Polinices: diferenças entre revisões

1 359 bytes removidos ,  16 de julho de 2019
sem resumo de edição
(infocaixa + ajustes)
{{Sem-fontes|data=dezembro de 2009}}
{{Info/Divindade
|nome_divindade =Polinices
|imagem =Duel between Eteocles and Polynices (2nd-cent. BC) - Museo archeologico nazionale - Siena 2016.jpg
|imagem_tamanho =250px
|legenda =[[Alto-relevo]] do duelo entre [[Etéocles]] e Polinices numa [[urna funerária]] [[etruscos|etrusca]] do século {{-séc|II a.C}}.
|atribuições =
|outro_nome =
|nome_nativo =
|local_culto =
|planeta =
|reino =
|morada =
|cla =
|mantra =
|arma =
|artefato =
|simbolo =
|dia =
|cor_fundo =#00bfff
|casado_com =
|pais =[[Édipo]] e [[Jocasta]]
|irmao =[[Etéocles]], [[Antígona]]
|filho =
|romano_equivalente =
|grego_equivalente =
|etrusco_equivalente =
|eslavo_equivalente =
|regiao =
|festividade =
|portal =
}}
'''Polinices''' ({{Lang-grc|Πολυνείκης, [[Transliteração|transl.]] |''Polyneíkes''}}), na [[mitologia grega]], é o filho mais novo do rei [[Édipo]] com a própria mãe, [[Jocasta]], ou sua segunda esposa [[Eurigâmia]] conforme outra versão da lenda. FoiDisputou com seu irmão Etéocles o direito pelo expulsotrono de [[Tebas (GréciaEgito)|Tebas]], peloincitando próprio irmão,a [[Etéocles]],Guerra odos primogênito,Sete oChefes]] quee deua origemexpedição àde guerra[[Alcmeão]] civilconhecida quecomo culminou com a morte[[Expedição dos doisEpígonos]].{{sfn|Kury|1999|p=333}}
 
{{referências}}
Quando Édipo partiu de Tebas, Polinices e Etéocles, que disputavam o cetro, depois de muitas discussões, chegaram a um acordo: os dois irmãos iriam reinar alternadamente, um cada ano. Mas ambos haviam pensado em permanecer sempre no trono, e quando o prazo de um ano expirasse, dariam um jeito de não dar o cetro ao irmão.
 
== Bibliografia ==
Etéocles foi o primeiro a reinar e se recusou a ouvir Polinices quando este foi reclamar seu poder. O último, irado, se uniu com o rei [[Adrasto]], de Argos, e armou um ataque contra Tebas, que acabou resultando com a sua morte e a do seu irmão. Seu tio, [[Creonte]], acabou herdando o reino e, como este apoiava Etéocles, proibiu qualquer um de fazer rituais fúnebres para o aspirante ao trono, deixando-o morto nos portões de Tebas.
 
* {{Citar livro|sobrenome=Kury|nome=Mario da Gama|título=Dicionário da Mitologia Grega e Romana|ano=1999|editora=Zahar|local=São Paulo|capítulo=Polinices| ref=harv}}
[[Antígona]], irmã de Polinices, (o qual havia tentado convencê-la a não partir de Tebas, sem sucesso) ficou indignada, não aceitou a ordem de Creonte e ela mesma enterrou-o, mas, ao descobrirem que a princesa havia desobedecido ordens do novo rei, foi trancada em um calabouço no qual se enforcou.
 
{{start box}}
{{succession box|
title=[[Rei de Tebas]] |
before=[[Édipo]] |
after=[[Etéocles]]|
years =
}}
|}
 
[[Categoria:Reis de Tebas]]