Abrir menu principal

Alterações

m
sem resumo de edição
{{História da Grécia}}
 
{{PBPE|Civilização micênica|civilização micénica}} é um termo para descrever a última fase da [[Civilização egeia|Idade do Bronze]] na [[Grécia Antiga]], abrangendo o período de aproximadamente 1 600–1 100 a.C.. Representa a primeira civilização avançada na Grécia continental, com seus estados palacianos, organização urbana, obras de arte e sistema de escrita.<ref name="Fields-2004-10">{{harvnb|Fields|2004|pp=10–11}}.</ref> O local mais proeminente foi [[Micenas]], na [[Argólida]], pela qual a cultura desta é chamada. Outros centros de poder que surgiram incluíram [[Pilos]], [[Tirinto]] e [[Mideia]] no [[Peloponeso]], [[Orcômeno (Beócia)|Orcômeno]], [[Tebas (Grécia)|Tebas]] e [[Atenas]] na [[Grécia Central]], e [[Iolcos]] na [[Tessália]]. Povoados de influência micênica também apareceram em [[Epiro]],<ref>{{harvnb|Hammond|1976|loc=p. 139: "Além disso, nesta área, um pequeno túmulo tholostolo comde cerâmica micênica do estilo III B e uma acrópole micênica foram relatados em Kiperi perto de Parga, e outra acrópole micênica estava acima do Oráculo dos Mortos na colina chamada Xylokastro."}}</ref><ref>{{harvnb|Tandy|2001|loc=p. xii (Fig. 1); p. 2: "A evidência mais forte da presença micênica em Épiro é encontrada na zona costeira do baixo rio Aqueronte, que na antiguidade desaguou numa baía na costa jônica conhecida depor fontes antigas como ''Glykys Limin'' (Figura 2-A)."}}</ref> na [[Macedônia (região)|Macedônia]],<ref>{{harvnb|Borza|1992|loc=p. 64: "A existência de um assentamento micênico no final da Idade do Bronze em Petra não apenas confirma sua importância como uma rota de um período inicial, mas também amplia os limites do assentamento micênico para a fronteira da Macedônia."}}</ref><ref>[http://aegeobalkanprehistory.net/img_articles/thumbs/tmb_75.jpg Aegeo-Balkan Prehistory – Mycenaean Sites]</ref> nas ilhas do [[Mar Egeu]], na costa da [[Anatólia]], no [[Levante (Mediterrâneo)|Levante]],<ref>{{harvnb|van Wijngaarden|2002|loc=Part II: The Levant, pp. 31–124}}; {{harvnb|Bietak|Czerny|2007|loc=Sigrid Deger-Jalkotzy, "Mycenaeans and Philistines in the Levant", pp. 501–629}}.</ref> no [[Chipre]]<ref>{{harvnb|van Wijngaarden|2002|loc=Part III: Cyprus, pp. 125–202}}.</ref> e na [[Itália]].<ref>{{harvnb|Peruzzi|1980}}; {{harvnb|van Wijngaarden|2002|loc=Part IV: The Central Mediterranean, pp. 203–260}}.</ref>
 
Os gregos micênicos introduziram várias inovações nas áreas de engenharia, arquitetura e infra-estrutura militar, enquanto o comércio em vastas áreas do [[Mar Mediterrâneo|Mediterrâneo]] era essencial para sua economia. Sua [[Silabário|escrita silábica]], a [[Linear B]], oferece os primeiros registros escritos da [[língua grega]] e [[Religião micênica|sua religião]] já incluía várias divindades que também podem ser encontradas no [[Deuses olímpicos|Panteão Olímpico]]. A Grécia micênica era dominada por uma sociedade de elite guerreira e consistia de uma rede de estados centrados no [[palácio]] que desenvolviam rígidos sistemas hierárquicos, políticos, sociais e econômicos. Na cabeça desta sociedade estava o rei, conhecido como ''[[anax]]''.
122 187

edições