Diferenças entre edições de "Félix Houphouët-Boigny"

1 byte adicionado ,  15h15min de 2 de julho de 2019
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
}}
 
'''Félix Houphouët-Boigny''' ({{IPA-fr|feliks ufwɛ(t) bwaɲi|}};<ref name=lavishnyt>{{citar jornal|primeiro =Kenneth B. |último =Noble |autorlink = |título=For Ivory Coast's Founder, Lavish Funeral |url=https://query.nytimes.com/gst/fullpage.html?res=9E07E1D61638F93BA35751C0A962958260&sec=&spon=&pagewanted=all |obra= [[New York Times]] |publicado= |data=8 de fevereiro de 1994 |acessodata=22 de Julho de 2008 }}</ref><ref>{{citar jornal|título= Félix Houphouët-Boigny|obra= France Actuelle | volume = 5 |data= 1956 |página= 10}}</ref> [[Yamoussoukro]], [[18 de outubro]] de [[1905]]&nbsp;– [[7 de dezembro]] de [[1993]]), conhecido carinhosamente por '''Papa Houphouët''' ou '''Le Vieux''' (O Velho), foi o primeiro [[Presidente da Costa do Marfim|Presidente]] da [[Costa do Marfim]] (de 1960 a 1993), cargo onde permaneceu por mais de três décadas até à sua morte. [[Chefe tribal]], trabalhou como assistente médico, líder de sindicato e plantador antes de ser eleito para o [[Parlamento de França|Parlamento francês]]. Teve vários cargos ministeriais dentro [[Governo de França|Governo francês]] antes de alcançar a liderança da Costa de Marfim na sequência da independência em 1960. Ao longo da sua vida, teve um papel significativo na política e na [[História da descolonização de África|descolonização da África]].
 
Sob a liderança política [[Centro (política)|moderada]] de Houphouët-Boigny, a Costa do Marfim prosperou economicamente. Este sucesso, invulgar da região pobre da África Ocidental, tornou-se conhecido como o "milagre de marfim" e deveu-se a uma combinação de um bom planeamento, a manutenção de laços fortes com o Ocidente (em particular com a [[França]]), e o desenvolvimento das indústrias do café e cacau do país. Contudo, as explorações do sector agrícola causaram dificuldades em 1980, após uma acentuada quebra nos preços do café e do cacau.
Utilizador anónimo