Abrir menu principal

Alterações

Flordelis dos Santos Souza nasceu e foi criada na [[Jacarezinho (bairro do Rio de Janeiro)|Favela do Jacarezinho]] no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]]. Aos 14 anos perdeu o pai e um irmão, mortos em um acidente de carro.<ref name="biografia2">{{citar web |URL=https://istoe.com.br/historia-da-deputada-flordelis-e-marcada-por-tragedias-e-foi-retratada-em-filme/|título=Marcada por tragédias, história de Flordelis foi contada em filme com Marquezine|autor=|data=|publicado=[[IstoÉ]]|acessodata=20 de novembro de 2015}}</ref> Trabalhou como balconista em uma padaria e acompanhava a mãe, Calmozina Motta, em uma rotina evangélica, da qual participava cantando e tocando guitarra. onde começou a ajudar crianças e adolescentes envolvidos com o crime, drogas e que eram maltratadas em casa.<ref name="biografia2"/> Sua residência humilde e pequena abrigava mais de 100 crianças que ela ia acolhendo e cuidando como filhos.<ref name="biografia">{{citar web |URL=https://biografiaresumida.com.br/biografia-flordelis/|título=Biografia Flordelis|autor=|data=2003|publicado=Biografiaresumida.com.br|acessodata=20 de novembro de 2015}}</ref> [[Evangélicos pentecostais|Evangélica]], atuava pregando entre traficantes e chegou a evitar muitas execuções de jovens que seriam mortos por traficantes. Em 1994, a então professora adotou 37 crianças (dos quais 14 bebês) de uma vez só. Eram moradores de rua que haviam sobrevivido a uma chacina na [[Central do Brasil]], um ataque ocorrido menos de um ano após a famosa [[Chacina da Candelária]]. No início desta sua jornada acabou sendo perseguida por pessoas e pela polícia que a considerava uma sequestradora por acolher crianças.<ref name="biografia3">{{citar web |URL=https://congressoemfoco.uol.com.br/direitos-humanos/quem-e-flordelis-a-deputada-que-teve-o-marido-executado-no-rio/|título=Quem é Flordelis, a deputada que teve o marido executado no Rio|autor=|data=|publicado=Congresso em Foco|acessodata=20 de novembro de 2015}}</ref> Muitos a chamavam de louca e fanática, mas quanto mais a perseguiam, mais ela se dedicava a ajudar estas crianças.<ref name="biografia"/>
 
Ela já havia adotado cinco adolescentes antes da chacina. "Eu ia a bailes funk e via que crianças e adolescentes apadrinhados pelo tráfico de drogas sonhavam com uma vida melhor. Eu conseguia conversar com essas crianças, com esses adolescentes, e dizia para eles que o melhor caminho não era trabalhar para o tráfico de drogas", disse na ocasião.<ref name="biografia3"/> Após ser perseguida como sequestradora conseguiu provar que ajuda crianças a saírem do submundo das drogas. Seu trabalho ganhou atenção da mídia brasileira e posteriormente tornou-se filme em 2015, ''[[Flordelis - Basta uma Palavra para Mudar]]'' que contou, em seu elenco, com atores como [[Deborah Secco]], [[Bruna Marquezine]], [[Letícia Spiller]], [[Marcello Antony]] e outros.<ref>{{citar web |url=http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2009/10/18/mae-adotiva-de-50-criancas-carentes-flordelis-tem-historia-transformada-em-filme.jhtm |título=Mãe adotiva de 50 crianças carentes, Flordelis tem história transformada em filme|acessodata=13 de agosto de 2015 |publicado=UOL Notícias}}</ref> Nenhum destes artistas cobraram cachê e toda a renda do filme foi utilizado para a criação e sustento do centro de reabilitação de jovens e adolescentes jogadosviciados no mundo dasem drogas.<ref name="biografia"/>
 
==Vida pessoal==
54

edições