-Büro aus 6 (21929393209)HUUFSC.jpg|miniaturadaimagem|365x365px|Entrada doO Hospital Universitário, com prédios do CTC e CCS ao fundo.]]
 
==== Hospital Universitário (HU) ====
{{Artigo principal|Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago}}
[[Ficheiro:Aussicht vom AIESEC-Büro aus 6 (21929393209).jpg|miniaturadaimagem|365x365px|Entrada do Hospital Universitário, com prédios do CTC e CCS ao fundo.]]
O Hospital Universitário [[Polidoro Ernani de São Tiago|Polydoro Ernani de São Thiago]] fica localizado no complexo do Centro de Ciências da Saúde (CCS) e é aberto à comunidade em geral, sendo um dos principais hospitais públicos de [[Florianópolis]]. Faz parte da formação dos alunos de [[Medicina]], [[Enfermagem]], [[Farmácia]] e [[Bioquímica]], [[Nutrição]], [[Odontologia]] e [[Fonoaudiologia]]. O hospital fornece atendimento totalmente público pelo [[Sistema Único de Saúde]]. Atualmente, o hospital passa por problemas institucionais e financeiros, fato discutido amplamente no âmbito universitário e que motivou a adesão à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, a [[Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares|EBSERH]].<ref name=":1" />
==== Restaurante Universitário (RU) ====
O Restaurante Universitário da Trindade possui duas alas com aproximadamente 900 m² cada para almoço, mas apenas um delas funciona, com horário de funcionamento entre 11:00h e 13:30h. Ambos servem o mesmo cardápio diariamente, composto sempre de arroz, feijão, acompanhamento, alguma carne e salada, os três últimos itens variando dia após dia. O almoço diário custa R$ 1,50 para estudantes da universidade, e os passes para entrada nas alas são comprados na Administração do RU, onde é feita a carteirinha do RU, que funciona como o cartão de identidade da universidade. Apenas recentemente os outros campi passaram a ter seus próprios RU.<ref name=":7">{{citar web|url=http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2015/08/restaurante-universitario-da-ufsc-reabre-apos-quase-3-meses-fechado.html|titulo=Restaurante Universitário da UFSC reabre após quase 3 meses fechado|data=|acessodata=|publicado=G1|ultimo=|primeiro=}}</ref>
==== Biblioteca Central (BU) ====
[[Ficheiro:Árvores próximo a biblioteca da UFSC.jpg|miniaturadaimagem|364x364px365x365px|Entrada da Biblioteca Central.]][[Ficheiro:Ponto de fuga Universitário.jpg|miniaturadaimagem|366x366px|Um dos córregos que atravessam o Campus Trindade.]]O Sistema de Bibliotecas da UFSC é composto pela Biblioteca Central e pelas Bibliotecas Setoriais, que estão localizadas nos centros de ensino. A central acabou por ser conhecida pela sigla do sistema: BU. As bibliotecas possuem um acervo composto por livros, periódicos (revistas e jornais), teses e dissertações, mapas e materiais audiovisuais. A maioria do acervo está disponível para empréstimo domiciliar. A Biblioteca Central, é organizada em três grandes setores (Sirius, Vega e Bellatrix) e possui um código de identificação para os livros, também conhecido como número de chamada, com base na [[Classificação Decimal Universal]] (CDU), que divide o conhecimento em nove classes. O sistema da BU é informatizado, de modo que os membros da comunidade universitária podem emprestar livros por meio da digitação do número de matrícula e senha. Também é possível fazer reservas e renovar os livros via Internet, sem precisar se deslocar à biblioteca. A Biblioteca Central conta ainda com ambiente climatizado, pufes para descanso, empréstimo de netbooks, sala de estudos individuais e espaço de inclusão digital. Há ainda o servido de editoração [http://periodicos.bu.ufsc.br/ Portal de Periódicos UFSC], que agrega as publicações científicas produzidas pela universidade. No momento hospeda 44 periódicos científicos de diversas áreas do conhecimento. Utiliza o [[:es:Open_Journal_Systems|Open Journal System]] (OJS) na versão 2.4.8.
 
==== LabUFSC ====
Um laboratório de computadores localizado no mesmo prédio da Biblioteca Central, acessível a toda a comunidade universitária. Possui um grande número de computadores com acesso à [[Internet]] e que funcionam com diversos sistemas operacionais. Pode ser acessado por meio da carteirinha do RU.[[Ficheiro:Sicht von UFSC während Vorbereitung 2 (21494610183).jpg|miniaturadaimagem|357x357px|A Rua Engenheiro Agrônomo Andrey Cristian Ferreira, uma via interna do Campus Trindade, nas proximidades do Centro de Física e Matemática.]]
 
==== Moradia Estudantil ====
Um prédio destinado a estudantes de baixa renda, sendo a única edificação residencial do campus. Possui 166 vagas bastante disputadas, o que é alvo de críticas devido ao tamanho da UFSC, que acaba inflacionando os alugueis do entorno do universidade e, em compensação, oferece um número baixo de vagas.<ref>{{citar web|url=https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/moradia-estudantil-passara-por-reformas|titulo=Após reivindicação de estudantes, Moradia Estudantil da UFSC passará por reformas|data=|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
[[Ficheiro:Planetarioufsc.jpg|miniaturadaimagem|365x365px|Planetário da UFSC.]]
 
