Abrir menu principal

Alterações

Frederick Jansen Van Vuuren ([[1958]] — [[1977]]) foi um fiscal de segurança no [[Grande Prêmio da África do Sul]] de 1977, em [[Kyalami]].
 
Trabalhando como bilheteiro no [[Aeroporto de Johanesburgo]], ele era um fiscal voluntário no dia da corrida. Morreu quando cruzava a pista para apagar um [[incêndio]] no Shadow de [[Renzo Zorzi]], mas foi atingido por [[Tom Pryce]] em alta velocidade, que foi incapaz de evitá-lo. As imagens deste acidente foram registradas por um cinegrafista que mostra como tudo aconteceu. [[Hans-Joachim Stuck]] conseguiu desviar o seu carro do primeiro fiscal que atravessava a pista, mas Pryce não teve tempo e atingiu Van Vuuren (que vinha logo atrás) em cheio. A velocidade do impacto (Pryce trafegava a aproximadamente 280 km/h) arremessou e despedaçou o corpo de Van Vuuren no ar, ao passo que o extintor de incêndio que Vuurenele segurava chocou-se contra o capacete de Pryce, partindo-o ao meio e arrancando-o, achatando oseu crânio; de Pryce. Ambosambos morreram instantaneamente - Van Vuuren foi reconhecido por exclusão, já que seu corpo, como citado anteriormente, foi despedaçado em razão do impacto do atropelamento.<ref name=TRAGÉDIA>{{citar web || url= https://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/na-garagem-pryce-atropela-fiscal-em-kyalami-e-morre-atingido-por-extintor || titulo= ''Na Garagem: Pryce atropela fiscal em Kyalami e morre atingido por extintor (grandepremio.com)'' || acessodata=11 de janeiro de 2019}}</ref>
 
A esposa de Pryce processou o autódromo, pois, em sua compreensão, houve negligência dos organizadores em colocar um amador para trabalhar como fiscal de pista.
Utilizador anónimo