Diferenças entre edições de "Império Bizantino"

4 bytes removidos ,  21h06min de 24 de agosto de 2019
m
→‎Dinastia Ângelo: Palavra duplicada; crase
m (→‎Dinastia Ângelo: Ortografia)
m (→‎Dinastia Ângelo: Palavra duplicada; crase)
Embora tenha começado seu reinado com um golpe, Andrônico foi elogiado pelos historiadores devido às medidas bem sucedidas para reformar o governo. Sob seu comando, a venda de cargos cessou, sendo a seleção baseada no mérito e os salários foram adequados para evitar a tentação pelo suborno; nas províncias, suas reformas produziram uma melhora rápida e acentuada.{{sfn|name=Ostro397|Ostrogorsky|1969|p=397}} No campo militar, contudo, Andrônico teve muitos reveses: [[Isaac Comneno do Chipre|Isaac Comneno]] proclamou a independência de [[Chipre]], {{lknb|Bela|III|da Hungria}} {{nwrap|r.|1172|1196}} reintegrou os territórios croatas na Hungria, [[Estêvão Nemânia]] de [[Grão-Principado da Sérvia|Ráscia]] {{nwrap|r.|1166|1196}} declarou-se independente do Império Bizantino e {{lknb|Guilherme|I da Sicília}} enviou uma [[Terceira invasão normanda dos Bálcãs|expedição em 1185]] com 300 navios e {{fmtn|80000}} homens{{sfn|Norwich|1998|p=293}} que, além de conquistar Dirráquio (atual [[Durrës]]), [[Saque de Tessalônica (1185)|sitiou Tessalônica]].{{sfn|Stone|2005c}} Porém, o aumento da oposição política por parte da aristocracia levou Andrônico a adotar uma postura tirânica,{{sfn|Harris|2003|p=118}} marcada por execuções, atos violentos contra seus adversários e medidas cada vez mais implacáveis para escorar seu regime.<ref name=Ostro397 /> Andrônico acabou destronado por {{lknb|Isaac|II Ângelo}}, que o mandou executar.{{sfn|Norwich|1998|p=294–295}}
 
O reinado de Isaac&nbsp;II {{nwrap|r.|1185|1195}} e, mais ainda, de seu irmão {{lknb|Aleixo|III|Ângelo}} {{nwrap|r.|1195|1203}}, assistiram ao colapso do que restava da máquina centralizada do governo e da defesa bizantinos. Mesmo os normandos tendo sido sido expulsos da [[Grécia]] após uma derrota decisiva na [[Batalha de Demetritzes]] em 7 de novembro de 1085, em 1186, [[Valáquia|valáquios]] e [[búlgaros]] começaram uma [[revolta valáquio-búlgara|rebelião]] que levaria aà formação do [[Segundo Império Búlgaro]]. A política interna dos Ângelos foi caracterizada pelo esbanjamento do tesouro público e pela má administração fiscal. A autoridade bizantina foi seriamente enfraquecida e o vácuo crescente no poder central do império encorajou a fragmentação. Há evidências de que alguns herdeiros Comnenos teriam criado um estado semi-independente em [[Trebizonda]] antes de 1204.{{sfn|Paparrigopoulos|2004|p=216}} Segundo [[Alexander Vasiliev]], "A Dinastia Ângelo, gregos em sua origem, [...] acelerou a ruína do império, já enfraquecido e com desunião interna".{{sfn|Vasiliev|2007b}}
{{limpar}}
 
38

edições