==== Planetário ====
Pertence ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) mas é aberto a toda a comunidade. É o único [[planetário]] do Estado, e possui um auditório com 44 assentos, para aulas e palestras, e uma sala que projeta o céu noturno. Durante o ano é visitado por professores e alunos de diversas escolas com funções didáticas, e possui um curso de astronomia aberto a todo aquele que se interessar pelo tema.<ref>{{citar web|url=http://planetario.ufsc.br/|titulo=Planetário UFSC|data=|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
==== Centro de Convivência da UFSC ====
Localizado próximo ao RU e ao Centro de Cultura e Eventos, o Centro de Convivência da UFSC é onde fica a sede do DCE (Diretório Central dos Estudantes). Antes possuía uma galeria de arte, cabeleireiro e livraria, mas atualmente encontra-se abandonado. A sede dos correios ainda funciona no local. Um projeto de reforma existe, mas ainda não saiu do papel.<ref>{{citar web|url=https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/centro-de-convivencia-da-ufsc-esta-depredado-e-serve-de-moradia-improvisada-para-estudantes|titulo=Centro de Convivência da UFSC está depredado e serve de moradia improvisada para estudantes|data=|acessodata=|publicado=Notícias do Dia|ultimo=|primeiro=}}</ref>[[Ficheiro:Ponto de fuga Universitário.jpg|miniaturadaimagem|357x357px|Um dos córregos que atravessam o Campus Trindade.]]
 
==== Colégio de Aplicação (CA) e Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) ====
==== Museu Universitário (MArquE) ====
Aberto à comunidade em geral, o Museu de Arqueologia e Etnologia [[Oswaldo Rodrigues Cabral]] (MArquE), também chamado de Museu Universitário, é ligado à Secretaria de Cultura e Arte (SECARTE). É um museu especializado na história de Santa Catarina, e possui exposições permanentes de Arqueologia Pré-Colonial e Histórica e de Etnologia Indígena, além do acervo do importante artista e professor catarinense [[Franklin Cascaes]].
[[Imagem:Fortaleza de Santa Cruz na lha de Anhatomirim.jpg|miniaturadaimagem|357x357px|A Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim.]]
 
====Planetário====
Pertence ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) mas é aberto a toda a comunidade. É o único [[planetário]] do Estado, e possui um auditório com 44 assentos, para aulas e palestras, e uma sala que projeta o céu noturno. Durante o ano é visitado por professores e alunos de diversas escolas com funções didáticas, e possui um curso de astronomia aberto a todo aquele que se interessar pelo tema.<ref>{{citar web|url=http://planetario.ufsc.br/|titulo=Planetário UFSC|data=|acessodata=|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
==== Fortalezas da Ilha ====
[[Imagem:Fortaleza de Santa Cruz na lha de Anhatomirim.jpg|miniaturadaimagem|348x348px|A Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim.]]{{Artigo principal|Fortaleza de São José da Ponta Grossa|Fortaleza de Santo Antônio de Ratones|Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim|Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba}}São quatro fortalezas de defesa da Ilha de Santa Catarina, projetadas e construídas pelo engenheiro militar, Brigadeiro [[José da Silva Pais]], no século XVI, tendo essas fortificações participado de eventos históricos como a Invasão espanhola de 1777. Após anos de abandono, elas foram restauradas nos anos 80 e 90 e passaram a ser geridas pela UFSC através do projeto Fortalezas da Ilha, cuja sede fica no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.
 
=== Campus II (Itacorubi) ===
[[Ficheiro:Portal da Fazenda Experimental da Ressacada.jpg|miniaturadaimagem|356x356px348x348px|Fazenda Experimental da Ressacada, no sul da [[Ilha de Santa Catarina]].]]
É onde se localiza o único Centro de Ensino fora do Campus Trindade, o Centro de Ciências Agrárias (CCA), após um acordo entre a UFSC, a ACARESC, dona do terreno no bairro Itacorubi, e o governo do estado de Santa Catarina. É por isso chamado as vezes de Campus Itacorubi, mas em geral é conhecido apenas pela sigla CCA. A gestão da Fazenda Experimental da Ressacada também é de responsabilidade do Centro de Ciências Agrárias.
 
 
== Números ==
Os números mostram o tamanho da UFSC e também a diferença entre os campi do interior e o de Florianópolis. Os dados dessa seção são de 2016.[[Ficheiro:Vista da Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim -SC.JPG|miniaturadaimagem|371x371px355x355px|Bandeiras do Brasil, de Santa Catarina e da UFSC na [[Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim]], gerida pela universidade.]]
=== Cursos ===
 
Em 2016, a UFSC oferecia 119 cursos de [[Graduação]] (incluindo habilitações e opções); sendo 13 na modalidade à distância; 4 no campus de Araranguá; 4 no campus de Curitibanos; 5 no campus de Blumenau; 85 no campus de Florianópolis; 8 no campus de Joinville. Na pós-graduação, são 64 Cursos de [[Mestrado]], 18 de Mestrado Profissional, 55 Cursos de [[Doutorado]] e 28 [[Especialização|Especializações]]. São 66 programas de pós-graduação no total.[[Ficheiro:Sicht von UFSC während Vorbereitung 2 (21494610183).jpg|miniaturadaimagem|357x357px|A Rua Engenheiro Agrônomo Andrey Cristian Ferreira, uma via interna do Campus Trindade, nas proximidades do Centro de Física e Matemática.]]
 
=== Estrutura ===
A Universidade Federal de Santa Catarina possui um total de 18 milhões de m<sup>2</sup> total (aproximadamente), com 640.480 m<sup>2</sup> construídos (edificações).
768

edições