Diferenças entre edições de "Acordos de Bretton Woods"

18 bytes adicionados ,  05h41min de 1 de setembro de 2019
Os países desenvolvidos também concordaram que o sistema econômico liberal internacional requeria intervencionismo do governo. Após a Grande Depressão, a administração pública da economia emergiu como uma atividade primeira dos governos de Estados desenvolvidos: emprego, estabilidade e crescimento eram então assuntos importantes da política pública. Com isso, o papel do governo na economia nacional ficou associado com a apropriação, pelo Estado, da responsabilidade de garantir a seus cidadãos um certo grau de bem-estar econômico. O ''welfare state'' ([[estado de bem-estar social]]) nasceu a partir do impacto da Grande Depressão, que criou uma necessidade popular de intervencionismo estatal na economia, e das contribuições teóricas da escola econômica [[John Maynard Keynes|Keynesiana]], que defendia a necessidade de intervenção estatal a fim de manter níveis adequados de emprego.
 
Em âmbito internacional, essas ideias também surgiram da experiência dos [[década de 1930|anos 30]]. A prioridade dos objetivos nacionais, a ação independente nacional no período entreguerras e ouma fracassonova emdinâmica perceberpara quea essesmacroeconomia objetivosmundial, nacionaiscomo nãoalta poderiamtarifação sere atingidosdesvalorizações semcompetitivas, umaque certacontribuíram formapara deo colaboraçãodesenvolvimento internacionalda resultarameconomia emdurante políticasos dopróximos estiloanos, "empobrecepossibilitando teuser vizinho"chamado comode altaOs tarifaçãoAnos eDourados desvalorizaçõesdo competitivasCapitalismo (Golgen Ages), em que, contribuíramo paramundo aexperimentou quedasuas damaiores economia,taxas instabilidadede políticacrescimento domésticadurante eos guerratrinta internacionalpróximos anos. AContudo, a lição foi, como explica [[Harry Dexter White]], adepto do ''[[New Deal]]'' e principal arquiteto do sistema Bretton Woods:
 
<blockquote>a falta de um alto grau de colaboração econômica entre as nações industrializadas... resultará, inevitavelmente, em guerra econômica que será o prelúdio e instigador de guerra militar em uma escala ainda maior.<ref>Robert A. Pollard, Economic Security and the Origins of the Cold War, 1945-1950 (New York: Columbia University Press, 1985), p.8.</ref></blockquote>
Utilizador anónimo