Fernão Fernandes de Bragança: diferenças entre revisões

2 bytes removidos ,  16h43min de 14 de agosto de 2019
 
==Na corte leonesa==
Fernão Fernandes parece ter-se exilado em Leão a partir de 1204{{Sfn|Calderón Medina & Ferreira|2014|pp=20-23}}{{Sfn|Sottomayor-Pizarro|2007|p=862-864}}, pois entre esse ano e 1218 está ausente da documentação curial portuguesa, contrastando com sua súbita presença nesse mesmo ano na corte leonesa{{Sfn|Calderón Medina & Ferreira|2014|pp=20-23}}{{Sfn|Sottomayor-Pizarro|2007|p=862-864}}. Os seus tios [[Garcia Pires I de Bragança]] e [[Vasco Pires de Bragança]] desapareceram também da corte portuguesa um pouco mais tarde, em 1206.
 
Fernão, naquele ano de 1204, recebeu imediatamente as tenências de [[Villafranca]], [[Villa Fáfila]], [[Zamora]], [[Castro Nuevo]] e [[Alcañices]], às quais, até 1218, viria a acrescentar as de [[Extremadura]], [[Trasierra|Trasserra]], [[Limia]], [[Alba de Aliste]], [[Castrotarafe]] e [[Puebla de Sanabria|Sanábria]]. Desempenhou ainda o importante cargo de [[Alferes-mor]], em 1211 e 1212{{Sfn|Calderón Medina & Ferreira|2014|pp=20-23}}.
3 714

edições