Diferenças entre edições de "António José de Ávila"

6 bytes adicionados ,  11h54min de 24 de agosto de 2019
m
nova imagem
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (nova imagem)
No ano seguinte, foi nobilitado com o título de 1.º [[Duque de Ávila e Bolama]], em recompensa pelos serviços prestados ao País, e como gratificação pelas negociações por si encetadas, tendo em vista a posse da ilha de [[Bolama]], na [[Guiné-Bissau|Guiné Portuguesa]], por Portugal<ref>{{citar web |url=http://www.leitura.gulbenkian.pt/index.php?area=rol&task=view&id=30472 |título=Duque de Ávila e Bolama – Biografia |acessodata=27 de Abril |autor=José Miguel Sardica |autorlink=Fundação Calouste Gulbenkian |data=2009 |publicado=Leitur@ Gulbenkian|língua2=pt |arquivourl=https://web.archive.org/web/20140427181239/http://www.leitura.gulbenkian.pt/index.php?area=rol&task=view&id=30472 |arquivodata=27 de Abril de 2014 }}</ref>.
 
[[File:DuqueMonument deAntonio avilaJose ede bolamaAvila hortae (2)Bolama.jpg|thumb|left|Monumento em homenagem ao duque de Ávila e Bolama, Horta.]]
Faleceu pelas 21 horas e meia do dia [[3 de maio]] de [[1881]] no primeiro andar da casa Nº20, da Rua do Duque de Bragança, freguesia dos [[Mártires (Lisboa)]], tinha 74 anos. Não deixou filhos. O funeral realizou-se dia 5. A urna saiu da Basílica dos Mártires pelas 14 horas até chegar ao [[Cemitério dos Prazeres]] pelas 16, onde foi sepultado no jazigo nº 1870.
 
19

edições