Diferenças entre edições de "Diana Piedade"

8 887 bytes adicionados ,  11h02min de 28 de agosto de 2019
Remoção do redirecionamento para Ídolos (3.ª edição)
m (sockalhadas)
Etiquetas: Reversão Novo redirecionamento
(Remoção do redirecionamento para Ídolos (3.ª edição))
Etiquetas: Redirecionamento removido Possível conteúdo ofensivo Provável parcialidade
{{Formatar referências|data=junho de 2016}}
#Redirecionamento [[Ídolos_(3.ª edição)]]
{{Info/Música/artista
|nome = Diana Silveira
|fundo = cantor_solo
|imagem =
|legenda =
|apelido =
|origem = [[Santa Maria (Lagos)|Santa Maria]], [[Lagos]], [[Algarve]]
|país = {{PRT}}
|instrumento = [[Voz]]
|gravadora =
|afiliações = [[Ídolos (Portugal)]]
|website =
|nome completo = Diana Patricia [da] Silveira da Piedade
|nascimento = {{dni|22|4|1985}}
|falecimento =
|atividade = Cantora, compositora
|modelos=<!-- Modelos favoritos do instrumento -->
|género =[[Rock]], [[Blues]], [[Soul]]
}}
 
'''Diana Patrícia [da] Silveira da Piedade''' ([[Lagos]], [[Santa Maria (Lagos)|Santa Maria]], [[22 de Abril]] de [[1985]]) é uma [[cantora]] e [[compositora]] [[portuguesa]].
 
==Biografia==
Nasceu às 19 horas e 25 minutos, filha de Fernando José Vitória da Piedade (Lagos, Santa Maria, 1963/1964) e de sua mulher Teresa Eufémia de Almeida [de] Novais da Silveira ([[Luanda]], 1964/1965), residentes na Rua 25 de Abril, 58 em Lagos, neta paterna de José Geraldo Amâncio da Piedade e de sua mulher Maria Adelinda Vitória e neta materna de Hermindo João da Silveira e de sua mulher Anabela de Almeida [de] Novais.<ref>Assento N.º 108/1985, lavrado a 2 de Maio de 1985, da Conservatória de Lagos</ref>
 
Cantora profissional desde os 15 anos de idade, é após o programa televisivo Ídolos, onde se consagra finalista a 14 de Fevereiro de 2010, que Diana ganha notoriedade entre o público com a sua voz soul e figura rockeira. Foi considerada em 2010 como uma das vozes revelação de Portugal pelos media.
 
==Influências Musicais==
Diana tem um repertório musical ecléctico. A maioria das suas performances pertencem ao [[rock and roll]] mas na sua participação no Ídolos Diana realizou um pouco de tudo provando a sua versatilidade. [[jazz]], [[blues]], [[soul]] e [[rock and roll]] parecem ser os seus géneros preferidos. Entre os seus artistas de eleição estão [[Led Zeppelin]], [[Janis Joplin]], [[Jeff Buckley]] e [[Betty Davis]].
 
==Background==
Entre os seus 15 e 19 anos de idade, Diana Silveira começa a dar os primeiros passos como cantora professional. É como vocalista da banda Algarvia de funk/rock Duck, que surge a primeira gravação em estúdio de "Funk my Funk" e "Rich Dude" assim como as primeiras aparições de promoção em programas de televisão, como o "Cabaré da Coxa" na [[SIC Radical]].
 
Em 2004, integra como convidada a banda Fadomorse e faz parte do 3.º registo da banda Gritar o Fado - Revisitado em estúdio com o tema "Cinzeiro de Prata", e "Deicídio" juntamente com [[Adolfo Luxúria Canibal]]. Após uma tour pelo País e duas datas no ESMAE para a gravação de um DVD, Diana termina a sua participação na banda devido a uma paragem da mesma.
 
Ainda em 2004, participa nas audições e integra o elenco do teatro musical "Cabeças no Ar" escrito por [[Carlos Tê]] com base no projecto musical de [[Rui Veloso]], [[Jorge Palma]], [[Tim (músico)|Tim]] e [[João Gil]].
 
Mudou-se para a cidade de [[Paris]] em 2006 e, após algum tempo, viria a fazer coros para uma banda de tributo aos [[Pink Floyd]], regressando a Portugal em Junho de 2009.
 
==Ídolos==
Diana realizou o ''casting'' para a [[Ídolos (3.ª edição)|3.ª edição]] do Ídolos em Lisboa. Ficou em 2.º lugar, perdendo o lugar de finalista para [[Filipe Pinto]].
 
{|class="wikitable"
|-
! Gala
! Canção
! Cantor ou Banda Original
! Resultado
|-
|Gala 1
|"Hedonism (Just Because You Feel Good)"
|[[Skunk Anansie]]
|Salva pelo Júri
|-
|Gala 2
|"Still Loving You"
|[[Scorpions]]
|Salva
|-
|Gala 3
|"Try a Little Tenderness"
|[[Otis Redding]]
|Últimos dois (Salva)
|-
|Gala 4
|"[[Blame It on the Boogie]]"
|[[Jackson 5]]
|Salva
|-
|Gala 5
|"Conta-me Histórias"
|[[Xutos & Pontapés]], versão dos [[Clã (banda)|Clã]]
|Salva
|-
|Gala 6
|"Piece of My Heart"
|[[Janis Joplin]]
|Salva
|-
|Gala 7
|"[[E Depois do Adeus]]" & "Live and Let Die"
|[[Paulo de Carvalho]] & Sir [[Paul McCartney]] and the Wings, versão dos [[Guns N' Roses]]
|Salva
|-
|Gala 8
|"Dancing in the Street" & "Crazy"
|Sir [[Mick Jagger]] e [[David Bowie]] & [[Gnarls Barkley]]
|Salva
|-
|Gala 9
|"Ne me Quitte Pas" & "[[Proud Mary]]" & "[[(I Can't Get No) Satisfaction]]"
|[[Jacques Brel]] & [[Tina Turner]] & [[Rolling Stones]]
|Salva
|-
|Gala 10
|"Hit The Road Jack" & "Momento" & "[[Whole Lotta Love]]"
|[[Ray Charles]] & [[Pedro Abrunhosa]] & [[Led Zeppelin]]
|Salva
|-
|Gala 11
|"Lover, You Should've Come Over" & "Mercy"
|[[Jeff Buckley]] & [[Duffy]]
|2º Lugar
|}
 
