Diferenças entre edições de "Riacho Grande"

8 bytes removidos ,  21h49min de 12 de agosto de 2019
(Citei As 2 Aldeia do Distrito)
A área ocupada atualmente pelo distrito foi, desde o [[século XVI]], atravessada por caminhos que ligavam o [[planalto paulista|planalto]] ao [[litoral paulista]], sediando as pousadas e ranchos, hoje desaparecidos, que serviam aos viajantes. A antiga Vila do Riacho Grande, da qual se originou a sede do atual distrito, se formou nas proximidades da [[Estrada Velha de Santos]] a partir da linha colonial do Rio Grande, área que, assim como boa parte de todo o distrito, desde [[1927]], está parcialmente ocupada pelas águas da [[Represa Billings]].
 
No fim do [[século XIX]], além da linha do Rio Grande, o governo imperial talvez tenha instalado na região do atual distrito antigas linhas coloniais que mais tarde tornaram-se as Bernardino de Campos, [[Campos Sales]], Rio Pequeno, [[Voluntários da Pátria]], Capivari e Curucutu, sendo que as três últimas deram origem aos bairros de mesmo nome. Dessa maneira, os imigrantes europeus que se instalaram nestes núcleos deram início à efetiva ocupação da região, dedicando-se inicialmente à extração da madeira e à venda de carvão. Logo depois a região se transformaria no berço da indústria moveleira são-bernardense, sediando as primeiras fábricas de móveis e serrarias.
 
Localiza-se também na região o Bairro dos Finco, estabelecido a partir do local onde se instalou, em [[1889]], a família do italiano Fortunato Finco. Ali, construiria uma serraria, posteriormente transformada em fábrica de cadeiras.