Diferenças entre edições de "Rede Manchete"

224 bytes removidos ,  19h39min de 22 de agosto de 2019
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
| proprietário = [[Pedro Jack Kapeller]]
| ex_proprietário = Apolpho Bloch
| cidade de origem = {{BR-RJb}} [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], [[Rio de Janeiro (estado)|RJ]]
| sede = [[Imagem:Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg|20px]] [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], [[Rio de Janeiro (estado)|RJ]]<br /> <small>Rua do Russel, 804 - [[Glória (Rio de Janeiro)|Glória]]</small>
| estúdios = {{Lista simples|
* [[Imagem:Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg|20px]] Rio de Janeiro, RJ
* ''' Complexo de Água Grande'''
* <small>Rua Figueira da Foz, 115 - [[Irajá]]</small>
* [[Imagem:Bandeira da cidade de São Paulo.svg|20px]] [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[São Paulo (estado)|SP]]
* <small>Avenida Professora Ida Kolb, 551 (Local substituído pela Editora Escala) - [[Limão (distrito de São Paulo)|Limão]]</small>
}}
| nomes posteriores = [[RedeTV!]]
}}
'''Rede Manchete''' (também conhecida como '''TV Manchete''' ou apenas '''Manchete''') foi uma [[rede de televisão]] [[Radiodifusão comercial|comercial]] [[brasil]]eira fundada na [[cidade]] do [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]] em [[5 de junho]] de [[1983]] pelo [[jornalista]] e [[empresário]] [[ucraniano]] [[Naturalização|naturalizado]] brasileiro [[Adolpho Bloch]]. A emissora permaneceu no ar até [[10 de maio]] de [[1999]] (até ser substituída pela [[RedeTV]]).<ref>{{citar web|URL=http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed730_na_prateleira_da_memoria|título=TV Manchete, um inventário - na prateleira da memória|autor=Cristina Tardáguila|data=22 de janeiro de 2013|publicado=Observatório da Imprensa|acessodata=22 de fevereiro de 2014}}</ref> Fazia parte do conglomerado de comunicação [[Grupo Bloch]], que publicava a revista ''[[Manchete (revista)|Manchete]]'' através da [[Bloch Editores]], sendo que o nome dado para a emissora de televisão refere-se a esta revista.<ref>{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz3107200809.htm |título=Uma tragédia sem manchete |acessodata=21 de dezembro de 2014 |autor=Roberto Muggiati |coautores= |data=31 de julho de 2008 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Folha de S.Paulo]] |publicado=[[UOL]] |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref>
 
Prevista inicialmente para entrar no ar entre setembro e novembro de 1982,<ref name="previsão">{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=4438&PageNo=1 |título=No ar, quando setembro vier, um novo canal ''com padrão europeu'' |autor=Cleusa Maria |coautores= |data=25 de janeiro de 1982 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> e depois para março de 1983,<ref name="produção">{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=5249&PageNo=1 |título=Em março, vem aí mais uma grande atração: TV Manchete |autor= |coautores= |data=9 de janeiro de 1983 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> em 5 de junho do mesmo ano, um [[domingo]],<ref>{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=4690&PageNo=1 |título=Você vai ver a TV Manchete hoje? |autor=Benevenuto Netto |coautores= |data=5 de junho de 1983 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> a Manchete finalmente entrou no ar com um discurso de Adolpho Bloch, seu proprietário.<ref name="apostou">{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/11/20/brasil/17.html |título=Empresário apostou na fase desenvolvimentista de JK |acessodata=21 de dezembro de 2014 |autor= |coautores= |data=20 de novembro de 1995 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Folha de S.Paulo]] |publicado=[[UOL]] |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Com equipamento sofisticado e buscando uma programação [[classe alta]],<ref name="previsão"/> a Manchete ficou conhecida pela sua programação baseada no forte [[jornalismo]], na cobertura do [[Esporte no Brasil|esporte brasileiro]] e internacional, apresentando grandes eventos esportivos. Na [[Teledramaturgia no Brasil|teledramaturgia brasileira]], a Manchete fez história por ter exibido a primeira novela fora da [[Rede Globo]] a liderar a audiência desde a [[década de 1970]], feito que foi concretizado com a exibição da novela ''[[Pantanal (telenovela)|Pantanal]]'', de [[Benedito Ruy Barbosa]], em 1990.
Por outro lado, os caros investimentos na emissora levaram a sucessivas crises. Em 1985, com dois anos de existência, os prejuízos da Rede Manchete eram evidentes. A emissora entrava em sua primeira crise financeira.<ref name="crise"/> Bloch, em 1988, quis vender a emissora e pediu US$ 350 milhões.<ref>{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=16243&PageNo=7 |título=Plano de compra da Manchete sai em 10 dias |autor=Cláudio Ferreira e Rui Nogueira |coautores= |data=2 de agosto de 1991 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Folha de S.Paulo]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Na [[década de 1990]], o então deputado [[Paulo Octávio]] fez uma proposta para Adolpho Bloch da proposta de compra da TV Manchete por US$ 200 milhões de dólares. O sócio de Paulo Octávio era o empresário e educador [[João Carlos Di Genio]],<ref name="primeiravenda"/><ref name="segundavenda"/><ref name="terceiravenda"/> mas nada se concretizou.<ref name="publico"/> A [[Editora Abril]] também mostrou interesse na emissora.<ref name="editora"/> Então, a empresa [[Indústria Brasileira de Formulários|IBF]] assumiu a Manchete, mas logo depois teve cassada a sua gestão pela justiça. Adolpho Bloch recebeu de volta o encargo de uma rede nacional, com os salários dos funcionários atrasados em seis meses.<ref name="apostou"/> Pedindo um tempo aos empregados, ele conseguiu, em quatro meses, normalizar o pagamento da folha.
 
