Diferenças entre edições de "Bandeira 2"

69 bytes adicionados ,  00h23min de 29 de julho de 2019
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Um retrato do [[submundo]] dos chefões do [[jogo do bicho]] no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], a difícil e constante luta pela sobrevivência nas zonas mais pobres da cidade, e da busca por realizações profissionais.
 
Artur do Amor Divino, o Tucão, é o bicheiro que controla a região do [[bairro]] de [[Ramos]], na [[Zona Norte (Rio de Janeiro)|zona norte]] da [[cidade]], a qual disputa com Jovelino Sabonete. Para piorar a rivalidade, Taís, filha de Tucão, e Márcio, [[filho]] de Jovelino, ficam apaixonados um pelo outro, e precisam enfrentar a oposição de seus pais, para ficarem juntos. Que lembra a base do enredo da obra de Shakespeare, Romeu e Julieta. Entre a briga dos dois bicheiros, está Noeli, separada do [[marido]], Tavinho, a qual trabalha como [[taxista]]. A [[moça]] é também [[porta-bandeira]] na [[escola de samba]] de Tucão, [[Imperatriz Leopoldinense]].
 
Contou também a história do [[Introspecção|introspectivo]] Zelito, o filho de Tucão; do [[jogador de futebol]] Mingo; dos [[Nordestino|retirantes nordestinos]] Severino, Santa e Licinha, que invadem a [[garagem]] do [[prédio]] onde Noeli mora; e das ousadas [[fantasia]]s [[sexo|sexuais]] do Comandante Apolinário e sua [[esposa]], Zulmira.