Após interpretar a sua versão da canção "Piece of my Heart", de [[Janis Joplin]], o vídeo tornou-se parte de janisjoplin.net, um website de tributo a Joplin.<ref>http://www.janisjoplin.net/multimedia/video/</ref> Diana foi a primeira artista, a nível mundial até a data, a ter um vídeo seu neste website para além da própria [[Janis Joplin]].
 
Igualmente, após a sua perfornance de "Whole Lotta Love" dos Led Zeppelin, Diana tornou-se também parte de um website de fãs, desta vez em led-zeppelin.org,<ref>http://www.led-zeppelin.org/news/index.php?m=2010news#020710b</ref> o maior website de fãs da banda que referenciou a sua performance.
 
Segundo o júri do concurso, a sua versão de "[[E Depois do Adeus]]" de [[Paulo de Carvalho]] foi, até à data, a melhor performance de sempre de todos os concursos Ídolos em Portugal.
 
===Pós-Ídolos===
Em Maio de 2010, Diana actua em [[Lisboa]] no festival [[Rock in Rio]].<ref>http://rockinrio-lisboa.sapo.pt/pt/noticias/detalhes/450 rockinrio-lisboa.sapo.pt</ref>com a banda americana de metal HAIL!. Graças a essa participação, a cantora é então reconhecida pelo seu potencial através da banda e pela consagrada revista de Heavy-Metal, [[Blabbermouth]].
 
Durante o Verão de 2010 após o concurso, a cantora apresentou a tourné [[Rock On Diana]] em território continental e ilhas, ao lado da banda Les Misérables, composta por [[Ivo Perpétuo]] na guitarra, [[Vasco Moura]] no baixo, [[Hugo Palma]] na bateria e o convidado especial, o guitarrista [[Tuniko Goulart]]. A primeira data foi a 22 de Maio de 2010 no [[Cinema São Jorge]], em Lisboa, com sala esgotada.
 
A convite do humorista [[Rui Unas]], Diana participa naquele que viria a ser o video viral do ano de 2010. Uma paródia músical inspirada no tema original de [[Alicia Keys]] e [[Jay-Z]] "New York State of Mind", "Margem Sul State of Mind", que bateu recordes de visualizações nesse ano no [[YouTube]]. Sendo uma cantora bastante versátil, Diana inicia alguns trabalhos de estúdio para diversos fins publicitários e cinematográficos.
 
A curta-metragem portuguesa "Tejo", de Francisco Baptista e Henrique Pina, conta com a sua participação na banda sonora.
 
O primeiro LCD humano realizado em Portugal é o mote da campanha [[ZON Multimédia]] de apoio à Selecção Nacional no [[Copa do Mundo FIFA de 2010|Mundial de Futebol de 2010]] que conta com a participação na voz de Diana Piedade.
 
É a partir de 2010 que passa a ser a voz marcante da campanha de Natal do grupo [[Grupo Sonae]], e dá voz à personagem Popota do [[Continente Modelo]].
 
Ao longo de 2010 Diana percorreu o país com a sua tournée Rock On Diana e subiu ao Palco Sunset do [[Rock In Rio]] Lisboa ao lado das bandas Ramp e Hail. O fenómeno de popularidade reflectiu-se na internet, com o reconhecimento do seu talento a ser demonstrado a partir de várias partes do mundo: até Dezembro de 2010, Diana Piedade foi a artista top de Portugal, com o maior número de fãs na sua página do [[Facebook]] (172.000 Likes).
 
Em Janeiro de 2011, opta não só por eliminar a sua página oficial no Facebook (Diana Piedade Ídolos) mas também altera o seu nome artístico para '''Diana Silveira''' como meio de começar de novo a sua carreira musical sem o passado pop suscitado pelo programa.
 
Diana viajou então para [[Nova Iorque]] e a 18 de Março de 2011 participou num Tributo a [[Jeff Buckley]] partilhando o palco com Gary Lucas. Posteriormente mudou-se para a [[Califórnia]].
 
Ainda nesse ano, e de regresso a Portugal, Diana promoveu o projecto 3:33, definido como "Rock with Soul". A banda deu vários concertos pelo país, sobretudo em lojas [[FNAC]], e a 22 de Maio de 2012 lançou o EP "Eufêmea".
 
Entre 2013 e 2014 Diana foi vocalista da banda A Tree of Signs. Depois de um single e diversos concertos Diana decidiu seguir um novo rumo. Neste momento é vocalista da banda B. B. Kween, dando concertos onde temas originais se misturam com a história do Blues, e da banda Güru, projeto que celebra o Rock and Roll e a energia dos anos de 1970.
 
{{referências}}
 
[[Categoria:Portugueses de ascendência cabo-verdiana]]
[[Categoria:Portugueses de ascendência angolana]]
[[Categoria:Cantores do distrito de Faro]]
[[Categoria:Naturais de Lagos (Portugal)]]
[[Categoria:Participantes de talent show de Portugal]]
[[Categoria:Participantes no Festival RTP da Canção]]
Utilizador anónimo