Mas o esforço de caixa continuou repercutindo na programação.<ref name="apostou" /> [[Pedro Jack Kapeller]] se tornaria presidente da Rede Manchete em 1995 após o falecimento de seu tio, Adolpho Bloch.<ref>{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/11/20/brasil/16.html |título=Bloch, dono da Manchete, morre aos 87 |acessodata=21 de dezembro de 2014 |autor= |coautores= |data=20 de novembro de 1995 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Folha de S.Paulo]] |publicado=[[UOL]] |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> A crise da Manchete se aprofundou após a [[Copa do Mundo de 1998]], quando seu faturamento caiu 40%. No final de setembro, a emissora demitiu 540 funcionários e novamente a folha estava atrasada. Em outubro, cortou a produção de quase todos os seus programas jornalísticos, abortando, inclusive, a novela ''[[Brida (telenovela)|Brida]]''.<ref name="renascer">{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi05019919.htm |título=Igreja Renascer assume Rede Manchete |acessodata=21 de dezembro de 2014 |autor=Toni Sciarretta |coautores= |data=5 de janeiro de 1999 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Folha de S.Paulo]] |publicado=[[UOL]] |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Ela chegou a ficar fora do ar três vezes, a primeira devido a uma invasão de funcionários na torre da emissora em [[São Paulo (cidade)|São Paulo]].<ref name="renascer" /> A emissora seria vendida durante um mês para a [[Igreja Renascer em Cristo]] em janeiro de 1999, porém em fevereiro do mesmo ano rompeu com a igreja, alegando o descumprimento de cláusulas contratuais.<ref>{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq13029926.htm |título=Manchete rompe contrato com Renascer |acessodata=21 de dezembro de 2014 |autor=Anna Lee |coautores= |data=13 de fevereiro de 1999 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Folha de S.Paulo]] |publicado=[[UOL]] |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Em maio de 1999, [[Amilcare Dallevo]] e [[Marcelo de Carvalho]] assumiram as concessões da Manchete, transferiram a sede para [[Barueri]] e o nome da emissora foi mudado para [[RedeTV!]].<ref>{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/livrariadafolha/ult10082u658372.shtml |título=RedeTV! comemora 10 anos; veja fatos inusitados de sua história |acessodata=21 de dezembro de 2014 |autor= |coautores= |data=28 de novembro de 1999 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Folha de S.Paulo]] |publicado=[[UOL]] |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref>
 
== História ==
Quase dois anos depois das concessões, a Rede Manchete foi ao ar pontualmente às 19h em um domingo, [[5 de junho]] de [[1983]], Logo na estreia, a Rede Manchete chegou com grandes inovações. Foi colocada no ar uma contagem regressiva futurística de 8 segundos para um informe da [[Petrobras]] anunciando o lubrificante Lubrax e dando boas-vindas a nova emissora brasileira. Seguiu um discurso no ar de Adolpho Bloch no cenário do jornalismo da emissora. Em seguida, foi colocada no ar vinheta da emissora, onde a letra '''M''' estilizada voa em vários locais do Brasil e pousa na sede da emissora no Rio. Essa vinheta anunciou a entrada no ar da rede e da primeira afiliada: a [[TV Pampa]] de [[Porto Alegre]], que contava com várias "emissoras gêmeas" no interior do estado do [[Rio Grande do Sul]].
 
