Diferenças entre edições de "Suplemento alimentar"

1 byte removido ,  21h01min de 26 de agosto de 2019
→‎Suplementação desportiva: Correção de erro: o usuário tinha escrito "performançe". Então eu apenas troquei o "ç" pelo "c"
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 191.7.212.166, com Reversão e avisos)
(→‎Suplementação desportiva: Correção de erro: o usuário tinha escrito "performançe". Então eu apenas troquei o "ç" pelo "c")
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Os suplementos dietéticos são similares aos alimentos em relação aos nutrientes fornecidos, são produtos práticos para ingestão durante atividades, podem servir como auxiliares no aumento do consumo energético ou do aporte vitamínico-mineral. Entre eles, estão: as bebidas esportivas (com [[CHO]] e [[eletrólito]]s), os suplementos com alto teor de CHO (como os geis de CHO), os multivitamínicos, os vitamínicos, os suplementos minerais, as refeições líquidas e os suplementos à base de [[cálcio]].{{Carece de fontes|data=setembro de 2017}}
 
Por eliminação, o restante das substâncias ingeridas de forma suplementar à alimentação seria considerado auxiliador ergogênico. Os suplementos dietéticos não promovem aumento de desempenho. O resultado melhor na ''performance'' seria uma consequência da capacidade em atender uma demanda nutricional. Ou seja, o atleta não ficaria mais forte ou mais rápido devido ao suplemento, mas conseguiria manter-se em atividade mais tempo, por exemplo. Já o [[auxiliador ergogênico]] teria a capacidade de aumentar a ''performance'', fornecendo substâncias que fisiologicamente não fariam parte da demanda nutricional. Outras classificações surgiram e alguns autores classificam todos os suplementos como sendo ergogênicos porque, de uma forma ou de outra, eles auxiliam na ''performance'' então a comida deveria ser considerada ergogênica pois auxilia na performançeperformance.{{Carece de fontes|data=setembro de 2017}}
 
Na verdade, a grande diferenciação que se deve fazer é: existem substâncias que podem agir alterando processos metabólicos e genéticos diferentemente dos alimentos e existem produtos que simplesmente fornecem os nutrientes que normalmente viriam da alimentação de outra forma. É a linha que divide o que seria considerado suplementação nutricional do que se aproxima do ''[[doping]]''. Dessa forma, quem consome suplementos e participa de eventos esportivos, deve estar atento para o conteúdo real do suplemento, para não ingerir substâncias proibidas, fato que já ocorreu com atletas importantes, que foram condenados por ''doping'', depois provando-se que a substância provinha de produtos comercializados como “suplementos alimentares”.{{Carece de fontes|data=setembro de 2017}}