Diferenças entre edições de "Inferência bayesiana"

42 bytes removidos ,  13h59min de 2 de agosto de 2019
Alterei parte da Nomenclatura mínima: p(h) é a priori, p(e|h) é a verossimilhança (e não a priori, novamente) e p(h|e) a posteriori.
(Alterei parte da Nomenclatura mínima: p(h) é a priori, p(e|h) é a verossimilhança (e não a priori, novamente) e p(h|e) a posteriori.)
 
=== Nomenclatura mínima ===
Na Equação ({{EquationNote|1}}), ''p(h)'' é chamada ''probabilidade anterior'' (ou a priori), p(e | h) é chamada ''condicional anterior'' (ou a prioriverossimilhança),
e p(h | e) de ''condicional posterior'' (ou a posteriori), probabilidade posterior, ou [[verossimilhança]]. Seu cálculo se dá através da [[função de verossimilhança]], e a MLE é, essencialmente, uma [[maximização de verossimilhança]]. Contraste/conflito com a [[função de verossimilhança]] da MLE
é o critério principal para considerar não-bayesiano um modelo de inferência. Note que o nome MAP, máxima probabilidade anterior, conflita com
o nome de ''p(h)'', probabilidade anterior, pois a MAP maximiza ''p(x|h)'' e não ''p(h)'' (Veja também [[distribuições marginais]] e os artigos de [[probabilidade]] e [[estatística]]).
Utilizador anónimo