Diferenças entre edições de "Jean de La Fontaine"

712 bytes removidos ,  19h01min de 4 de agosto de 2019
→‎Biografia: ret texto que é redundante, tudo já foi dito
(bot: revertidas edições de 179.221.6.156 ( modificação suspeita : -14), para a edição 55458502 de O revolucionário aliado)
(→‎Biografia: ret texto que é redundante, tudo já foi dito)
Em 1668 foram publicadas as primeiras fábulas, num volume intitulado "Fábulas Escolhidas". O livro era uma coletânea de 124 fábulas, dividida em seis partes. La Fontaine dedicou este livro ao filho do rei Luís XIV. As fábulas continham histórias de animais, magistralmente contadas, contendo um fundo moral. Escritas em linguagem simples e atraente, as fábulas de La Fontaine conquistaram imediatamente seus leitores.
Em 1683 La Fontaine tornou-se membro da Academia Francesa, a cujas sessões passou a comparecer com assiduidade. Na famosa "Querela dos antigos e dos modernos", tomou partido dos poetas antigos. Várias novas edições das "Fábulas" foram publicadas em vida do autor. A cada nova edição, novas narrativas foram acrescentadas. Em 1692, La Fontaine, já doente, converteu-se ao catolicismo. A última edição de suas fábulas foi publicada em 1693. Antes de vir a ser fabulista, foi poeta, tentou ser [[teólogo]]. Além disso, também entrou para um [[seminário]], mas aí perdeu o interesse.
<ref>[http://operamundi.uol.com.br/conteudo/historia/28334/hoje+na+historia+1695+-+morre+fabulista+frances+jean+de+la+fontaine.shtml]</ref>
 
Aos 26 anos casou-se, mas a relação só durou onze anos. Depois disso, La Fontaine foi para Paris, e iniciou sua grande carreira literária. No início, escrevia [[poemas]], mas em [[1665]] escreveu sua primeira obra, chamada “Contos”. Montou um grupo literário que tinha como integrantes [[Jean Racine]], [[Boileau]] e [[Molière]]. No período de [[1664]] a [[1674]], ele escreveu quase todas as suas obras. Nas suas [[fábula]]s, contava histórias de animais com características humanas. Em [[1684]], foi nomeado para a [[Academia Francesa de Letras]]. Onze anos depois, já muito doente, decidiu aproximar-se da [[religião]]. Até pensou em escrever uma obra de fé, mas não chegou a escrevê-la.<ref>[http://operamundi.uol.com.br/conteudo/historia/28334/hoje+na+historia+1695+-+morre+fabulista+frances+jean+de+la+fontaine.shtml]</ref>
 
Está sepultado no [[cemitério Père-Lachaise]], em Paris, ao lado do [[dramaturgo]] Molière.
54 825

edições