Diferenças entre edições de "Parentesco"

200 bytes removidos ,  15h52min de 11 de julho de 2019
sem resumo de edição
Os filhos dos primos nesse caso seriam os '''primos intermediários''' (1 grau e meio, 2 graus e meio, 3 graus e meio), ou também, podem ser chamados de '''primos-sobrinhos'''.
 
Para outras pessoas, sobrinhos em segundo grau são netos de seus irmãos, o mesmo que "'''sobrinhos-netos"'''. Portanto, as definições e interpretações variam muito e todas podem ser consideradas corretas, embora nenhuma delas seja exatamente oficial, ou legal. Fora da esfera legal, a questão de consideração de parentesco varia de acordo com a percepção individual de cada um.
 
Os netos dos primos são chamados de '''primos-sobrinhos-netos''' e os primos dos avós são chamados de '''primos-tios-avós'''.
Segundo estudo recentes, primos de 3º e 4º grau teriam uma taxa de [[fertilidade]] maior do que pessoas não consanguíneas.<ref>[http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/02/080208_filhosprimosestudo_np.shtml Casais de primos de 3º e 4º grau têm mais filhos, diz estudo]</ref>
 
A doutrina brasileira também tem considerado como parentesco as relações de afetividade independentemente de laços biológicos ou mesmo por adoção legal. Em situações em que um homem descobre tardiamente não ser pai biológico de seu filho, mas criou-o como se o fosse, também é considerado seu pai para todos os fins legais.<ref>{{Citar web|url=https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/farmacia/parentesco-socioafetivo/18142|titulo=Portal Educação - Artigo|acessodata=2017-08-10|obra=www.portaleducacao.com.br|ultimo=Educacao|primeiro=Portal|lingua=pt-br}}</ref>
 
Na [[Código Civil português|lei portuguesa]], medem-se os graus de parentesco contando-se um grau por indivíduo entre as duas pessoas a relacionar, passando pelo tronco comum e descontado o próprio. Assim, entre um determinado indivíduo e um seu primo direito, há quatro graus de parentesco consanguíneo, porque se conta o pai, o avô, o tio e o primo do indivíduo em causa.