Nos primeiros minutos da emissora, [[Adolpho Bloch]] fez um depoimento, primeiramente, sem som (devido a uma falha).<ref name="patrocina">{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=4695&PageNo=1 |título=Primeiro o susto, depois o "show" |autor=João Máximo |coautores= |data=7 de junho de 1983 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Logo depois, o recomeço da gravação, tudo correu normalmente.<ref name="apresenta"/> E depois continuou: ''Meus amigos, hoje é um dia importante para a Família Manchete. Como você sabe, a nossa riqueza é o trabalho e o otimismo. Para nós, a televisão foi um desafio. Estamos felizes em continuar contribuindo para a construção de um Brasil grande. O presidente [[João Figueiredo]] confiou em nossa imprensa. Para nós, a televisão representa responsabilidade. Estamos produzindo uma programação de alto nível. É um dever mencionar o pioneiro [[Assis Chateaubriand]], um homem de grande visão. Apresento minhas saudações à [[TVE Brasil|TV Educativa]], à [[TV Cultura]], à [[TV Bandeirantes]], à [[TV Gazeta]], à TV Sílvio Santos (referindo-se à [[TVS]], atual [[SBT]]), à [[RecordTV|TV Record]], às [[Rede de Emissoras Independentes|Emissoras Independentes]] (referindo se a antiga [[RecordTV|Rede Record]] com o antigo SBT, atual Record) e à [[Rede Globo|Rede Globo de Televisão]]. Meus agradecimentos ao Dr. [[Roberto Marinho]]. Nossa amizade já passa de meio [[século]]. Deixo com vocês, meus amigos, a Rede Manchete de Televisão. Ela está no ar.''. Em seguida, foi ao ar uma marcante vinheta, um clipe onde uma nave espacial, representada pelo '''M''' (logotipo da emissora), sobrevoava as principais cidades brasileiras e aterrissava no alto do prédio da emissora, o [[Edifício Manchete]], projetado pelo arquiteto [[Oscar Niemeyer]], a cabeça-de-rede da emissora ficava na Rua do Russel, na [[Glória (bairro do Rio de Janeiro)|Glória]], no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]]. A mesma vinheta permaneceu no ar do primeiro ao último dia da emissora, sendo considerada uma das mais longínquas da televisão.
 
Em seguida, foi apresentado a fala do Presidente João Figueiredo: ''Adolpho Bloch tem mais anos de Brasil que a maioria de nós''.<ref name="apresenta"/>
 
=== 1984 ===
O ano de 1984 marcou a Rede Manchete que se destacou pelo total apoio à campanha das [[Diretas Já]], quando a população, através de [[comício]]s e passeatas, pedia a aprovação da emenda que restabelecia eleições diretas para [[presidente do Brasil]]. A emissora transmitiu vários comícios, inclusive aqueles que reuniram um milhão de pessoas em [[São Paulo (cidade)|São Paulo]] e no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]].<ref>{{citar web|url=http://www.telehistoria.com.br/canais/emissoras/manchete/manchete9.htm|arquivourl=https://web.archive.org/web/20071217213947/http://www.telehistoria.com.br/canais/emissoras/manchete/manchete9.htm|arquivodata=21 de dezembro de 2014|título=A campanha das "Diretas Já"|publicado=Tele História|data=1 de fevereiro de 2007|acessodata=21 de dezembro de 2014|língua2=pt}}</ref>
 
Em seu primeiro ano de vida, a estratégia de uma programação para as classes A e B ainda estava de pé. A emissora inicia o ano lançando, no dia [[23 de janeiro]], o ''FMTV'', considerado o primeiro programa de [[videoclipes]] do Brasil, revelando como apresentadores [[João Kléber]], e mais tarde, [[Patricia Pillar]]. Ia ao ar diariamente, das 19 às 19h30, e aos sábados a partir das 18h30.
Em janeiro de [[1992]], entra no ar ''Almanaque'', programa de variedades apresentado por [[César Filho]] e [[Tânia Rodrigues]], com roteiro de [[Rosana Hermann]].<ref name="rosana"/><ref>{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=160753&PageNo=8 |título=Agenda da Manchete |autor=Roberto Coodo |coautores= |data=20 de dezembro de 1991 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Em fevereiro, [[Fernando Barbosa Lima]] convidou e Márcia Peltier é contratada pela emissora.<ref>{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=17724&PageNo=8 |título=Convite |autor= |coautores= |data=19 de janeiro de 1992 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref><ref>{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=17855&PageNo=8 |título=Márcia Peltier |autor= |coautores= |data=7 de fevereiro de 1992 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Em abril, a Manchete resgata ''[[Vila Sésamo]]'', série de 262 episódios de 30 minutos cada um, gravada entre 1988 e 89, e vai exibi-los diariamente às 12h, encerando o programa ''[[Clube da Criança]]''.<ref name="rosana">{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=18012&PageNo=9 |título=Manchete muda e resgate "Vila Sésamo" |autor= |coautores= |data=23 de fevereiro de 1992 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref>
 
