Diferenças entre edições de "Michele Sindona"

18 bytes adicionados ,  23h19min de 7 de agosto de 2019
sem resumo de edição
m (traduzindo nome/parâmetro nas citações, outros ajustes usando script)
 
|children=
}}
'''Michele Sindona''' ([[8 de maio]] de [[1920]] - [[22 de março]] de [[1986]]) foi um [[banqueiro]] [[Itália|italiano]] e [[criminoso]] condenado. Conhecido nos círculos bancários como "Tubarão", Sindona era um membro da [[loja maçônica]] [[Loja P2, Propaganda Dois|P2 (''Propaganda Due'')]],<ref>{{citar jornal|título= Web of scandal entangles P2 |publicado= The Times |data= 1981-05-27}}</ref> dirigida por [[Licio Gelli]],<ref>[http://www.cai.org/fr/etudes-bibliques/pourquoi-banquier-dieu-devait-etre-reduit-au-silence ''Pourquoi le « Banquier de Dieu » devait être réduit au silence'']</ref> e teveve relações claras com a [[Máfia|máfia siciliana]] e a mafiosa "família Gambino" nos EUA.
 
Sindona foi nomeado pelo [[Papa Paulo VI]] como assessor financeiro do [[Vaticano]] e membro do Conselho de Administração do [[Instituto para as Obras de Religião]]. Um levantamento do juiz italiano Ferdinando Imposimato mostra que Michele Sindona atuava desde [[1957]] como banqueiro para a máfia siciliana, a [[Cosa Nostra]], e servia ao Vaticano, que reconhece mais tarde "ter sido enganado por este impostor." <ref>{{citar web|url=http://www.radici-press.net/attualita-n-47/les-coffres-de-saint-pierre|título=Les coffres de Saint-Pierre|autor=Éric Valmir|data=|publicado=Radici|acessodata=}}</ref><ref>[http://www.voltairenet.org/article7600.html ''La Banque du Vatican au hit-parade des dix destinations les plus utilisées pour le blanchiment d’argent'']</ref> Sindona também esteve envolvido no assassinato do advogado [[Giorgio Ambrosoli]] em [[1979]]; sendo condenado em [[1986]] à [[prisão perpétua]] como mandante do assassinato.
 
Encarcerado em uma prisão de alta segurança de [[Voghera]], Sindona prometeu fazer revelações,. mas morreu misteriosamenteMorreu em sua cela, ao ingerir café contendo [[cianeto de potássio]].<ref>[http://www.nytimes.com/1986/03/23/world/michele-sindona-jailed-italian-financier-dies-cyanide-poisoning-65-center.html Michele Sindona, jailed Italian financier, dies of cyanide poisoning at 65 - at the center of scandals]. Por Wolfgang Saxon. ''[[The New York Times]]'', 23 de março de 1986.</ref> O inquérito sobre a morte de Sindona concluiu que se tratara de [[suicídio]]. <ref>[http://ricerca.repubblica.it/repubblica/archivio/repubblica/1986/11/04/ecco-gli-ultimi-istanti-di-sindona.html Ecco gli ultimi istanti di Sindona]. ''[[La Repubblica]]'', 11 de abril de 1986.</ref>
 
{{referências}}
242

edições