Abrir menu principal

Alterações

m
sem resumo de edição
Em seus primeiros anos, Darwin recusou cursar medicina na [[Universidade de Edimburgo]]; ao invés disso, focou-se em pesquisar sobre animais invertebrados. Pela Universidade de Cambridge (Christ's College), ele tomou a iniciativa pelas [[ciências naturais]]<ref name=whowas>{{Harvnb|Leff|2000|loc=[http://www.aboutdarwin.com/darwin/WhoWas.html About Charles Darwin]}}</ref> e viajou durante cinco anos pelo [[HMS Beagle]], projeto que o lançou como iminente geólogo e cujas observações foram sustentadas pelas ideias de [[Charles Lyell]]; as publicações de seus diários sobre os trajetos percorridos consolidaram sua fama.<ref>{{Harvnb|Desmond|Moore|1991|pp= 210, 284–285}}</ref>
 
Intrigado com a distribuição geográfica da [[vida selvagem]] e dos [[fósseis]] coletados durante sua viagem, Darwin começou investigações detalhadas e, em 1838, concebeu a teoria da seleção natural.<ref>{{Harvnb|Desmond|Moore|1991|pp=263–274}}</ref> Depois de discutir suas ideias com vários naturalistas, Darwin precisava de mais tempo para tornar sua ideia pública, algo que entrava em conflito com seu extensivo trabalho geológico que tinha prioridade.<ref>{{harvnb|van Wyhe|2007|pp=184, 187}}</ref> Em 1858, o naturalista [[Alfred Wallace]] manda um ensaio científico para Darwin estabelecendo as mesmas ideias e sugere uma [[On the Tendency of Species to form Varieties; and on the Perpetuation of Varieties and Species by Natural Means of Selection|publicação em conjunto]].<ref>{{Cite journal | last1 = Beddall | first1 = B. G. | title = Wallace, Darwin, and the Theory of Natural Selection | journal = Journal of the History of Biology | volume = 1 | issue = 2 | pages = 261–323 | year = 1968 | doi = 10.1007/BF00351923 | df = dmy-all }}</ref> Consagrada a publicação, a teoria evolutiva darwiniana determinou drasticamente o cenário da ciências biológicas, tornando-se a explicação dominante sobre o porquê da diversidade natural do planeta.<ref name = JvW /> Em 1871, Darwin volta a publicar livros significativos, desta vez começando sobre a sexualidade humana e sua descendência, intitulado ''[[A Descendência do Homem e Seleção em Relação ao Sexo]]'' (''The Descent of Man, and Selection in Relation to Sex''), seguido por ''[[A Expressão da Emoção em Homens e Animais]]'' (''The Expression of the Emotions in Man and Animals'') em 1872. Sua dedicação pelas plantas resultaram em várias publicações de livros, e seu último seria ''[[The Formation of Vegetable Mould through the Action of Worms]]'' em 1881,<ref>{{Harvnb|Freeman|1977}}</ref><ref>{{cite web|url=http://www.aboutdarwin.com/literature/CD_Books.html|title=AboutDarwin.com – All of Darwin's Books|website=www.aboutdarwin.com|access-date=20 de março de 2016|deadurl=yes|archiveurl=https://web.archive.org/web/20160401191909/http://www.aboutdarwin.com/literature/CD_Books.html|archivedate=1 de abril de 2016|df=dmy-all}}</ref> meses antes de sua morte emno 1882ano seguinte.
 
Em reconhecimento à importância do seu trabalho, Darwin foi enterrado na [[Abadia de Westminster]], próximo a [[Charles Lyell]], [[William Herschel]] e [[Isaac Newton]]. Foi uma das cinco pessoas não ligadas à família real inglesa a ter um funeral de Estado no século XIX. Por seu papel científico, Darwin é considerado uma das maiores personalidades da história.<ref>{{cite news|url=https://www.newscientist.com/special/darwin-200|title=Special feature: Darwin 200|accessdate=2 de abril de 2011|work=New Scientist|deadurl=no|archiveurl=https://web.archive.org/web/20110211051412/http://www.newscientist.com/special/darwin-200|archivedate=11 de fevereiro de 2011|df=dmy-all}}</ref>
70 735

edições