A nova novela ''[[Amazônia (telenovela)|Amazônia]]'', até então promessa de repetir o sucesso de ''Pantanal'', começa dar baixos índices de audiência e torna-se um fracasso de audiência (apenas 2 pontos). A emissora coloca no ar a continuação ''[[Amazônia - Parte II]]'', após saída de personagens que não agradaram o telespectador. Mesmo assim, mantém baixos índices de audiência e por causa disso, entrou em grave crise econômica (a causa principal conhecida foi o altíssimo investimento na novela, que acabou em prejuízo estrondoso). A nova programação visual prometida por [[Jayme Monjardim]] acaba não dando muito certo. Jayme acaba sendo demitido por [[Adolpho Bloch]], iniciando a primeira grande crise da emissora. Também neste ano, a Rede Manchete deixava de ser vice-líder de audiência, após perder a posição para o [[SBT]], ficando em terceira colocada. Em 9 de junho de 1992, a TV Manchete detinha o sexto lugar na audiência na [[Grande São Paulo]] no horário entre 19h45 e meia-noite, segundo o Data Ibope. Segundo a ''[[Folha de S.Paulo]]'' apurou, o faturamento da TV em 91 foi de US$ 100 milhões, o que a classifica como terceira no ranking, atrás da Globo e do SBT.<ref name="classifica">{{citar web|url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=152286&PageNo=10|título=Grupo IBF compra a Rede Manchete|autor=Hugo Studart|coautores=|data=11 de junho de 1992|ano=|mes=|formato=|obra=[[Folha de S.Paulo]]|publicado=TV-Pesquisa|páginas=|língua=|língua2=|língua3=|lang=|citação=}}{{Ligação inativa|1={{subst:DATA}} }}</ref> A programação da emissora era alvo de críticas, como a erotização, a experiência mostrou que cenas gratuitas de nudismo e de sexo não garantem audiência significativa nem melhoram a vida da emissora.<ref name="erotização"/> Mesmo com o agravamento da crise, Adolpho Bloch não queria vender a emissora, mas foi pressionado por seus sócios.<ref name="classifica"/> Para evitar a venda, Bloch foi ao [[Palácio do Planalto]] pedir ao ministro [[Jorge Bornhausen]] que o governo perdoasse parte de sua dívida junto ao [[Banco do Brasil]]. Bloch queria que Bornhausen pressionasse o presidente do BB, Lafayete Coutinho, para que o isentasse de pagar os juros de uma dívida de US$ 90 milhões.<ref name="classifica"/> Ele só queria pagar a correção. O ministro aconselhou-o a pedir a Collor, que não o recebeu.<ref name="classifica"/> Foi a última tentativa de Bloch para evitar a venda da emissora. Há dois anos que ele reclama ao governo que não quer pagar juros sobre juros.<ref name="classifica"/> Um dia antes de procurar Bornhausen, Bloch disse a amigos que seu maior orgulho na vida era jamais ter outorgado uma escritura e que iria morrer sem vender seus bens. Aos 84 anos, Bloch era o maior empecilho à venda da TV. Na época, chorou diante do presidente Collor que disse: "Então não venda, Adolpho". Eufórico, ele pensou que havia recebido um sinal de que teria ajuda, o que não se confirmou. Bloch chorou ao acertar a transferência ao IBF.<ref name="classifica"/> O [[Grupo IBF]] ([[Indústria Brasileira de Formulários]]), presidida pelo [[empresário]] Hamilton Lucas de Oliveira, se ofereceu para cuidar da emissora. A rede começou a ser negociada com o Grupo IBF, que fez fortuna com a [[impressão]] de [[Loteria Instantânea|raspadinhas]].<ref name="classifica"/><ref>{{citar web|url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=151656&PageNo=10|título=Compra da Manchete pelo IBF|autor=Ana Cecília Americano e Eleno Mendonça|coautores=|data=6 de junho de 1992|ano=|mes=|formato=|obra=[[Jornal do Brasil]]|publicado=TV-Pesquisa|páginas=|língua=|língua2=|língua3=|lang=|citação=}}{{Ligação inativa|1={{subst:DATA}} }}</ref> Em junho, concretizava-se a venda da Manchete para o Grupo IBF, fechando a compra de 49% do capital acionário da Rede Manchete de Rádio e Televisão por US$ 25 milhões e assumiu uma divida de US$ 110 milhões da empresa junto a diversos credores.<ref name="erotização">{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=151692&PageNo=10 |título=A próxima atração |autor= |coautores= |data=12 de junho de 1992 |ano= |mes= |formato= |obra=[[Jornal do Brasil]] |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref><ref name="marca">{{citar web|url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=151703&PageNo=10|título=Grupo IBF é o novo dono da Manchete|autor=|coautores=|data=11 de junho de 1992|ano=|mes=|formato=|obra=[[Jornal do Brasil]]|publicado=TV-Pesquisa|páginas=|língua=|língua2=|língua3=|lang=|citação=}}{{Ligação inativa|1={{subst:DATA}} }}</ref> Conforme disse David Raw, novo diretor geral da rede, na cúpula diretiva que está sendo formada não consta o nome de nenhum membro da família Bloch. Além disso, existe no contrato firmado uma cláusula que dá à IBF o direito irretratável de administrar a emissora: ''Dessa forma, teremos condições de desenvolver uma administração totalmente profissional, que possa tirar a rede do caos em que se enfiou. Só não compramos 51% porque os Bloch não quiseram vender.''<ref name="nabriga"/> A sede da Rede Manchete de Rádio e Televisão será transferida para [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], onde fica o IBF, mas o restante das instalações ficará no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]].<ref name="marca"/> A médio prazo a IBF promete ameaçar as posições do SBT, colocando a Manchete novamente na briga pelo segundo lugar em audiência.<ref name="nabriga">{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=151955&PageNo=10 |título=IBF promete pôr a Manchete na briga pela vice-liderança |autor=Sergio Sanches |coautores= |data=15 de junho de 1992 |ano= |mes= |formato= |obra=Meio & Mensagem |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Tendo, inclusive, tentado contratar Walter Zagari, que preferiu continuar no comercial do [[SBT]], Raw foi crítico: ''Infelizmente ele não teve coragem para aceitar o desafio proposto''.<ref name="proposto">{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=18494&PageNo=11 |título=Manchete tem provocação provisória |autor=Sergio Sanches |coautores= |data=6 de julho de 1992 |ano= |mes= |formato= |obra=Meio & Mensagem |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref> Porém, aparentemente com o objetivo de valorizar o então Xerxes Gusmão do comercial, o diretor geral mudou o discurso: ''O Zagari é meu amigo, o encontro com freqüência, mas não fizemos proposta concreta para ele''.<ref>{{citar web |url=http://www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br/mostraregistro.asp?CodRegistro=18553&PageNo=11 |título=Manchete define diretoria |autor=Sérgio Sanches |coautores= |data=13 de julho de 1992 |ano= |mes= |formato= |obra=Meio & Mensagem |publicado=TV-Pesquisa |páginas= |língua= |língua2= |língua3= |lang= |citação= }}</ref>
 
Já na nova administração estreia, com apresentação de [[Clodovil Hernandes]], o programa ''[[Clodovil Abre o Jogo]]''. Com a saída do ''[[Documento Especial|Documento Especial: Televisão Verdade]]'' (que foi para o [[SBT]]) foi criada o ''[[Manchete Especial: Documento Verdade]]'', com apresentação de [[Henrique Martins]], para sanar a perda do programa. Ainda teria ''[[Clube da Criança]]'', ''Vídeo Memória'', ''Gente de Expressão'', ''[[Ferreira Neto]] Opinião'', ''[[Duda Little]]'' no ''Duda Alegria'', ''Capítulo Especial''.<ref name="proposto"/> Em julho, a emissora transmitiu os [[Jogos Olímpicos de 1992]], realizado em [[Barcelona]]. No mesmo mês, começa a transmitir o [[Campeonato Paulista]] de futebol, com narração de [[Osmar Santos]]. A emissora faz cobertura nas denúncias que levaram o [[impeachment]] ao então Presidente da República [[Fernando Collor]], entre abril a dezembro.
Utilizador anónimo